Transmissão da COVID pode ocorrer em interação de menos de 15 minutos, diz estudo da NFL

Especialista da área:
atualizado em 26/02/2021

Desde que a pandemia do novo coronavírus começou, você já se perguntou quando tempo pode demorar para uma pessoa transmitir a COVID-19 para outra?

  Continua Depois da Publicidade  

Conforme um estudo da Liga de Futebol Americano (NFL, sigla em inglês) dos Estados Unidos, é possível passar o vírus mesmo em uma interação de menos de 15 minutos com outra pessoa.

A NFL se uniu ao Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos para analisar as lições que se aprendeu durante o ano de pandemia e seus protocolos contra a COVID-19.

Durante a temporada, os jogadores e demais membros das equipes usaram dispositivos que rastrearam quanto tempo eles interagiram com outros enquanto estavam dentro de uma distância de aproximadamente dois metros para essas pessoas.

Nos meses de agosto e novembro de 2020, 11,4 mil jogadores e funcionários fizeram 623 mil testes de COVID-19. Destes, 329 deram positivos. Em outubro, registrou-se 21 casos de transmissão ligados a um único time, o que forçou o fechamento das instalações da equipe.

Com o rastreio de contato, descobriu-se que vários casos de transmissão da doença provavelmente ocorreram em menos de 15 minutos de interação dentro de um espaço de aproximadamente dois metros.

Entre os 21 casos de COVID-19 ligados entre si, 12 infectados não tiveram interações de mais de 15 minutos. Já oito deles não tiveram interações de mais de cinco minutos.

O relatório do estudo informou que entrevistas revelaram que algumas dessas interações rápidas envolveram reuniões em ambientes pequenos com pessoas sem máscaras ou momentos de refeições.

Os principais fatores de transmissão

Reunião

Quatro fatores principais influenciaram a transmissão do novo coronavírus. O uso ou não de máscaras, a ventilação do ambiente, a duração da interação e a distância entre as pessoas.

O relatório do estudo também indicou que os casos de COVID-19 surgiram de atividades internas. Por exemplo, estar no mesmo carro que outros sem usar máscaras ou comer e beber próximo de outra pessoa.

  Continua Depois da Publicidade  

Conforme o diretor médico executivo da NFL, Allen Sills, as mudanças mais impactantes foram o uso de máscaras por todos, minimizar as reuniões pessoalmente, fazer reuniões ao ar livre e fechar as salas de refeições.

De acordo com Sills, todas essas estratégias podem ser aplicadas em situações que vão além do cotidiano do futebol americano.

Consequências

Após os casos, eles implementaram mudanças no protocolo de prevenção da COVID-19. Por exemplo, os testes passaram a ser diários e foram adotadas quarentenas de cinco dias para os contatos de alto risco.

Se acaso um jogador ou funcionário do time testava positivo, toda a equipe deveria seguir protocolos rigorosos.

Aliás, a equipe por trás do estudo identificou que protocolos rígidos depois de uma possível exposição ao novo coronavírus, como a quarentena dos contatos de alto risco de exposição ao vírus e o uso rigoroso de máscaras, foram as formas mais úteis de prevenir a transmissão.

Para os pesquisadores, protocolos rígidos como esses podem ser úteis em escolas, instituições de cuidados continuados como asilos e ambientes onde muitas pessoas circulam.

Entretanto, deve-se adaptar os protocolos para cada local. Mas, ainda assim, eles devem incluir o uso extensivo de máscaras e restrições nos momentos das refeições, acrescentaram os pesquisadores.

Aprenda com a nossa nutricionista como evitar a mania que aumenta o risco de contágio pelo novo coronavírus:

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e Referências Adicionais

Você imaginava que o novo coronavírus poderia ser transmitido tão rapidamente? Então, comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário