Como afinar o sangue naturalmente: 15 dicas

Especialista da área:
atualizado em 29/11/2021

Problemas de circulação são algo cada vez mais comum, e por isso conhecer dicas de como afinar o sangue naturalmente pode contribuir para uma vida mais saudável.

Um desses problemas é a hipercoagulabilidade, conhecida popularmente como “sangue grosso”, um problema que aumenta as chances de surgimento de coágulos e pode trazer diversas consequências para a saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, a seguir vamos conhecer 15 dicas naturais de como afinar o sangue, além de entender as causas e os sintomas dos problemas causados pelo sangue grosso. 

Importante: Este artigo não deve substituir a orientação de um médico, e as dicas aqui apresentadas não podem ser usadas como substitutos de medicamentos. Então, se seu médico prescreveu algum medicamento para afinar o sangue, use de acordo com o que foi orientado por ele.

O que significa ter o sangue grosso?

O sangue grosso é uma forma coloquial de se referir a um grupo de distúrbios que aumenta a capacidade de coagulação do sangue. 

Assim, pessoas com esse problema tem uma maior chance de desenvolver problemas como:

  • Acidente vascular cerebral;
  • Tromboses;
  • Embolias.

Principais causas que engrossam o sangue

sangue e glóbulos vermelhos

A consistência do sangue depende de vários fatores para permanecer normal, e um desequilíbrio nas proteínas e células do sangue pode deixá-lo muito grosso. Assim, podemos dizer que o sangue grosso pode ser causado por:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Excesso de células sanguíneas em circulação;
  • Doenças que afetam a coagulação do sangue;
  • Excesso de proteínas de coagulação no sangue.

Mas cada uma dessas condições pode ser causada por uma série de doenças, seja de forma direta ou indireta, e em boa parte dos casos de problemas causados por sangue grosso não é possível identificar uma causa exata.

Mas, de forma geral, podemos citar alguns problemas de saúde que podem causar o engrossamento do sangue. São eles:

  • Câncer;
  • Lúpus, principalmente quando está associado à síndrome antifosfolípide;
  • Mutações no fator V.
  • Policitemia Vera, que faz com que o corpo produza muitos glóbulos vermelhos, resultando em sangue mais espesso;
  • Deficiência de proteína C;
  • Deficiência de proteína S;
  • Mutação da protrombina 20210;
  • Tabagismo, que pode causar danos aos tecidos e redução da produção de fatores que reduzem coágulos sanguíneos.

Mas, embora essas condições afetem a consistência e a coagulação do sangue, elas não são as únicas causas de coágulos sanguíneos.

Sintomas do sangue muito espesso

Inicialmente os sintomas podem passar despercebidos, até que um coágulo sanguíneo cause alguma complicação, que geralmente inclui dor e atrapalha a circulação dentro e ao redor da área afetada.

Mas existem alguns sintomas que podem aparecer, com maior ou menor frequência como:

  • Visão embaçada;
  • Tontura;
  • Hematomas;
  • Sangramento menstrual excessivo;
  • Dor nas articulações;
  • Dor de cabeça;
  • Pressão alta;
  • Coceira na pele;
  • Falta de energia;
  • Falta de ar;
  • Aborto espontâneo (durante o primeiro trimestre).

Diagnóstico da alta coagulação sanguínea

amostra de sangue para contagem de plaquetas

Para realizar o diagnóstico de problemas que podem levar a um aumento da coagulação do sangue, alguns exames são necessários. Primeiro, o médico irá questionar o histórico familiar, condições médicas e possíveis sintomas, e na sequência geralmente são feitos exames mais comuns e, se necessário, outros mais específicos.

  Continua Depois da Publicidade  

Alguns deles são:

  • Hemograma completo: Investiga a quantidade de glóbulos vermelhos e plaquetas no sangue. Altos níveis de hemoglobina e hematócrito podem indicar a presença de uma condição chamada Policitemia vera;
  • Resistência à proteína C ativada: É um problema hereditário que parece estar ligado à um maior risco de formação de trombos;
  • Teste de mutação da protrombina G20210A: Esta mutação tem sido associada à formação excessiva de coágulos, causando problemas como a trombose venosa cerebral e a trombose venosa profunda; 
  • Níveis de antitrombina, proteína C ou proteína S: São anticoagulantes naturais, e a redução em sua quantidade ou função pode aumentar o risco de tromboses.

Tratamento para afinar o sangue

Os tratamentos para afinar o sangue dependerão do diagnóstico, pois muitas pessoas que têm condições que podem tornar o sangue espesso nunca experimentam um coágulo sanguíneo. 

Por esta razão, o seu médico pode diagnosticar e não necessariamente prescrever um medicamento para você tomar regularmente, a menos que acredite que você está realmente em risco de um coágulo.

Mas, em casos mais graves, quando há riscos grandes para a saúde ou quando já se formou um trombo, o uso de medicamentos é de grande importância.

Então, a seguir iremos conhecer 15 dicas que podem ajudar a manter o equilíbrio da coagulação.

15 dicas para afinar o sangue naturalmente

Cúrcuma Açafrão da Terra
A cúrcuma ajuda a evitar a formação de coágulos sanguíneos

1. Cúrcuma

A curcumina é uma das substâncias mais importantes presente na cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra. Esse composto age nas plaquetas do sangue, e ajuda a evitar a formação de coágulos. Além disso, ela também está sendo estudada como tratamento de dores. 

  Continua Depois da Publicidade  

Entretanto, não existe ainda uma recomendação diária de uso, e as quantidades utilizadas em estudos variam bastante.

2. Alho

O alho contém uma série de substâncias, como a alicina e os compostos sulfurados, que diminuem a ação das plaquetas, da mesma forma que a cúrcuma. Por isso, o seu consumo regular, mas sem exageros, pode ajudar na prevenção de trombos e coágulos.

Além disso, é importante lembrar que o alho deve, sempre que possível, ser consumido fresco, isto é, logo após ser cortado ou triturado, para diminuir a chance de oxidação de seus compostos.

3. Cebola

A cebola contém compostos semelhantes aos que são encontrados no alho, que agem como anticoagulantes, afinando o sangue. Assim, incluir a cebola nas receitas, de preferência cruas, contribui para uma melhor circulação sanguínea.

4. Pimenta caiena

A pimenta caiena, assim como outros tipos de pimenta, é rica em capsaicina, um anticoagulante natural que ajuda a afinar o sangue. Ela ajuda na circulação sanguínea e contribui para a prevenção da formação de coágulos sanguíneos. 

Ela pode ser consumida como suplemento ou na comida, mas pode não ser bem tolerada para algumas pessoas por causa de seu sabor picante.

5. Gengibre

Outro alimento que contribui para afinar o sangue é o gengibre, que possui propriedades anticoagulantes e anti-inflamatórias, desde que seja usado com moderação.

Ele pode ser consumido de diversas maneiras, seja a raiz seca ou fresca, extratos, cápsulas e também como chá. Você pode incluir na sua salada, suco e como tempero.

gengibre picado
O gengibre possui propriedades anticoagulantes e anti-inflamatórias

6. Canela

A canela contém um composto chamado cumarina, que tem ação anticoagulante. Além disso, a especiaria também age como um anti-inflamatório natural, aliviando dores causadas, por exemplo, pela artrite.

Mas seu uso deve ser feito sem exageros, na forma de chá ou polvilhado nos alimentos já preparados. Isso é importante porque o excesso de canela pode causar danos ao fígado, órgão responsável por desintoxicar nosso corpo.

7. Abacaxi

O abacaxi contém uma enzima conhecida como bromelina, que possui efeito anticoagulante, embora seu uso ainda esteja sendo estudado por pesquisadores. Ela também ajuda na digestão, quebrando as proteínas ingeridas evitando a formação de cristais de ácido úrico.

E, para quem busca potencializar os efeitos da fruta, ela pode ser misturada com cúrcuma ou gengibre, o que a torna uma excelente opção para ser usada em sucos detox.

8. Azeite de oliva

Este alimento é um dos principais constituintes da Dieta Mediterrânea, que está associada a uma série de benefícios para a saúde, como a redução do risco de doenças cardiovasculares

Por este motivo, pesquisadores vêm estudando o efeito do azeite de oliva no equilíbrio do sangue, e os resultados até o momento mostram que o alimento ajuda a manter a saúde circulatória, reduzindo a chance de formação de trombos.

9. Ácidos graxos ômega 3

Esses ácidos graxos são muito importantes para reduzir os níveis de colesterol e equilibrar a coagulação sanguínea, além de terem um excelente efeito antioxidante, reduzindo assim os danos causados pelos radicais livres.

A melhor forma de obter os ácidos graxos ômega 3 é através do consumo de peixes gordos como salmão, cavala, sardinha fresca, arenque e fígado de bacalhau. Eles também podem ser obtidos através de fontes vegetais como o óleo de linhaça, abacate, nozes, sementes de gergelim e abóbora, além de existirem suplementos com diferentes dosagens.

10. Sementes de linhaça e chia

As sementes de linhaça e chia também são boas fontes vegetais de ácidos graxos ômega 3, e por isso contribuem para afinar o sangue naturalmente. Além disso, elas são ricas em fibras, que auxiliam na redução dos níveis de colesterol no sangue.

Então, adicionar essas sementes no seu dia a dia pode ajudar não só a afinar o sangue, mas também a manter a saúde cardiovascular.

sementes de linhaça
Sementes e linhaça

11. Água

A água é considerada um agente de grande importância na manutenção da circulação sanguínea, uma vez que a desidratação pode deixar o sangue mais concentrado, propiciando assim a formação de coágulos. 

Portanto, beba bastante água, mas sem exagerar, pois o excesso pode causar problemas também.

12. Vitamina E

A vitamina E vem se mostrando eficaz em diversos estudos na diminuição da probabilidade de desenvolver coágulos sanguíneos no corpo, porém o seu uso deverá ser feito com acompanhamento médico, pois o excesso pode impedir que seu corpo metabolize a vitamina K, que é necessária para a coagulação do sangue. 

Nesse caso, você poderá sangrar com muita facilidade, o que pode trazer uma série de riscos para a saúde, principalmente se você já faz uso de algum medicamento anticoagulante, como a varfarina.

Entretanto, a dose diária recomendada de vitamina E costuma variar de acordo com a idade e outras características pessoais, e deve ser definida pelo médico que realiza o seu acompanhamento.

Veja também: 19 alimentos ricos em vitamina E

13. Vitamina B3

A vitamina B3, também conhecida como niacina, pode ser uma boa aliada de quem busca afinar o sangue naturalmente e reduzir os níveis de colesterol. Por isso, ela tem o potencial de melhorar a saúde cardiovascular, quando aliada a uma dieta balanceada.

14. Vitamina C

Apesar de não ser considerada um anticoagulante, a vitamina C atua bastante na manutenção da saúde dos vasos sanguíneos, ajudando a manter uma boa circulação.

Ao mesmo tempo, a deficiência de vitamina C pode aumentar o risco de problemas cardíacos como pressão alta e aterosclerose, segundo a Universidade de Maryland Medical Center. Por isso, a inclusão de alimentos ricos neste nutriente contribui para a saúde como um todo, incluindo o equilíbrio do sangue.

vitamina C da laranja
A vitamina C ajuda a manter uma boa circulação

15. Evite consumir alimentos ricos em vitamina K

Essa vitamina está presente em uma série de alimentos, principalmente nos vegetais verde escuros, e tem um papel importantíssimo na coagulação do sangue. 

Por isso, pessoas que usam o anticoagulante varfarina devem tomar cuidado com a alimentação, uma vez que a vitamina K reverte os efeitos do remédio, contribuindo para a formação de coágulos.

Cuidados

Se você já utiliza algum medicamento anticoagulante ou antiagregante plaquetário, converse com seu médico antes de incluir alimentos e suplementos que afetem a coagulação sanguínea.

Isso é importante porque a combinação pode afinar demais o sangue, aumentando o risco de sangramentos e formação de hematomas. Por isso, evite o uso de medicamentos e esses métodos naturais ao mesmo tempo, a menos que o seu médico indique.

Vantagens e desvantagens de ter o sangue fino

De forma geral, ter o sangue grosso aumenta o risco de formação de coágulos sanguíneos, que podem afetar negativamente o coração, o cérebro e outros órgãos. 

Isso acontece porque o sangue mais grosso pode condicionar o coração a trabalhar mais para movimentá-lo. Além disso, há o risco de formação de trombos, que acabam bloqueando a circulação e causando diversos problemas, como a isquemia, que é a falta de irrigação sanguínea em alguma parte do corpo.

Entretanto, o sangue fino demais também pode causar problemas, como sangramentos e hematomas, pois o corpo passa a ter dificuldade de formar coágulos e parar hemorragias. Assim, o ideal é encontrar o equilíbrio, minimizando os riscos de complicações tanto do sangue grosso quanto do sangue fino. 

Por fim, converse sempre com o seu médico para realizar o tratamento da forma adequada e entender corretamente como afinar o sangue naturalmente.

Fontes e referência adicionais

Você já tinha ideia de como afinar o sangue naturalmente? Por que precisa dessas dicas? Foi diagnosticado com alguma condição como a má circulação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (28 votos, média 3,89)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário

40 comentários em “Como afinar o sangue naturalmente: 15 dicas”

  1. Tenho sangue coagulado,gostei de ler sobre esses alimentos, pois gosto de os usar. Obrigada pela informação.

    Responder
  2. Não sei se é hepatite viral grave que está entrando na na moda infelizmente, ou se continuo tomando remédio pra afinar 🩸

    Responder
  3. Eu já uso o alho amassado com azeite e agora que vou usá-lo mais ainda incluindo a a cebola crua e passando a fazer uso da canela. Estou usando uma mistura que fiz com linhaça, gergelim e aveia,pego duas colheres de sopa e tomo com leite. Desde que lu que maçã baixa o triglicerídeos eu como numa por dia, já constatei que a maçã funciona,mas ainda assim, é alto. estou no caminho certo?

    Amei a matéria, muito obrigada,vou seguir a dica pois meu cunhado teve AVc e estou apavorada . Principalmente porque meu triglicerídeos é elevado. Se pudesse botar aqui a quantidade de cada item para ser usado eu ficaria grata.

    Gratidão

    Responder
  4. Gostei muito das explicações
    Mas gostaria de saber quais os tipos de frutas e legumes que eliminam varizes finas

    Responder
  5. Eu faço uso de medicamento anticoagulante, pois tive trombose duas vezes,na perna esquerda e direita.Adorei a matéria.

    Responder
  6. Tenho um amigo que está com trombose e por isso busquei artigos que tratam de como afinar o sangue. Excelente matéria. Parabéns.

    Responder
  7. Por que eu já se tive trombose e ultimamente a perna que tive trombose está doendo, portanto até o dia da consulta quero ir tomando algo para ir afinando o sangue

    Responder