Home » Dieta » Dicas Para Emagrecer » 5 Formas de Cozinhar a Vapor – Benefícios e Dicas

5 Formas de Cozinhar a Vapor – Benefícios e Dicas

Legumes no vapor

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que determinado prato é ou pode ser cozido a vapor. O método consiste em colocar os alimentos em cima – e não dentro – da água fervente, sendo que eles ficam em uma panela tampada ou dentro de um utensílio chamado de vaporizador de alimentos.

  Continua Depois da Publicidade  

Alguns exemplos de comidas que podemos cozinhar a vapor são: vegetais, folhas verdes, peixes e moluscos como mexilhões e amêijoas, por exemplo.

5 formas de cozinhar a vapor

1. Dica da Martha Stewart para cozinhar a vapor

Martha Stewart é uma conhecida apresentadora de televisão, empresária e autora de livros dos Estados Unidos. Em seu site, consta uma dica de como podemos cozinhar a vapor.

Funciona assim: para cozinhar os alimentos a vapor é necessário certificar-se de que eles não estejam imersos na água. A recomendação consiste que, dentro de uma panela com água, a pessoa adicione uma panela dobrável ou um vaporizador de bambu chinês.

Depois, a orientação é cobrir a panela ou vaporizador, levar à água a fervura e, então, reduzir o fogo para deixar cozinhar em fogo brando. O tempo total de cozimento varia, dependendo dos alimentos que estiverem sendo cozidos a vapor.

  Continua Depois da Publicidade  

Por exemplo, enquanto alimentos como espinafre, rúcula e ervilha levam três minutos para cozinhar a vapor, as flores de brócolis e de couve-flor e o feijão verde cozinham em cinco a sete minutos.

Já a cenoura, a batata, a abóbora e o nabo podem levar entre oito a 20 minutos para cozinhar a vapor; por sua vez, a couve pode exigir 10 minutos para ficar pronta com o método.

2. Cozinhar vegetais a vapor

O primeiro passo, que também é algo chave para o processo, é cortar os vegetais em pedacinhos de tamanho uniforme. Isso serve para que eles cozinhem praticamente no mesmo ritmo e fiquem prontos ao mesmo tempo.

Até dá para misturar diferentes tipos de vegetais, porém, fica o alerta de que alguns alimentos mais macios, como é o caso do brócolis, cozinham mais rápido do que vegetais mais densos como as cenouras.

Mas para quem deseja cozinhar todos os vegetais ao mesmo tempo, vale a pena colocar os alimentos que demoram mais para cozinhar antes e esperar alguns minutos até acrescentar aqueles que cozinham mais rápido.

Outra possibilidade é cortar os alimentos mais densos em pedacinhos ligeiramente menores para que eles cozinhem mais rapidamente e fiquem prontos ao mesmo tempo que os outros vegetais.

  Continua Depois da Publicidade  

Mais uma instrução considerada essencial é a de não permitir que as comidas sejam cozidas demais. O truque para impedir que isso não aconteça é ficar de olho no relógio ou colocar um cronômetro ou despertador do lado.

A dica é começar marcando três minutos após o início do cozimento e continuar checando os alimentos de tempos em tempos, conforme a velocidade que você achar que eles estão sendo cozidos.

Há ainda a sugestão de tirar os vegetais da cestinha do vaporizador quando eles ainda tiverem um pouquinho de crocância no meio – assim na hora em que eles chegarem à mesa, estarão bem cozidos, sem que fiquem molengas.

  Continua Depois da Publicidade  

Agora que já vimos essas dicas importantes, segue o passo a passo de como cozinhar vegetais a vapor.

  1. Cortar os vegetais;
  2. Adicionar aproximadamente 30 ml de água dentro de uma panela e inserir a cestinha do vaporizador. A superfície da água deve estar debaixo da cestinha, assim, se for necessário, acrescente mais água;
  3. Colocar a água para ferver no fogo alto. Quando começar a borbulhar e o vapor a emergir da panela, chegou a hora de espalhar os vegetais pela cestinha do vaporizador;
  4. Cobrir a panela e reduzir para o fogo médio;
  5. Os vegetais estarão sendo cozidos a vapor e você deve checá-los de tempos em tempos;
  6. Um sinal de que eles estão prontos é o fato de você conseguir perfurar a sua parte mais grossa com uma faca de aparar. Porém, lembre-se do truque acima de tirar os vegetais quando eles ainda têm uma certa crocância no meio, para que terminem de serem cozidos com o calor que restar e cheguem bem saborosos à mesa. Além disso, a maioria dos vegetais fica com uma cor vibrante e brilhante quando estão prontos;
  7. Depois, é só servir os vegetais diretamente na receita e no modo que desejar.

3. Cozinhar a vapor sem o vaporizador – com a peneira ou escorredor

Como nem todo mundo possui o vaporizador, resolvemos trazer ainda alguns truques de como cozinhar a vapor sem precisar do utensílio.

O primeiro passo é colocar aproximadamente 8 ml de água dentro de uma panela. Após, você deve posicionar um escorredor ou uma peneira de metal em cima do recipiente, deixando um espaço suficiente para a água fervente não encostar no escorredor ou na peneira.

Se o seu escorredor/peneira não parar sozinho na panela, você terá que ficar segurando-o durante o processo de cozimento a vapor. Se precisar fazer isso, certifique-se de que o utensílio tem um cabinho à prova de calor ou proteja sua mão com uma luva de proteção, daquelas que se usa para retirar os alimentos do forno.

Uma vez que tiver se resolvido com a peneira/escorredor e a panela, coloque uma única camada do vegetal desejado no utensílio. Então, leve a água da panela para ferver. Após, diminua o fogo para que a água fique apenas borbulhando.

Tampe a panela o máximo que conseguir para impedir que o vapor escape e cheque a comida de tempos em tempos para impedir que ela cozinhe demais.

4. Cozinhar a vapor sem o vaporizador – com prato e papel alumínio

Outro método para cozinhar a vapor sem o vaporizador é usando prato e papel alumínio.

Funciona assim: primeiro, você coloca aproximadamente 8 ml de água dentro da panela. O passo seguinte é pegar o papel alumínio e fazer três bolas de tamanho praticamente igual.

Então, deve colocar um prato à prova de papel alumínio em cima das bolas. Para quem não tem esse tipo de prato, a dica é utilizar uma grelha no lugar. Após, colocar o alimento desejado em uma única camada no prato, aquecer a água em fogo brando e cobrir a panela.

Aí o jeito é ficar de olho, já que dentro de alguns minutos os vegetais estarão prontos.

5. Cozinhar a vapor sem o vaporizador no forno!

Dá para cozinhar os vegetais a vapor dentro do forno, você imaginava?

Para este método, o ideal é ter um tabuleiro de assar com suporte (tipo uma grelha). No entanto, para quem não tiver o recipiente, dá para fazer com uma panela grande e uma grelha.

O primeiro passo é ligar o forno em fogo baixo – aproximadamente uns 100 º C – e levar um bule com água para ferver (no fogão). Encha uma panela com cerca de 8 ml dessa água fervente dentro de uma panela grande ou do tabuleiro de assar.

Na sequência, coloque uma única camada do vegetal que deseja cozinhar a vapor na grelha e posicionar a grelha em cima da panela ou do tabuleiro de assar.

Após, cobrir todo o utensílio com papel alumínio para evitar que o vapor escape e levar ao forno até que a comida cozinhe, sempre ficando de olho, obviamente.

Benefícios de cozinhar a vapor 

O cozimento a vapor é considerado um dos métodos mais saudáveis de preparação de alimentos, graças ao fato de não exigir a adição de nenhum tipo de gordura.

O método é mais eficiente do que outras formas de cozimento no que se refere à retenção do sabor, do formato, da cor, da textura e de muitos dos nutrientes dos alimentos.

Você já experimentou cozinhar a vapor? Se não, tem vontade de experimentar para aproveitar seus benefícios para a saúde? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 3,60 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*