COVID-19: Variante britânica pode ser 100% mais letal

Especialista da área:
atualizado em 31/03/2021

As autoridades de saúde estão cada vez mais atentas às novas variantes do novo coronavírus. Um novo estudo apontou que a nova variante que surgiu no Reino Unido é até 100% mais fatal do que as linhagens anteriores do novo coronavírus.

  Continua Depois da Publicidade  

Desta forma, a pesquisa comparou índices de mortalidade entre pessoas infectadas com a variante e pacientes infectados com outras linhagens do vírus.

Entenda então por que a variante britânica é tão letal e saiba como se proteger desta e de outras variantes do novo coronavírus.

Pesquisa aponta número maior de mortes devido à nova variante

De acordo com o estudo, as infecções da nova variante britânica causaram 227 mortes em uma amostragem de 54.906 pacientes com COVID-19.

Segundo os pesquisadores, em um número igual de pacientes infectados com outras variantes, o número de mortes foi de 141.

Sendo assim, o estudo verificou que a variante britânica pode ser 30% a 100% mais fatal do que as linhagens anteriores. Além disso, outra pesquisa do Reino Unido comprovou que esta mutação do novo coronavírus é até 70% mais transmissível que outras variantes em circulação.

Para o responsável pela pesquisa, Robert Challen, pesquisador da Universidade Exeter, este é um dado preocupante.

Segundo ele, esta taxa de mortalidade, bem como a forma como esta variante se espalha rapidamente, demonstra que a variante britânica é uma ameaça que as autoridades de saúde e a população devem levar a sério.

Variante britânica já foi detectada em mais de 100 países

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a variante britânica foi detectada no Reino Unido em setembro de 2020. Desde então, já se espalhou para mais de 100 países.

De acordo com os especialistas, ela tem 23 mutações em seu código genético. Por ter um número relativamente alto de alterações, algumas destas modificações tornaram a contaminação ainda mais rápida.

  Continua Depois da Publicidade  

Como a vacina afeta a variante britânica

Apesar de ser mais letal que outras variantes, várias pesquisas garantem que as vacinas funcionam contra esta mutação do novo coronavírus.

De acordo com os cientistas, apesar de algumas vacinas da COVID-19 reduzirem a eficácia devido às novas mutações, elas ainda induzem uma resposta imunológica ao vírus.

Sendo assim, de acordo com os especialistas, é importante que tenhamos várias vacinas disponíveis, de diversas tecnologias e em todo mundo. Isto, conforme defendem os especialistas, será fundamental para combater as novas variantes e criar a imunidade coletiva necessária.

Medidas de proteção contra a variante britânica continuam as mesmas

Como as novas variantes se espalham ainda mais facilmente e com os números de casos crescendo, é importante redobrar os cuidados.

Segundo a OMS, as medidas de prevenção contra a nova variante são as mesmas. Ou seja, para se proteger do novo coronavírus você ainda deve:

  1. Lavar as mãos com frequência;
  2. Usar o álcool em gel quando não puder realizar a higiene das mãos;
  3. Usar máscara;
  4. Não tocar nos olhos, no nariz ou na boca;
  5. Cobrir o nariz e a boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou expirar;
  6. Ficar em casa se você se sentir indisposto.

Se sentir algum sintoma, você e sua família devem realizar o teste para o COVID-19 imediatamente. E, é claro, assim que puder, tome a vacina!

Você ou alguém da sua família já teve contato com uma nova variante do coronavírus? Conte para a gente nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário