Tosse Seca – O Que Pode Ser e Como Tratar

🕐 7/03/2019

A tosse é um mecanismo natural do organismo para limpar as vias aéreas de substâncias irritantes e de muco. Esse tipo de tosse geralmente vem acompanhado com catarro ou muco e ajuda na desobstrução das vias aéreas. Já a tosse seca é algo irritante e que, aparentemente, não tem nenhuma finalidade, mas que pode indicar algum problema de saúde.

Além de saber as possíveis causas da tosse seca, vamos listar informações e dicas úteis de como tratar e aliviar essa tosse que muitas vezes é desagradável e persistente.

Tosse

A tosse é uma espécie de reflexo do organismo quando é preciso expelir algo que está irritando ou obstruindo as vias aéreas. Há basicamente dois tipos de tosse: a produtiva e a não produtiva. A tosse produtiva é aquela que produz muco ou catarro e que ajuda a limpar os pulmões. Já a tosse não produtiva é a tosse seca, que não produz nenhum tipo de catarro.

A tosse também pode ser classifica em tosse aguda ou persistente. A tosse aguda é aquela que dura aproximadamente 2 semanas e costuma ocorrer como um sintoma de resfriado. Já a tosse persistente é aquela que dura por aproximadamente 8 semanas. Há ainda a tosse persistente crônica que é aquela que dura mais de 8 semanas.

Quando acompanhada por outros sintomas como tontura, garganta inflamada, garganta irritada ou dor no peito, a tosse seca pode significar algo mais grave do que uma simples tosse.

O que pode ser a tosse seca

A tosse seca geralmente é causada por doenças infecciosas virais como a gripe e o resfriado, por alergias ou pela presença de substâncias irritantes no ar ou no ambiente.

A duração da tosse pode fornecer muitas informações importantes. Por exemplo, a tosse aguda normalmente é causada por um resfriado ou uma gripe e desaparece sozinha em cerca de 2 a 3 semanas. A tosse persistente dura por mais ou menos 8 semanas. Já as tosses persistentes crônicas podem durar mais de 8 semanas e costumam indicar um problema de saúde.

Não importa a causa, uma tosse seca pode prejudicar muito a qualidade de vida e até interferir no sono se você tossir muito à noite, por exemplo. No entanto, para tratar o problema da melhor forma possível, é importante detectar a causa da tosse.

Principais causas de tosse seca e formas de tratamento específicas

A tosse seca é quase sempre causada por gripes e resfriados, mas também pode ser causada por outros fatores como doenças, alergias e exposição à poluição.

A tosse seca também pode ser causada por estresse ou condições psicológicas que ativam a tosse como uma resposta nervosa do organismo ou pelo hábito de fumar. Uma tosse seca persistente pode indicar condições como ronco ou apneia do sono, asma, doenças cardíacas, tuberculose, condições pulmonares delicadas ou outros problemas de saúde que vamos conhecer logo abaixo.

1. Infecção viral: gripe ou resfriado

A tosse seca quase sempre é causada por gripe ou resfriado. Essas condições de saúde são causadas por vírus e costumam ser bem fáceis de identificar por causa de outros sintomas característicos como nariz entupido ou escorrendo, espirros e garganta irritada.

Algumas vezes, os sintomas do resfriado vão embora, mas a tosse seca permanece por até 2 meses devido à irritação nas vias aéreas provocado pela infecção.

Como tratar uma infecção viral

Em grande parte dos casos, a gripe e o resfriado se curam sozinhos através de repouso e hidratação. Se necessário, o tratamento pode incluir o uso de analgésicos e antivirais.

O uso de pastilhas para a garganta e ingerir bebidas quentes também ajuda a reduzir a tosse.

2. Asma

A asma ocorre quando as vias aéreas incham e ficam mais estreitas, dificultando assim a respiração. Pessoas com asma também podem ter tosse com catarro, mas a maioria das pessoas têm tosse seca.

A tosse seca não é o sintoma principal da asma, mas pessoas que sofrem um tipo específico de asma conhecido como tosse variante da asma apresentam como principal sintoma a tosse seca crônica.

Para saber ou não se a sua tosse seca se deve a um quadro asmático, é preciso atentar para outros sintomas da doença que podem incluir falta de ar, chiado no peito, dificuldade para dormir, aperto ou dor no peito, crises de tosse e som de assobio ao exalar o ar.

Como tratar a asma

O tratamento da asma consiste no uso de medicamentos de ação prolongada como corticosteroides inalatatórios como a fluticasona (Flovent), a triancinolona (Azmacort) e a budesonida (Pulmicort).

Para crises ocasionais, os medicamentos indicados pelo médico podem incluir broncodilatadores como o albuterol (Proventil ou Ventoline, por exemplo).

3. Doença do Refluxo Gastroesofágico

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é um tipo de refluxo ácido crônico. Nessa condição, o ácido estomacal acaba fluindo de volta para o esôfago, órgão que conecta a boca ao estômago. Esse ácido irrita o esôfago e causa o que conhecemos como refluxo ácido.

Além da tosse seca crônica, a DRGE também pode causar sintomas como dor no peito, azia, dor de garganta crônica, regurgitação de alimentos ou de um líquido azedo, dificuldade em engolir, rouquidão e sensação de inchaço na parte de trás da garganta.

Como Tratar a DRGE

Para tratar essa doença, o mais comum é que as pessoas usem antiácidos de venda livre ou medicamentos prescritos por um médico como o omeprazol e o lansoprazol.

Também é importante adotar algumas alterações na dieta evitando alimentos que são um gatilho para o refluxo como café, chocolate, pimenta e alimentos gordurosos.

4. Gotejamento pós-nasal

O gotejamento pós-nasal se refere ao muco extra que escorre através da garganta. Esse muco extra pode ser produzido por causa de uma alergia sazonal, por exemplo. Ele é bem aguado e líquido e acaba escorrendo pela garganta e não pelo nariz. A passagem do muco pela garganta pode provocar cócegas na região, o que causa a tosse seca.

Outros sintomas da condição são dor de garganta, nariz escorrendo, tosse à noite, dificuldades para engolir e sensação de inchaço na parte de trás da garganta.

Como tratar o gotejamento pós-nasal

O tratamento vai depender da causa que pode ser uma alergia, uma infecção por bactérias ou um vírus. Dependendo do diagnóstico, o tratamento pode ser iniciado com um antialérgico, um antibiótico ou um antiviral. Além disso, um spray nasal contendo uma solução salina é sempre bem-vindo para ajudar a limpar as vias nasais.

Em alguns casos, também é indicado o uso de sprays nasais contendo corticosteroides.

Outras possíveis causas de tosse seca

Apesar de menos comum, é possível que a tosse seca seja causada por:

– Irritantes ambientais

Substâncias presentes no ar como poeira, pólen, fumaça, mofo e poluição podem irritar as vias aéreas e causar a tosse seca. As partículas liberadas pela combustão incompleta de combustíveis automobilísticos, por exemplo, podem prejudicar a saúde.

Mesmo que o ar esteja limpo e livre desses compostos prejudicais, se o ar estiver muito seco também pode ocorrer a tosse seca.

Nesses casos, é interessante usar umidificadores em casa para aumentar a umidade do ar e evitar permanecer muito tempo em locais com alto grau de poluição.

– Efeitos colaterais de inibidores da ECA

Alguns medicamentos usados para o controle da hipertensão arterial como os inibidores da ECA, que incluem remédios como o enalapril e o lisinopril, podem causar a tosse seca como um dos efeitos adversos. Segundo dados da Harvard Health, aproximadamente 20% das pessoas que tomam esses remédios sofrem com tosse seca.

Geralmente, o problema é resolvido ao substituir o medicamento por um similar.

– Coqueluche

A coqueluche, embora não seja mais tão comum hoje em dia devido às campanhas de vacinação, pode estar por trás da sua tosse seca. A doença é contagiosa e é caracterizada por sintomas de resfriado e crises incontroláveis de tosse.

O tratamento da doença é feito com o uso de antibióticos.

– Pulmão colapsado

O pulmão colapsado ou pneumotórax é uma condição em que o pulmão solta o ar mais rapidamente do que o normal. Isso pode acontecer por causa de uma doença no órgão ou devido a uma lesão na região.

O pneumotórax pode causar dor, falta de ar e tosse seca como principais sintomas. Trata-se de uma condição grave de saúde que precisa de cuidados especiais no pulmão.

– Câncer de pulmão

O câncer de pulmão é outra doença bem grave cujos sintomas podem incluir uma tosse seca contínua. Geralmente, a tosse vai piorando ao longo do tempo, podendo causar dor. Outros sintomas desse tipo de câncer podem incluir: falta de ar, rouquidão, chiado e dor no peito, perda de peso sem razão aparente e tosse com sangue.

O tratamento deve ser feito sob orientação médica e normalmente envolve sessões de quimioterapia e radioterapia.

– Insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca é uma condição em que o músculo cardíaco não é capaz de bombear as quantidades necessárias de sangue para o bom funcionamento do organismo. A presença de uma tosse seca persistente pode ser um dos sintomas da doença. Porém, em alguns casos a tosse pode vir acompanhada de um muco espumosos na cor branco ou rosa.

Outros sintomas podem incluir: fadiga, fraqueza, falta de ar, inchaço nos membros inferiores, inchaço abdominal, pulsação rápida ou irregular, retenção de fluidos e dificuldade de concentração.

Complicações da tosse seca

Mesmo que a sua tosse seca seja aguda, é importante cuidar do problema para que complicações não ocorram. A tosse seca, se não tratada, pode durar por muito tempo e causar problemas que incluem:

  • Dores de cabeça;
  • Problemas para dormir;
  • Crises de tosse que podem resultar em falta de ar e até vômitos.

Diagnóstico

O diagnóstico correto é muito importante para detectar a causa da tosse seca e iniciar o tratamento o mais rápido possível, evitando complicações desnecessárias. Além da análise dos sintomas e histórico médico, o profissional da saúde pode solicitar alguns exames físico e de sangue e exames de imagem como radiografia, tomografia computadorizada. Testes de alergia e de função pulmonar também podem ser solicitados.

Outros exames que podem ser solicitados incluem o teste de pH esofágico, a broncoscopia e a laringoscopia, usados para diagnosticas refluxos, obstruções nas vias aéreas e problemas na garganta.

Tratamento geral

O tratamento da tosse seca depende da causa adjacente. Ou seja, se a causa da tosse é a asma, é preciso tratar a asma. Se a causa é um refluxo, é necessário tratar o refluxo. Se a causa é uma alergia, é preciso usar antialérgicos e assim por diante.

Para obter alívio a curto prazo em casos em que a tosse seca não tem uma causa definida, os seguintes medicamentos podem ser prescritos por um médico:

  • Supressores da tosse, antitússicos ou antitussígenos: Esses remédios atuam suprimindo a vontade de tossir e podem incluir ingredientes como folcodina, codeína, dextrometorfano, pentoxidina e dihidrocodeína. Possíveis efeitos adversos relacionados ao uso desses remédios incluem náuseas, vômitos, sonolência e constipação.
  • Anti-histamínicos:Quando a tosse seca parece ser proveniente de uma alergia, os anti-histamínicos podem ser prescritos. A maioria desses remédios causa sonolência excessiva e pode causar menos problemas durante a execução das tarefas diárias se tomados um pouco antes de dormir.
  • Remédios complementares: Em casos de gripe ou resfriado, pode ser que o médico prescreva também um descongestionante nasal para o nariz entupido ou escorrendo e também um analgésico e antipirético como o paracetamol para reduzir a dor e a febre.

Dicas para aliviar uma tosse seca

Algumas condições podem agravar uma tosse seca e devem ser evitadas para uma recuperação mais rápida, como:

  • Respirar o ar seco;
  • Exposição excessiva à poluição;
  • Mudança brusca de temperatura;
  • Uso em excesso da voz;
  • Inalação de substâncias irritantes como fumaça ou poeira;
  • Exposição à fumaça de cigarro.

Em busca do alívio à tosse seca, é recomendado:

  • Manter-se hidratado para deixar a garganta úmida e evitar mais irritação;
  • Ingerir frutas e legumes ricos em vitamina C e zinco para fortalecer o sistema imunológico;
  • Usar um mel natural para ajudar a acalmar a garganta irritada;
  • Fazer um gargarejo com água e sal para ajudar a eliminar vírus ou bactérias acumuladas na parte de trás da garganta;
  • Descansar o máximo possível para dar tempo ao corpo de se recuperar;
  • Manter a casa limpa e com um umidificador de ar ligado em dias secos.

A tosse seca pode ser bastante incômoda e é importante tratar o problema da forma adequada. Se as dicas naturais mencionadas acima não forem suficientes para promover alívio, não hesite em procurar um médico para identificar a causa do problema. Dessa forma, o tratamento será muito mais eficaz e sua saúde e bem-estar vão agradecer.

Fontes e Referências Adicionais:

Você sofre muito com a tosse seca? Pretende usar essas dicas de como tratar para melhorar a condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário