Home » Saúde » Sangue e Circulação » Formigamento nas Pernas – O Que Pode Ser e O Que Fazer

Formigamento nas Pernas – O Que Pode Ser e O Que Fazer

Formigamento nas pernas

Praticamente qualquer pessoa já teve a sensação de formigamento nas pernas. Em muitos casos, o formigamento ocorre devido a um problema temporário de circulação, geralmente relacionado com a postura adotada ao sentar, por exemplo. Mas em outros casos, o formigamento nas pernas pode ser sintoma de alguma doença.

  Continua Depois da Publicidade  

Aqui, vamos abordar o que pode ser esse formigamento nas pernas e dar dicas sobre o que fazer dependendo da causa.

Formigamento nas pernas

Sentir a perna formigar não é uma sensação agradável. É como se a perna estivesse cheia de formiguinhas se movendo por dentro, sensação esta que pode inclusive dificultar o movimento natural das pernas.

O formigamento que ocorre de vez em quando e logo vai embora ao mudar de posição ou sacudir levemente a perna não é motivo de preocupação. Mas se o formigamento durar mais de uma semana, se expandir para outras áreas ou vir acompanhado de outros sintomas como dormência, fraqueza, dificuldade de locomoção e dor, é preciso consultar um médico.

O que pode ser

Podem ser várias as causas de formigamento nas pernas. Geralmente, a causa do formigamento não é óbvia e um diagnóstico profundo deve ser feito pelo médico para identificar o motivo do sintoma. As principais causas incluem:

  Continua Depois da Publicidade  

1. Nervo comprimido

Quando um nervo está sendo comprimido por outra estrutura do corpo como por um músculo, por um tendão, por ossos ou por tecidos circundantes, várias sensações desconfortáveis podem ser sentidas. Isso inclui dor, formigamento ou dormência. Pessoas com inflamação no nervo ciático, por exemplo, podem sentir formigamento nas pernas, além de uma dor que irradia da lombar até os pés. Outros problemas lombares também podem causar a mesma sensação.

O que fazer

O nervo comprimido pode ser tratado sem grandes dificuldades. Geralmente, é feito um tratamento que envolve o uso de analgésicos para aliviar a dor, anti-inflamatórios em casos de inflamação e uma correção da postura aliada a um programa de fortalecimento muscular e desenvolvimento de equilíbrio. Apenas em casos raros a cirurgia de correção é necessária.

2. Problemas na postura

Uma das principais causas de formigamento nas pernas é a postura adotada. Sentar com as pernas cruzadas uma por cima da outra, por exemplo, pode limitar o fluxo sanguíneo ou exercer pressão sobre os nervos. Isso acaba causando sintomas temporários de formigamento ou dormência nas pernas e nos pés. Existe até um termo médico para essa causa que é chamada de parestesia transitória ou temporária.

  Continua Depois da Publicidade  

O que fazer

Para aliviar o formigamento, basta descruzar as pernas ou alinhar a postura que em alguns minutos a sensação passa. Usar roupas e meias menos apertadas também pode ajudar nesses casos.

3. Diabetes

  Continua Depois da Publicidade  

Existe uma complicação da diabetes mal controlada por longos períodos em que o açúcar acumulado no sangue pode danificar nervos responsáveis por transmitir mensagens entre o cérebro e membros do corpo como as pernas. Essa condição é chamada de neuropatia periférica ou neuropatia diabética.

Dentre os sintomas da neuropatia, estão o formigamento e a dormência nas pernas e nos pés.

O que fazer

Pessoas com diabetes devem ter muito cuidado e tomar todas as precauções para evitar níveis altos de açúcar no sangue. O controle do índice glicêmico é essencial para que os sintomas sejam amenizados.

4. Síndrome do túnel do tarso

Essa síndrome é caracterizada pela compressão de um nervo tibial que percorre a parte de trás e o comprimento do tornozelo até o pé. Pessoas que sofrem dessa síndrome podem sentir sintomas como ardor, formigamento, dormência e dores nos tornozelos, calcanhares e pés.

O que fazer

O uso de corticoides e anti-inflamatórios pode ser necessário para o tratamento da síndrome. Além disso, é indicado que o paciente faça fisioterapia e em alguns casos pode ser preciso a intervenção cirúrgica para corrigir o problema.

5. Lúpus

Lúpus é uma doença autoimune que também pode causar neuropatia periférica, resultando em formigamento e dormência nas mãos, pernas e pés. Outras doenças autoimunes como a artrite reumatoide e a síndrome de Sjögren também podem causar o mesmo sintoma.

O que fazer

Nesses casos, o formigamento só irá cessar adotando o tratamento adequado para a doença e adotando hábitos saudáveis como ter uma dieta saudável e se exercitar com frequência.

6. Hérnia de disco

A hérnia de disco é uma das causas mais comuns que causam compressão de nervos e formigamento nas pernas. Isso ocorre quando os discos saem do lugar de origem e acabam pressionando nervos e estruturas ósseas ao redor.

O que fazer

A condição pode ser tratada com exercícios para corrigir a postura e fortalecer o corpo. Também podem ser usados analgésicos e compressas frias para diminuir a dor e a inflamação. Em casos graves, é preciso fazer um procedimento cirúrgico para voltar o disco para o lugar correto.

7. Doença arterial periférica

A doença arterial periférica ocorre quando as artérias ficam estreitas, fazendo com que o fluxo sanguíneo seja reduzido. Esse problema na circulação sanguínea pode afetar os braços e principalmente as pernas que tendem a apresentar formigamento ou dormência.

O que fazer

Muitas vezes, a doença arterial periférica significa que há um acúmulo de gordura nas artérias, um fator de risco para aterosclerose e outros problemas cardíacos.

Além de medicamentos que podem ajudar a desobstruir como vasodilatadores, anticoagulantes e medicamentos para controlar o colesterol e a pressão arterial, é recomendado fazer mudanças na dieta e passar a ingerir alimentos mais saudáveis e menos gordurosos, além de se exercitar regularmente e abandonar hábitos nocivos como o fumo.

8. Deficiência de vitaminas

Alguns tipos de deficiências vitamínicas podem causar formigamento nos pés e nas pernas. É o caso da vitamina B12, que quando em falta pode causar anemia perniciosa, que por sua vez pode desencadear um quadro de neuropatia periférica. Outras deficiências vitamínicas podem causar formigamento nas pernas como falta de vitamina E, vitamina B1, vitamina B3 e vitamina B6.

Desequilíbrios eletrolíticos como a falta de potássio, magnésio, sódio e cálcio também podem afetar a regulação de impulsos nervosos, o que pode causar a sensação de formigamento ou dormência nas pernas.

O que fazer

É importante identificar o desequilíbrio vitamínico e incluir alimentos ricos em vitaminas do complexo B e em vitamina E à dieta. Em casos mais graves, é importante usar também suplementos vitamínicos sob orientação médica. Também é importante manter o equilíbrio eletrolítico através da hidratação e do consumo de frutas e vegetais ricos nesses eletrólitos como a banana, por exemplo.

9. Abuso de álcool

O uso de álcool em excesso pode danificar nervos, o que causa a sensação de dormência, principalmente nos pés e nas pernas. Além disso, o excesso de álcool pode reduzir a absorção de vitaminas do complexo B como a vitamina B1, a vitamina B9 e a vitamina B12, cujas ausências também podem resultar em formigamento nas pernas.

O que fazer

Nesse caso, é importante limitar ou abolir o consumo de bebidas alcoólicas e fazer um tratamento de reabilitação em casos de alcoolismo crônico.

10. Fibromialgia

A fibromialgia é uma doença crônica que causa muita dor generalizada no corpo. Além da dor, é possível que o indivíduo sinta sensibilidade ou formigamento nas mãos e nos pés. Algumas vezes, também é observado formigamento nas pernas. Outros sintomas incluem problemas de memória e dificuldade de pensar com clareza, fadiga crônica, rigidez e dor no corpo sem motivo aparente ou ao acordar e síndrome das pernas inquietas.

O que fazer

É preciso tratar a fibromialgia para que o formigamento nas pernas diminua. O tratamento pode incluir controle do estresse, terapia, fisioterapia e prática de exercícios físicos. Alguns medicamentos também podem ser prescritos para aliviar a dor e melhorar a qualidade do sono.

11. Ansiedade

Em algumas pessoas, a ansiedade pode resultar em sintomas desagradáveis que podem incluir dormência ou formigamento nas pernas. Além disso, esse sinal pode ser observado não só durante crises de ansiedade, mas também em casos de estresse ou crises de pânico.

O que fazer

Para reduzir o formigamento nas pernas, é importante aprender a controlar a ansiedade e estresse mudando hábitos diários como ter uma boa alimentação e praticar atividades físicas e procurando um psicoterapeuta para ajudar a lidar com as emoções de uma maneira saudável.

12. Síndrome das pernas inquietas

Essa é uma condição em que o indivíduo move a perna involuntariamente. Esses movimentos involuntários costumam ocorrer mais à noite, mas podem ser observados também durante o dia. Além das pernas inquietas, também pode ocorrer formigamento na região.

O que fazer

A síndrome pode ser tratada com medicamentos, com suplementos de ferro em casos de anemia ou por alterações simples no estilo de vida, que incluem evitar o uso de substâncias estimulantes como o álcool e a cafeína, exercitar-se regularmente, não fumar e dormir bem.

13. Infecções

Doenças infecciosas também podem prejudicar os nervos do corpo, causando sintomas como formigamento nas pernas. Algumas dessas doenças são a AIDS, a doença de Lyme e a herpes.

O que fazer

É essencial identificar o agente infeccioso e iniciar o tratamento com o uso de antibióticos, antivirais ou outros medicamentos que forem necessários.

14. Esclerose múltipla

Um dos sintomas mais comuns da esclerose múltipla é o formigamento ou dormência em algumas partes do corpo, incluindo as pernas. Isso acontece porque o revestimento das células nervosas é danificado, fazendo com que os sinais nervosos não sejam transmitidos de forma adequada para o cérebro ou sejam interrompidos.

O que fazer

O formigamento nas pernas por causa da esclerose múltipla pode ser difícil de tratar. Isso porque os sintomas vão e vêm de forma súbita.

Os medicamentos disponíveis para o tratamento da esclerose múltipla não são capazes de controlar a maioria dos sintomas, mas não podem eliminar o formigamento de forma específica. Algumas vezes, injeções de esteroides podem ajudar a aliviar a sensação de formigamento, mas o alívio é apenas temporário e os esteroides não podem ser aplicados a longo prazo.

A solução é tratar a doença seguindo todas as recomendações médicas e adotando hábitos saudáveis como a prática de exercícios físicos.

15. Acidente vascular cerebral

O AVC é mais comum em idosos maiores de 60 anos, mas pode afetar também pessoas mais jovens. Os sintomas incluem fala arrastada e fraqueza, formigamento, dormência ou paralisia em apenas um lado do corpo. Esses sinais costumam ser repentinos e afetam mais pessoas com histórico de pressão arterial alta, diabetes e tabagismo.

O que fazer

O uso de medicamentos prescritos específicos pode ajudar a evitar danos permanentes em alguns casos. Mas, para isso, a pessoa com os sintomas mencionados anteriormente precisa ser socorrida rapidamente.

16. Doenças venosas

Doenças que afetam as veias como as varizes ou a trombose podem causar formigamento nas pernas. Isso acontece devido à interrupção ou a problemas no fluxo normal de sangue. Na trombose, por exemplo, coágulos podem pressionar os nervos ou interromper o fluxo sanguíneo, o que resulta em sensação de alfinetadas ou formigamento nas pernas.

O que fazer

Tanto a trombose como as varizes devem ser tratadas com o uso de medicamentos anticoagulantes, além de remédios caseiros como as meias de compressão.

17. Tumores

Raramente, pode ser que um tumor em crescimento esteja pressionando um nervo e causando formigamento nas pernas. Embora seja uma causa pouco provável, é importante avaliar essa possibilidade em casos em que não foi possível completar o diagnóstico.

O que fazer

Se um câncer for detectado, o tratamento consiste em quimioterapia e às vezes de radioterapia, dependendo do tipo de tumor.

18. Tabagismo

Fumar pode causar vários problemas de saúde incluindo diabetes, derrame, e pressão alta. Essas condições de saúde podem prejudicar o fluxo sanguíneo ou causar a neuropatia, o que resulta em formigamento na parte inferior das pernas.

O que fazer

Parar de fumar é a melhor solução para a sua saúde em geral. Pare gradativamente e procure ajuda se o vício for maior do que a sua força de vontade.

19. Osteomielite vertebral

Essa é uma causa pouco comum de formigamento nas pernas que é caracterizada por uma infecção bacteriana nos ossos da coluna.

O que fazer

O tratamento com antibióticos por tempo determinado pelo médico é capaz de combater a infecção e cessar os sintomas de formigamento.

Dicas para aliviar o formigamento

Embora muitas condições de saúde possam estar relacionadas com o formigamento nas pernas, geralmente o problema é causado por má postura ou por problemas na circulação. Assim, existem algumas dicas simples que podem ajudar a reduzir esse desconforto.

  • Compressas quentes ou frias: O calor ou frio aplicado na perna que está formigando pode aliviar o problema. Porém, é preciso tomar cuidado, já que em casos de inflamação, a compressa quente não é indicada pois pode espalhar ainda mais o processo inflamatório. Já a compressa fria ajuda a reduzir inflamações e diminuir inchaços na região. Se suspeitar de uma lesão ou inflamação, não aplique compressas quentes.
  • Massagens:Massagear a região formigando pode ajudar a melhorar o fluxo sanguíneo e diminuir os sintomas de formigamento e dormência.
  • Repouso:O descanso é importante em casos de formigamento nas pernas resultante de lesões ou esforços físicos. Se o sintoma estiver associado a problemas no fluxo sanguíneo, o descanso também pode proporcionar alívio.
  • Exercícios físicos: Durante o formigamento pode ser difícil movimentar a perna e ainda mais praticar uma atividade física. Mas quando o formigamento passa, é importante mexer o corpo para melhorar a circulação sanguínea a longo prazo e evitar que ele se repita. Como bônus, exercícios ajudam a aliviar o estresse e a ansiedade.
  • Alimentação equilibrada: Os alimentos que comemos são muito importantes para prevenir formigamentos na pernas causados por deficiências vitamínicas. Assim, é indicado comer alimentos como peixes, carnes, aves, produtos lácteos, verduras, ovos, feijão e ervilhas que são ricos em vitaminas do complexo B.

Quando as dicas acima não funcionam e o formigamento persiste, é importante procurar um médico para fazer um diagnóstico adequado para descobrir o que está por trás desses sintomas e aí então sugerir o tratamento necessário.

Referências adicionais:

Você costuma sentir muito formigamento nas pernas? O que pode ser no seu caso, de acordo com o que vimos acima? Já consultou um médico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*