15 Alimentos que os Cardiologistas Querem Abolir da sua Dieta

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Você pode comer alimentos saudáveis apenas, mas se você fuma muito e não é fisicamente ativo, não é menos propenso a ter insuficiência cardíaca congestiva, Dr. Clyde W. Yancy, Chefe de Cardiologia do Departamento de Medicina da Universidade Northwestern, diz.

Uma boa dieta deve ser uma parte de uma rotina saudável abrangente que inclui mais exercícios e, mais importante, o controle das porções, diz o Dr. Yancy. “Não é apenas sobre o que comemos mas também sobre a nossa forma de consumir calorias”, acrescenta. “A moderação tem se provado ser a chave para o sucesso.”

1. Todos os alimentos processados ou congelados

“Estes geralmente contêm produtos químicos, aditivos e conservantes que não são saudáveis,” Dr. Kevin Campbell, cardiologista de renome mundial, diz. “Alimentos frescos proporcionam nutrientes muito melhores e têm menos calorias. Estes alimentos processados muitas vezes contêm intensificadores de sabor que são produzidos artificialmente. Além disso, esses alimentos contêm sempre uma carga de sódio muito elevada”, acrescenta.

2. Refrigerantes

refrigerante

“Eles são alimentos de calorias vazias”, diz o Dr. Campbell. “Eles não têm qualquer valor nutricional e são muito calóricos. Eles contribuem muito para a obesidade”, acrescenta. Refrigerante diet é de certa forma ainda pior do que a versão regular. Eles estão lentamente matando você de várias maneiras.

3. Salgadinhos chips

chips

“Estes alimentos são carregados com calorias, muitas vezes fritas e têm pouco ou nenhum valor nutricional,” diz o Dr. Campbell. Os salgadinhos chips também se enquadram na categoria de alimentos que estão te envelhecendo, porque eles são muitas vezes feitas com olestra, um substituto de gordura que não acrescenta gordura, calorias ou colesterol. No entanto, ele se junta às vitaminas A, E, D e K e carotenóides, que são nutrientes antioxidantes, e expulsa-os para fora do corpo, de acordo com um estudo.

4. Alimentos fritos

“Não há nenhuma razão para comer algo frito”, diz Dr. Yancy. “Eles não trazem absolutamente nenhum benefício cardiovascular.” A partir do momento em que você começa a fritar alimentos, o óleo torna-se cancerígeno. Quando o óleo e a gordura são expostos a temperaturas muito altas, os radicais livres são formados. As gorduras trans nesses alimentos causa a inflamação no corpo. Eles elevam o colesterol ruim e obstruem e endurecem as artérias. Essas gorduras ruins perturbam a capacidade da tireóide de produzir o hormônio suficiente.

5. Álcool em excesso

“Uma pequena quantidade de vinho – um copo por noite no máximo – pode ser benéfico”, diz Dr. Yancy. “Mas não mais que isso.” Assim você estará consumindo muitas calorias vazias e açúcar. O álcool pode desencadear sintomas de fibrilação atrial (arritmia), o que aumenta o risco de acidente vascular cerebral em cinco vezes. O consumo excessivo de álcool impede o fígado de produzir os materiais que ajudam a coagular o sangue.

6. Bacon

Bacon

Há muita gordura no bacon, Dr. David Fischman, co-diretor do Cardiac Catheterization Laboratory na Thomas Jefferson University, diz. Nitratos ajudam esses alimentos a manterem sua cor por mais tempo, mas eles não estão fazendo nenhum favor a seu corpo. Eles podem converter-se ao nitrito, causando a formação de nitrosaminas, que são produtos químicos carcinogênicos.

7. Frios

frios

Estas carnes processadas são muito ricas em sódio e gordura também, diz o Dr. Fischman. “O peito de peru é menos gorduroso, mas tem uma quantidade enorme de sódio.” Consumir muito destes pode levar a hipertensão e vasos sanguíneos danificados, entre outros problemas de saúde graves.

8. Cachorros quentes

“Eles não devem ser alimento básico para qualquer um”, diz Fishman. Eles são também processados e contêm muito sal.

9. Queijo

Consumir muito queijo não é bom para você, pois ele é muito rico em calorias, diz o Dr. Fischman. “Tudo bem consumir um pedaço de pizza de vez em quando, mas não todas as noites para o jantar.” O queijo tem cerca de 100 calorias a cada 28 gramas, em média, e uma grande quantidade de gordura – 6 a 9 gramas nesta mesma quantidade, cuja maioria é saturada, de acordo com a University of California, em Berkley.

10. Comida enlatada

Enlatados

“Tudo o que vem em uma lata é muito rico em sódio porque é isso que eles usam para preservar a comida”, diz Dr. Fischman. “É sempre melhor ter comida fresca. Eu não me importo se você come frutas e legumes orgânicos ou não-orgânicos”, acrescenta ele. “Apenas coma mais deles.”

11. Doces

O açúcar refinado é tóxico para o corpo, especialmente se consumido em grandes quantidades. Ele provoca picos de insulina, o que leva ao ganho de peso “, diz o Dr. Fischman. Seus níveis de colesterol ruim também sobem. O corpo não gostaria de ter uma grande quantidade de açúcar, mas os músculos, que o usam para ter energia, não têm espaço suficiente para ele. O adicional fica armazenado em suas células de gordura.

12. Pães

Pães

“Eles são ricos em calorias, gordura e açúcar”, diz Dr. Fischman. Experimente fazê-los em casa, pois você pode usar menos açúcar e manteiga em vez de óleo hidrogenado. Este é um tipo de gordura trans que é muito ruim para você. As empresas não têm obrigação de listar as gorduras trans no rótulo do ingrediente a menos que há mais de 0,5 g destas presentes.

13. Comidas de microondas

Estes se encaixam no “qualquer coisa em uma caixa” da categoria, diz Fishman. Em geral, “eles são preservados com muito sódio e são muito ricos em conteúdo de calorias.”

14. Sorvete

sorvete viciante

“Toda vez que vejo um paciente com excesso de peso, a minha primeira pergunta é ‘Se eu abrir sua geladeira, vou encontrar sorvete?’ A resposta geralmente é ‘sim’,” diz o Dr. Fischman. “Livre-se dele. É muito rico em calorias e gordura, e contribui para níveis elevados de colesterol.”

15. Bebidas energéticas

Energéticos

“Absolutamente não”, diz o Dr. Fischman. “Muito menos misturadas com álcool.” Ambos são ricos em calorias vazias e açúcar. As bebidas energéticas têm muita cafeína, uma das drogas legais mais perigosas, o que leva à pressão arterial elevada e batimentos acelerados, acrescenta.

Você tem o costume de consumir estes alimentos que os cardiologistas abominam? Qual deles é o seu ponto fraco? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário