Chá para Afinar o Sangue – 4 Melhores e Como Preparar

Embora a coagulação sanguínea seja um processo normal do corpo que ocorre quando há uma lesão, existem casos em que ela pode ser perigosa. Para isso, substâncias ou medicamentos que afinam o sangue são utilizados para prevenir os coágulos sanguíneos, incluindo essas opções de chá para afinar o sangue.

Os coágulos de sangue podem interromper o fluxo sanguíneo ao coração, aos pulmões ou ao cérebro. A presença de coágulos nas artérias, nas veias e no coração pode provocar ataque no coração, acidente vascular cerebral (AVC) e bloqueios.

Entretanto, o uso das substâncias ou medicamentos afinadores do sangue (ou anticoagulantes) exige extremo cuidado e deve ser feito conforme as ordens do médico – quando não se toma uma dose suficiente, eles não são eficientes; quando a dosagem ingerida é exagerada, há o risco de ocorrer um sangramento excessivo.

Além desses remédios já citados e dos chás que vamos conferir a seguir, veja também essas receitas de suco para afina o sangue e um apanhado de dicas de como afinar o sangue naturalmente.

4 opções de chá para afinar o sangue

Antes de conhecer algumas opções de chá para afinar o sangue, vale lembrar que é fundamental que você consulte um médico para saber se realmente pode tomá-lo, se ele não é contraindicado para você, podendo te fazer mal, e em que dosagem e frequência pode ser utilizado.

Lembre-se de que, como acabamos de aprender, o uso dos afinadores do sangue exige um cuidado extremo. Vale ressaltar ainda que, mesmo sendo preparados à base de ingredientes naturais, os chás não são necessariamente inofensivos.

Isso porque eles podem ser contraindicados para algumas pessoas, provocar efeitos colaterais e interagir com medicamentos, fazendo mal ao organismo, especialmente quando utilizados em uma dosagem inadequada.

A recomendação de consultar o médico antes de tomar qualquer chá é essencial para todas as pessoas, principalmente para as mulheres que estejam grávidas ou no período do aleitamento, as crianças, os adolescentes, os idosos, as pessoas que tenham qualquer risco ou problemas de saúde (especialmente os graves) e aqueles que façam uso de qualquer remédio, suplemento ou planta medicinal, que devem informar ao profissional qual substância utilizam para saber se existem riscos do uso simultâneo ao consumo do chá em questão.

Algumas ervas – que são utilizadas no preparo de chás – podem interferir com as habilidades dos remédios para afinar o sangue ou aumentar o risco de sangramento e a quantidade de tempo que uma pessoa sangra.

Portanto, quem toma remédios afinadores do sangue precisa ter muita cautela ao tomar um chá para afinar o sangue à base de ervas.

As pessoas que usam os anticoagulantes devem consultar o médico antes de tomar qualquer tipo de chá, especialmente os preparados à base de: camomila, echinacea, cravo, dong quai, ginseng, alcaçuz, ginkgo biloba e casca de salgueiro.

Outro alerta importantíssimo que não devemos deixar de passar é: jamais utilize um chá para afinar o sangue no lugar do medicamento já prescrito pelo médico de sua confiança. Qualquer adição ou alteração no tratamento deve ser autorizada pelo profissional.

Tenha em mente ainda que este artigo serve somente para informar e jamais pode substituir a orientação e prescrição de um médico. Ou seja, mais um motivo para consultar um profissional antes de tomar qualquer chá para afinar o sangue.

Agora que os devidos alertas já foram passados, vamos conhecer alguns tipos de chá para afinar o sangue:

1. Chá de cúrcuma

O ingrediente ativo da cúrcuma, conhecido pelo nome de curcumina, possui propriedades anticoagulantes/afinadoras do sangue, além de ter efeitos anti-inflamatórios.

Cuidados

Entretanto, precisamos destacar que a cúrcuma não pode ser utilizada por pessoas que usam medicamentos anticoagulantes (afinadores do sangue) e por pacientes que sofrem com obstrução nas vias biliares em decorrência de pedra na vesícula. Ressaltamos que as mulheres grávidas ou que estejam amamentando podem usar a cúrcuma somente sob a orientação médica.

A utilização excessiva da cúrcuma pode provocar enjoo e irritação no estômago. Encontramos relatos de que a cúrcuma também deve ser evitada pelos diabéticos.

Como fazer chá de cúrcuma

Ingredientes:

  • 1 colher de café de pó de cúrcuma;
  • 150 ml de água fervente.

Modo de preparo:

Depois que ferver a água, adicionar o pó de cúrcuma; Tampar e deixar repousar durante aproximadamente 10 a 15 minutos. Esperar amornar e servir-se.

2. Chá de dong quai

Esta erva tradicional chinesa, que também é conhecida como o ginseng feminino, pode diminuir a coagulação sanguínea. Isso porque estudos conduzidos em animais apontaram que o dong quai reduz o tempo que o sangue leva para coagular.

Cuidados

Porém, não se esqueça de que o chá à base de dong quai é um dos que exige cuidados especiais por parte de quem já toma anticoagulantes, como vimos acima. Portanto, se você usa esse tipo de substância, não use a bebida sem antes conversar com o médico.

Além disso, de maneira geral, o dong quai pode ser utilizado apenas sob a orientação médica. Ele não pode ser usado por crianças e por mulheres que estejam grávidas, no período do aleitamento ou que tenham um fluxo menstrual excessivo.

O dong quai pode provocar diarreia, dores de cabeça, sensibilidade à luz, erupções cutâneas e inflamações na pele.

Como fazer chá de dong quai

Ingredientes:

  • 30 g de raiz de dong quai;
  • 3 xícaras de água.

Modo de preparo:

Ferver a água; Adicionar a água fervente sob a raiz, tampar e deixar repousar durante 30 minutos. Coar e servir-se.

3. Chá verde

Existem relatos que apontam que o chá verde é uma das bebidas que pode auxiliar a afinar o sangue.

Cuidados

Entretanto, a bebida pode prejudicar quem já faz uso de anticoagulantes. Além disso, vale ressaltar que o chá verde não deve ser ingerido por quem sofre com distúrbios hemorrágicos.

O chá verde pode piorar ou afetar condições como anemia, ansiedade, diabetes, diarreia, glaucoma, síndrome do intestino irritável, doença hepática e osteoporose. Converse com o seu médico a respeito do uso da bebida caso tenha qualquer uma dessas doenças.

Mulheres que estejam grávidas ou amamentando não devem consumir uma quantidade excessiva de chá verde, não devendo ultrapassar a dose de mais de duas xícaras do chá diariamente.

Como fazer chá verde

Ingredientes:

  • 1 colher de sobremesa de chá verde;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Aquecer a água, porém, sem deixar ferver – para que os benefícios sejam mantidos e o chá não fique amargo é necessário que a temperatura da água não seja mais alta do que 80º C a 85º C; Colocar o chá verde em uma caneca e despejar a água quente por cima.

Tampar e deixar abafar durante três minutos –não deixar em imersão por mais tempo para que o chá verde não perca as suas propriedades; Coar o chá e tomá-lo imediatamente, sem açúcar.

4. Chá de ginkgo biloba

O ginkgo biloba, ao lado do dong quai, é uma das plantas que podem ser utilizadas na forma de chá e que são conhecidas como capazes de afinar o sangue e diminuir o risco do desenvolvimento de coágulos sanguíneos.

Cuidados

Entretanto, o ginkgo biloba também foi apresentado como uma das plantas que exige extremo cuidado para os pacientes que já fazem uso de afinadores do sangue.

O seu uso jamais deve substituir os medicamentos receitados pelo médico, e as plantas afinadoras do sangue como ginkgo biloba não devem ser utilizadas em conjunto com outros anticoagulantes. Além disso, só devem ser tomados após o conhecimento do médico, pois podem interferir na ação de outros medicamentos, e, assim como os remédios coagulantes, estes fitoterápicos devem ser interrompidos no pré-operatório de qualquer cirurgia.

O ginkgo biloba não pode ser utilizado por mulheres grávidas, mulheres que estejam amamentando e pacientes que façam tratamento com antiagregante plaquetário. As crianças e as pessoas com histórico de hipersensibilidade à planta também não podem utilizar o ginkgo biloba.

Não se deve consumir o ginkgo biloba fresco ou seco na forma de chás ou na pele porque a planta possui substâncias que podem provocar alergias ou ser tóxicas para o sistema nervoso.

Por outro lado, os extratos de ginkgo biloba que passaram por processos de remoção de suas substâncias tóxicas não trazem contraindicações (a não ser as já mencionadas aqui).

Como fazer chá de ginkgo biloba

Ingredientes:

  • 500 ml de água;
  • 2 colheres de sobremesa de folhas de ginkgo biloba.

Modo de preparo:

Ferver a água; Adicionar as folhas de ginkgo biloba, tampar e deixar descansar por aproximadamente 15 minutos. Coar e servir-se.

Outras dicas importantes

O ideal é tomar um chá logo após o seu preparo (não necessariamente tomar todo o conteúdo preparado de uma vez, pois isso pode fazer mal, devido ao consumo de uma dosagem excessiva), antes que o oxigênio do ar destrua os seus compostos ativos.

Um chá costuma preservar substâncias importantes até 24 horas depois do preparo, porém, depois desse período, as perdas são consideráveis.

Certifique-se ainda de que os ingredientes que você utilizar no preparo do seu chá sejam de boa qualidade, de boa procedência, estejam bem limpas e higienizadas e não tenham a adição de nenhuma substância ou produto que possa prejudicar a sua saúde.

Referências Adicionais:

Você já tomou algum chá para afinar o sangue? Algum destes listados acima funcionou para o seu propósito? Pretende aderir a algum? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário