Finasterida

Finasterida Faz Mal? Efeitos Colaterais e Cuidados

Finasterida é uma droga prescrita disponível como um comprimido oral. Uma marca deste medicamento (Proscar) é usada para tratar os sintomas da próstata alargada, também conhecida como Hiperplasia Benigna da Próstata – HBP). Outra marca deste medicamento (Propecia) é usada para tratar a perda de cabelo em homens.

A finasterida funciona diminuindo a quantidade do hormônio dihidrotestosterona (DHT) no organismo. Tal hormônio normalmente está envolvido com o crescimento da próstata, por isso é um medicamento que pode ser usada no tratamento da HBP.

Quanto à perda de cabelo, a diminuição do DHT leva ao aumento do crescimento do cabelo e diminui a perda de cabelo na cabeça. O uso deste medicamento não afeta o crescimento de pêlos em outras partes do corpo, mas a questão que fica é: finasterida faz mal? Vamos discutir os possíveis efeitos colaterais da substância e mostrar se ela é segura ou não.

Finasterida

Finasterida é a forma genérica para o medicamento chamado de Propecia, usado para crescimento de cabelo em homens, que é o uso mais comum da substância. Pode ser utilizada para o tratamento da calvície masculina ou de alopecia androgenética em homens adultos.

Como já mencionado, em casos de calvície, este medicamento funciona diminuindo a quantidade de um hormônio corporal natural (DHT). Ao diminuir a quantidade de DHT, ocorre o aumento do crescimento do cabelo aliado a uma perda de cabelo mais lenta.

Efeitos Colaterais – Quando a Finasterida faz mal?

Há diversos efeitos colaterais associados ao uso dessa substância, seja para HBP ou para a perda de cabelo. Os efeitos colaterais mais comuns que ocorrem com o uso da finasterida incluem:

  • Diminuição do desejo sexual;
  • Problemas para obter ou manter uma ereção;
  • Transtorno de ejaculação;
  • Diminuição da quantidade de sêmen liberada durante o sexo;
  • Aumento do tamanho e sensibilidade das mamas;
  • Erupção cutânea.

Se esses efeitos forem leves, eles podem desaparecer dentro de alguns dias ou algumas semanas. Se eles forem mais graves ou não desaparecem, fale com seu médico ou farmacêutico.

Os efeitos colaterais mais sérios do medicamento põem em dúvida se seu uso é realmente benéfico ou se a finasterida faz mal. Dentre eles, é possível ocorrer:

  • Inchaço nos lábios, língua, garganta ou rosto
  • Sintomas de depressão;
  • Dor no peito;
  • Secreção mamilar em homens;
  • Dor nos testículos;
  • Tonturas severas;
  • Incapacidade de urinar;
  • Dificuldade para respirar..

Algumas pessoas relatam sonolência, mas estudos comprovam que essa não é uma reação provocada pela finasterida.

Além disso, entre os efeitos colaterais graves podem ocorrer risco aumentado de desenvolvimento de câncer de próstata de alto grau e aumento do risco de câncer de mama masculino.

Dosagem

As possíveis doses e formas de administração dependem da forma e frequência com que a substância será tomada e depende também de aspectos como:

  • Idade;
  • Condição a ser tratada;
  • Gravidade da condição;
  • Outras condições médicas;
  • Reação à primeira dose.

A dose recomendada é um comprimido de 1 mg (Propecia) uma vez por dia. Geralmente, os pacientes devem usar 1 mg de finasterida diariamente durante três meses ou mais, antes de serem observados quaisquer benefícios do tratamento capilar.

Se a melhoria da perda de cabelo não for notada após 12 meses, tratamentos de finasterida adicionais provavelmente não ajudarão e é recomendado parar o uso do medicamento.

Para o tratamento de HBP, é recomendada a dose diária de até 5 mg por dia dependendo da gravidade da condição por tempo determinado por um médico.

O que fazer se você perder uma dose

Se você esqueceu de tomar uma dose, não tome um comprimido extra. Basta tomar o próximo comprimido como de costume.

Interações medicamentosas

Medicamentos como a carbamazepina, a rifampicina e a erva-de-São-João podem reduzir os níveis sanguíneos de finasterida, aumentando a sua ruptura no fígado. Já fármaco como o itraconazol, eritromicina e medicamentos similares aumentam os níveis sanguíneos de finasterida. Assim, é preciso estar atento à dose adotada e aos medicamentos que possa estar usando antes de iniciar o tratamento com finasterida.

Além de interações com outros medicamentos, podem ocorrer reações alérgicas ao produto. Alergias severas podem se manifestar por alguns dos efeitos colaterais mostrados anteriormente como erupções na pele, coceira e inchaço em algumas regiões do corpo, tonturas e dificuldade para respirar. Em caso de alguma dessas reações, o uso deve ser interrompido imediatamente.

Assim, é muito importante informar qualquer tipo de medicamento, ervas ou vitaminas que você está tomando para um profissional da saúde antes de começar a utilizar a finasterida. Nunca inicie, pare ou altere a dose de administração sem consultar um médico antes.

Cuidados e dicas

Antes de tomar finasterida, informe-se sobre outros componentes presentes na composição e informe o seu médico ou farmacêutico se for alérgico a algum deles ou se tiver outros tipos de alergias.

Lembrando que a finasterida pode conter ingredientes inativos em sua composição, que podem causar reações alérgicas ou outros problemas. Informe também sobre o seu histórico médico, especialmente sobre casos de: ​​doença hepática, câncer de próstata, infecções e problemas urinários.

A finasterida é processada no fígado. Se você tem doença hepática, seu corpo pode processar essa droga mais devagar. Isso poder causar um acúmulo da substância no corpo, o que pode aumentar seu risco de efeitos colaterais. Em caso de doença no fígado, seu médico pode reduzir a dose de finasterida.

A finasterida não é aprovada para prevenção do câncer de próstata e há indícios de que pode inclusive aumentar ligeiramente o risco de desenvolver uma forma muito grave de câncer de próstata. Se você teve ou teve câncer de próstata, usar finasterida faz mal e pode piorar sua condição.

Mulheres e crianças nunca devem usar esta medicação, pois pois pode haver danos ao bebê. A finasterida impede a conversão de testosterona em DHT, um hormônio necessário para o desenvolvimento de órgãos genitais masculinos, podendo colocar em grande risco o feto masculino.

Não se sabe se a finasterida é secretada pelo leite humano, mas por precaução, mulheres amamentando não devem utilizar o produto. Ela também nunca deve ser usada ​​durante a gravidez em hipótese alguma por causar danos irreversíveis no feto.

Vale ressaltar ainda que a droga pode ser absorvida também através da pele, e por isso, se o revestimento do comprimido tiver sido quebrado ou o comprimido esmagado, ele nunca deve ser manipulado por uma mulher grávida ou que planeja engravidar.

Se a finasterida for utilizada mesmo com os potenciais efeitos colaterais descritos, estão disponíveis no mercado comprimidos de 1 mg para crescimento capilar e de 5 mg para HBP que devem ser armazenados à temperatura ambiente.

Como saber se o medicamento está funcionando

Se você está tomando a finasterida para HBP, você pode notar um desejo diminuído de urinar e um melhor fluxo de urina. A droga também deve diminuir a sensação de que sua bexiga não está completamente esvaziada depois de urinar.

Porém, se você está tomando-a para evitar a perda de cabelo, você pode notar menos perda de cabelo e mais crescimento de cabelo em sua cabeça. Lembrando que finasterida é um tratamento medicamentoso a longo prazo e podem levar algumas semanas ou meses até que essas mudanças sejam notadas.

Concluindo, a Finasterida faz mal ou não?

Os efeitos colaterais relacionados ao uso do medicamento não são efeitos simples. É preciso considerar se vale mesmo apenas arriscar usar o medicamento. Se possível, não use. Sempre fale com o seu médico sobre os benefícios e os riscos de qualquer tipo de tratamento.

Referências adicionais:

Você conhece alguém que tenha utilizado e afirme que a Finasterida faz mal? Tem receio de utilizá-la por conta de tantos efeitos colaterais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (28 votos, média: 3,79 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

4 comentários

  1. Estou tomando há 30 dias, percebi apenas o esperma bem mais líquido. A libido e a ereção estão normais.

  2. Vou fazer 78 anos, venho tomando Finasterida há mais de 20 anos para controle da Hiperplasia Benigna Prostática, não tenho notado efeitos colaterais durante estes anos, ressalto que cada 6 meses faço exame de PSA e não passa de 1,6.
    Há 24 anos meu pai faleceu de câncer de próstata pois só começou a se tratar aos 74 anos e faleceu aos 82, quando descoberto o tumor com 3+, meu irmão teve câncer de próstata aos 65 anos, e extirpou-o cirurgicamente, hoje está com 74 e não houve recidiva. Eles não usaram Finasterida. Quanto à líbido, sem falsa modéstia posso afirmar que ainda consigo marcar presença com a velhina…

  3. Sebastiao Jose de freitas

    Estou tomando finasterida há pouco mas de 1 ano. Tenho sentido mal estar, um pouco de tontura e enjoo. Não posso afirmar que é por causa desse remédio, por que também tomo doxazosina. Vou consultar o urologista para saber sobre essas reações e também se esse medicamento pode ser substituído.

  4. estou tomando pela 2a vez e o efeito colateral é o mesmo : perda de libido
    Porem conheço pessoas que tomam e nao perderam a libido. Este efeito colateral ocorre em 5% dos homens e eu faço parte destes 5%.
    Mas vou tomar por um periodo so para controle de queda de cabelo, depois eu paro e volta tudo ao normal.
    Mas para queda de cabelo funciona sim.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*