Órgão americano libera uso emergencial de tratamento para COVID-19

Especialista da área:
atualizado em 04/12/2020

No começo de outubro, o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que estava com COVID-19. Após o diagnóstico da doença e apresentar os sintomas do novo coronavírus, ele usou um tratamento experimental com anticorpos.

  Continua Depois da Publicidade  

Na época, Trump pôde usar o remédio por meio de um programa que permite a administração de medicamentos ainda sem aprovação. Quase dois meses depois, a Food and Drug Administration deu uma autorização emergencial ao tratamento experimental.

A saber, a Food and Drug Administration é uma agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos. Ela é responsável por regular os medicamentos, alimentos e até cosméticos do país.

O medicamento em questão tem o objetivo de prevenir que as pessoas infectadas pelo novo coronavírus desenvolvam problemas graves. Ele é composto por dois anticorpos monoclonais: casirivimabe e imdevimabe.

Do que é feito o remédio?

Cientista

A produção do coquetel de anticorpos contra a COVID-19 ocorre em laboratório e envolve células obtidas de hamsters geneticamente modificados.

Os anticorpos monoclonais são proteínas que imitam a habilidade do sistema imunológico para atacar o vírus. Assim, em vez de esperar que o organismo desenvolva a sua própria resposta de proteção contra o vírus, o remédio já entra em ação.

Conforme a Food and Drug Administration, o tratamento com anticorpos pode ser eficaz no tratamento da COVID-19 leve a moderada em crianças com mais de 12 anos e adultos. Sua indicação é para pessoas com risco de desenvolver problemas graves devido ao vírus.

Em um teste clínico, quando pessoas com alto risco de desenvolver complicações da COVID-19 receberam a droga, houve uma redução nas hospitalizações e idas à emergência. O medicamento também demonstrou diminuir a quantidade do vírus no organismo.

No entanto, o seu uso não foi autorizado para pacientes já hospitalizados. Do mesmo modo, os cientistas continuam a estudar a segurança e a eficiência do tratamento.

Portanto, ainda é cedo para colocar o remédio como a solução para o coronavírus. Precisamos esperar os resultados desses estudos antes de qualquer coisa.

  Continua Depois da Publicidade  

Oferta do tratamento traz desafios

A produção do coquetel de anticorpos é complicada e leva tempo para ocorrer. Portanto, de início, seu estoque será pouco. Além disso, há complexidades também na administração do medicamento, que é pela via intravenosa.

Assim, não espanta que tudo isso levantou preocupações quanto à disponibilidade do tratamento para as pessoas com maior necessidade.

Os executivos da Regeneron Pharmaceuticals, empresa americana de biotecnologia responsável pelo remédio, esperam ter doses suficientes para 80 mil pacientes inicialmente. Adicionalmente, eles projetam ter um total de 300 mil doses até o fim de janeiro de 2021.

Além do uso emergencial do coquetel de anticorpos nos Estados Unidos, houve novidades promissoras sobre vacinas par a COVID-19.

Por exemplo, a Pfizer anunciou 95% de eficácia na análise final da sua vacina e a Moderna divulgou que os primeiros resultados dos testes da sua vacina apontaram 94,5% de eficácia.

Já tinha ouvido falar do coquetel de anticorpos que Trump usou? Animou-se com a notícia da liberação emergencial nos Estados Unidos? Então, deixe sua opinião nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário