Vacina tríplice viral pode atenuar os sintomas da infecção de COVID-19

Especialista da área:
atualizado em 22/12/2020

Enquanto o mundo espera ansioso pelo início da vacinação para o novo coronavírus, cientistas buscam novas formas de minimizar o impacto da doença.

  Continua Depois da Publicidade  

Um exemplo é um estudo que analisou o impacto da vacina tríplice viral no tratamento de COVID-19. De acordo com ele, pacientes que já receberam a tríplice viral apresentaram sintomas mais leves da COVID-19.

Saiba como funciona a vacina tríplice viral

A vacina tríplice viral é uma das mais aplicadas e uma das mais importantes para que você se mantenha protegido de doenças. 

Sendo assim, compreender como ela funciona pode ajudar a entender sua eficácia contra a COVID-19. Esta vacina contém as versões atenuadas de três vírus:

  • do sarampo;
  • da rubéola;
  • e da caxumba.

Portanto, ela não imuniza contra um, mas contra vários vírus. Outro ponto positivo é que crianças, adolescentes e adultos podem fazer uso dela.

A Sociedade Brasileira de Imunologia recomenda tomar duas doses, com intervalo de um a dois meses.

Apesar de ser uma das mais seguras, os especialistas não a recomendam para gestantes, pessoas com comprometimento da imunidade, bem como pessoas que já apresentaram reações adversas a este tipo de vacinação.

  Continua Depois da Publicidade  

Tríplice viral pode atenuar sintomas do novo coronavírus, aponta estudo

Recentemente, um novo estudo demonstrou mais uma utilidade para a vacina tríplice viral. De acordo com uma pesquisa americana, ela também pode servir para atenuar os sintomas do novo coronavírus.

A pesquisa foi divulgada no jornal científico da American Society for Microbiology e analisou 80 pessoas que se dividiram em 2 grupos. Assim, os pesquisadores analisaram quem tinha sido vacinado e os níveis de gravidade da COVID-19.

Destas 80 pessoas, 50 foram imunizadas com a tríplice viral e 30 já haviam recebido estes anticorpos por outros meios.

Estudo pode explicar por que crianças contraem forma mais leve da COVID-19

O estudo avaliou que as pessoas com menos de 42 anos que foram imunizadas com a vacina tiveram sintomas mais leves da COVID-19. De acordo com os pesquisadores, isso pode explicar por que crianças apresentam uma resistência maior ao vírus.

Isso porque a vacinação da tríplice viral costuma ocorrer entre os 12 a 15 meses de idade e a segunda dose dos 4 aos 6 anos de idade.

Além de poder ajudar a amenizar o quadro da COVID-19, esta vacina é uma das mais seguras e possui poucos efeitos colaterais. É o que afirma David J. Hurley, coautor do estudo, professor e microbiologista molecular da Universidade da Geórgia (EUA).

  Continua Depois da Publicidade  

vacina

Portanto, na visão do pesquisador, a imunização com a tríplice viral pode compensar muito.

Apesar dos resultados positivos, os pesquisadores recomendam cautela. De acordo com os especialistas, mais estudos deve ser feitos para concluir se a vacina tríplice viral pode ser eficaz contra a COVID-19 e atenuar os sintomas da infecção.

Você já está imunizado com a tríplice viral? Quais cuidados está tomando para prevenir a COVID-19? Conte para a gente nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 3,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário