Medindo pressão

Pressão 15×9 é Perigoso? Sintomas e O Que Fazer

Muitas são as pessoas que sofrem com pressão arterial elevada. Essa condição afeta mais de 2 milhões de brasileiros por ano e muitas vezes os sintomas passam despercebidos.

Com a facilidade e tecnologia de hoje em dia, é possível ter um aparelho digital e monitorar a pressão em casa mesmo. Ainda assim, muitas pessoas têm dificuldade em interpretar a medida da pressão arterial e acabam sem saber ao certo quando é a hora de buscar ajuda médica.

Muitas dessas pessoas adotam um valor de pressão ideal de 12×8 como sendo a medida mais saudável e adequada. Porém, não é bem assim que funciona.

Vamos entender como se deve interpretar a medida de pressão arterial e saber, por exemplo, se uma medida de pressão 15×9 é perigosa ou não. Além disso, vamos mostrar dar dicas do que fazer para tratar esse problema de saúde.

Pressão arterial

A pressão arterial é registrada através da medida de dois números. O número maior representa a pressão sistólica, que é a força através da qual o coração bombeia o sangue por todo o corpo. Ou seja, a pressão sistólica mede a pressão sanguínea quando o músculo do coração está contraído.

O número menor é a pressão diastólica, que representa a resistência ao fluxo sanguíneo nos vasos sanguíneos, que é a pressão sanguínea durante o relaxamento do músculo. Ambos os números são medidos em milímetros de mercúrio (mmHg).

Valores de referência

O guia geral de pressão arterial para adultos atualizado em 2017 é um documento que serve de orientação para profissionais da saúde lidarem com seus pacientes. Assim, ele estabelece limites em que a pressão arterial deve ser considerada baixa ou alta.

Antes da atualização

Para que alguém apresentasse hipertensão ou pressão arterial alta, era preciso que a medida fosse igual ou maior que 140/90 mmHg (14×9). Assim, até 2016, uma leitura que ficasse entre 120/80 mmHg (12×8) e 140/90 mmHg (14×9) indicava um indivíduo em grupo de risco de desenvolver hipertensão arterial e que precisava tomar medidas para controlar a pressão e evitar complicações.

Já para a pressão ser considerada baixa, era preciso que a leitura fosse igual ou menor que 90/60 mmHg (9×6).

Além disso, antes havia uma distinção entre as idades. Pessoa mais velhas podiam apresentar pressão arterial um pouco mais elevada que as mais jovens sem a necessidade de intervenção com medicamentos. Após a atualização, todos os adultos são orientados da mesma forma.

Depois da atualização

Recentemente, esses limites foram alterados com o intuito de reduzir a incidência de derrames e infartos.

Assim, ficou estabelecido que uma medida de pressão arterial:

  • Igual ou menor que 12×8 é uma medida normal.
  • No intervalo entre 12×8 e 12,9×8 é uma medida elevada.
  • No intervalo entre 13×8 e 13,9×9 é considerada pressão arterial elevada que se encaixa na classificação de hipertensão do estágio 1.
  • Igual ou maior que 14×9 é considerada pressão arterial elevada que se enquadra na classificação de hipertensão do estágio 2.
  • Maior que 18 para a pressão sistólica e/ou maior que 12 para a pressão diastólica significa uma crise hipertensiva que precisa de suporte médico imediato.

Pressão arterial 15×9 é perigoso?

Segundo referências médicas, uma pressão arterial de 15×9 já pode ser considerada pressão arterial elevada, uma leitura de pressão maior que já indica hipertensão de estágio 2 de acordo com as diretrizes mais atuais.

Antes da atualização, uma medida de 15×9 era classificada como hipertensão de estágio 1, condição em que o médico poderia indicar alterações de hábitos rotineiros para controlar a alteração da pressão. Hoje, classificada como hipertensão de estágio 2, o profissional da saúde já pode indicar o tratamento com o uso de medicamentos, já que estudos indicam que essas pessoas podem ter um risco maior de desenvolver condições cardiovasculares perigosas para a saúde como ataques cardíacos, insuficiência cardíaca e derrames.

Isso não significa que você é hipertenso ou que corre o risco de morrer imediatamente, até porque uma pressão 15×9 é muitas vezes observada em casos isolados de muito estresse. No entanto, se essa for uma constatação recorrente, é essencial procurar um médico para indicar o melhor tratamento.

Riscos da hipertensão arterial

Ao apresentar pressão elevada frequentemente sem controle, é possível que os vasos sanguíneos e órgãos como o coração, o cérebro, os rins e os olhos fiquem sobrecarregados. Se não tratada, a pressão alta persistente pode causar danos permanentes nas artérias e até outros órgãos além do coração. Isso leva ao aumento do risco de desenvolvimento de diversas condições graves e até mesmo fatais, tais como:

  • Doenças cardíacas;
  • Ataques cardíacos;
  • Aumento do coração;
  • Derrames;
  • Dano nos rins;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Doenças arterial periférica;
  • Aneurismas na aorta;
  • Doença renal;
  • Demência vascular.

Assim, se você apresenta pressão arterial alta, mesmo que seja próximo ao limite considerado ideal, é importante tomar medidas preventivas que diminuam a pressão arterial, reduzindo o risco de sofrer as consequências mencionadas acima.

Sintomas

Existem mitos de que pessoas com pressão arterial elevada apresentam sintomas clássicos como nervosismo, dificuldade para dormir, rubor ou vermelhidão na face e suor excessivo. Porém, a verdade é que raramente a pressão arterial alta resulta em sintomas perceptíveis. Mesmo quando muito alta, é muito difícil observar sintomas e quando eles são observados, trata-se de uma situação de emergência.

Os sintomas que surgem em situações emergenciais chamadas de crises hipertensivas incluem:

  • Dor de cabeça forte;
  • Tontura;
  • Dor no peito;
  • Falta de ar;
  • Visão embaçada;
  • Hemorragia nasal.

Ao observar os sintomas mencionados acima, significa que a pressão arterial está bem mais alta do que 15×9 e é preciso buscar ajuda médica imediatamente.

O que fazer

Se ignorada, a pressão arterial alta pode resultar em um aumento do risco de ataques cardíacos e derrames, por exemplo. Desta forma, é importante saber o que fazer ao medir uma pressão alta – lembrando que uma pressão 15×9 é perigoso em determinados casos. A seguir, listamos algumas dicas do que deve ser feito nessas situações:

– Não se desespere

Uma medida isolada de 15×9 pode significar apenas um estresse repentino no corpo. Se for esse o caso, beba um pouco de água, deite e descanse um pouco e meça a pressão novamente quando estiver mais calmo e relaxado.

Uma boa dica é lidar melhor com situações estressantes que podem aumentar a pressão arterial. Procure atividades que relaxam e te dão prazer. Pode ser ouvir uma música, tirar uma soneca, dar uma volta pelo bairro, meditar, praticar algum exercício físico, dentre outras possibilidades.

– Faça alterações no estilo de vida

Algumas mudanças de hábitos podem contribuir para o controle da pressão arterial e para o bem-estar geral. É indicado, por exemplo: manter um peso adequado, reduzir a ingestão de sal para menos de 2 gramas por dia, limitar o consumo de substâncias como a cafeína e o álcool, evitar situações estressantes e praticar atividades físicas com frequência.

– Inclua mudanças na dieta

Manter uma alimentação saudável é um dos melhores caminhos para reduzir a pressão alta. Foque na redução do sódio e do colesterol e no aumento da ingestão do potássio e alimentos nutritivos.

Os alimentos mais saudáveis para o coração incluem frutas como maçãs, bananas e laranjas, vegetais como cenoura e brócolis e outros alimentos como arroz ou pães integrais e fontes de gorduras saudáveis como os peixes ricos em ômega 3.

Além disso, é bom evitar alguns alimentos que não são tão saudáveis como a carne vermelha, alimentos ricos em açúcar e gorduras não saudáveis.

– Faça exercícios aeróbicos

Os exercícios aeróbicos como caminhadas, corridas leves, andar de bicicleta e dançar são muito importantes para melhorar a circulação sanguínea e fortalecer o sistema cardiovascular. O indicado é praticar algum tipo de atividade aeróbica pelo menos por 30 minutos 5 vezes por semana.

– Verifique a pressão arterial em casa

A hipertensão é uma doença silenciosa. Desta forma, cada vez mais os médicos sugerem que as pessoas verifiquem a pressão com frequência seja na farmácia, no posto de saúde ou em consultas de rotina.

Para um monitoramento mais eficaz, é recomendado que pessoas com histórico familiar de doenças cardíacas ou até mesmo pessoas comuns tenham um aparelho digital medidor de pressão em casa. Isso facilita o monitoramento da pressão arterial para notar alterações que possam representar um risco para a saúde.

– Faça tratamento com medicamentos

Se as alterações na dieta e rotina não forem suficientes para reduzir a pressão, pode ser necessário usar algum medicamento.

Atualmente, existem várias classes de medicamento para tratar a hipertensão, que incluem diuréticos, alfa-bloqueadores, betabloqueadores, bloqueadores dos canais de cálcio e inibidores da enzima conversora da angiotensina.

No entanto, nunca se automedique. Procure um médico que irá indicar o melhor tipo de remédio para o seu caso.

– Converse com um médico

Se você verificar que a sua pressão está medindo 15×9 em diversas leituras ao longo do dia, o ideal é consultar um médico para que ele possa fazer o diagnóstico correto e indicar o tratamento mais adequado que pode incluir ou não o uso de medicamentos.

Geralmente, o uso de medicamentos só é aplicado em pessoas com hipertensão de estágio 1 quando há um histórico familiar ou pessoal de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral. Na ausência de problemas, apenas alterações no estilo de vida são o suficiente para normalizar a pressão arterial.

Já nos casos de hipertensão de estágio 2, que é o caso da medida de 15×9, o médico deve fazer uma avaliação e um acompanhamento mais aprofundado para verificar se as alterações no estilo de vida serão suficientes ou se será preciso administrar remédios para controle da pressão arterial sanguínea.

O mais importante é seguir as recomendações médicas e continuar monitorando a pressão diariamente, evitando assim o risco de complicações na saúde.

Referência adicionais:

Você já imaginava que apresentar uma pressão 15×9 é perigoso? Já recorreu ao seu médico? O que ele recomendou fazer? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*