Em Busca do Corpo Perfeito – 14 Maiores Erros

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

Em busca do corpo perfeito, algumas pessoas desistem ou se frustram ao não alcançarem o resultado esperado. Isto acontece porque existem alguns hábitos comuns praticados pela maioria que acabam atrasando ou mesmo impossibilitando o seu sucesso no objetivo.

Conheça os 10 maiores erros que podem ocorrer em busca do corpo perfeito, mas que você deve evitar. Poder reconhecer suas falhas em um programa de treinamento ou dieta ajuda a evitá-las e otimizar seu tempo para chegar aos efeitos desejados.

1. Não seguir o treinamento consistentemente

Este é provavelmente o fator que vai determinar o sucesso ou não de uma malhação a longo prazo. Se o indivíduo não leva a sério e segue à risca os exercícios, de nada adiantará ter a melhor sequência de exercícios, na melhor academia. Uma rotina mantida semana após semana vai proporcionar ganhos musculares muito mais rápido do que apenas os treinos ocasionais.

Se a cada semana seu programa de treinamento é alterado, não há progresso. Seus esforços vão se concentrar na correta execução dos movimentos e não no aumento da força. O ideal é tentar fazer modificações na série a cada quinzena ou a cada 4 semanas, no máximo. Assim, dá para aumentar o número de repetições, a carga ou alterar o ritmo de execução.

2. Inventar desculpas pelo pouco progresso

Culpar a falta de tempo, sua genética ou a falta de companhia não irá fazer com que se chegue ao objetivo em busca do corpo perfeito. Mesmo que se achem diversas desculpas para justificar o pouco progresso na malhação, o grande responsável é o indivíduo.

Ao invés de se comportar como vítima e desviar a responsabilidade para diversos fatores externos, o indivíduo deve assumir suas condições de treino e fazer sua malhação render o melhor possível, mesmo que fatores externos possam dificultar um pouco mais o alcance de suas metas.

3. Se comparar com os outros

Se você procurar, sempre existirão pessoas maiores, mais fortes, mais saradas e em melhor forma que você. Em compensação, existem outras em pior forma.

E se você ficar apenas olhando para os lados, se comparando sempre com os outros, nunca estará realmente satisfeito e podendo acompanhar seu progresso de verdade.

Ao invés de se preocupar em atingir ou ultrapassar o mesmo nível de outro atleta, mantenha o foco em melhorar você mesmo. Tente superar você mesmo, melhorando de um treino para outro, evoluindo e medindo seu progresso.

4. Não monitorar o seu progresso

Muitas pessoas acostumam-se a entrar na academia dia após dia para fazer qualquer rotina de exercícios que lhe satisfaça, sem se preocupar em manter uma sequência de treinamento adequado, sem seguir uma rotina e sem acompanhar seu progresso em busca do corpo perfeito.

Para estas pessoas, a academia se torna apenas um ritual, parte de sua vida social. No entanto, a ida à academia é muito mais proveitosa se acompanhada de um planejamento que leve à boa forma. Quando se mede sua evolução, é possível melhorar e intensificar seu treino, para atingir seu objetivo muito mais depressa.

5. Ter expectativas irrealistas

Não importa o que você tenha lido no anúncio de suplementos, ninguém consegue construir massa muscular em um mês, especialmente se você é um atleta iniciante em busca do corpo perfeito. Manter os objetivos sempre realistas ajuda neste caminho. Sobrecarregar seu corpo nos primeiros treinamentos ou ser radical na dieta não é a maneira mais saudável de perder peso ou manter a forma.

Planejamento, paciência, dedicação e uma visão realista de sua possibilidade de progredir seguindo o treino ideal é o caminho para conseguir chegar no corpo que se busca de uma maneira saudável e sem frustrações.

6. Muito exercício, overtraining

Treinar além do indicado em busca do corpo perfeito também não é a maneira adequada e segura para se chegar ao objetivo. Um erro comum é o indivíduo aumentar a carga horária diária de malhação pensando em atingir resultados melhores e mais rapidamente. Chamado de overtraining, esta prática na verdade não permite que o músculo se recupere e fortaleça. Além de sobrecarregar seu corpo com musculação, não ganha músculo e ainda pode perder a massa muscular já adquirida.

7. Pouco exercício, undertraining

O contrário do item anterior, este erro também é comum: exercitar-se pouco, na vontade de moderar e pegar leve com o corpo. Nenhum dos dois extremos é ideal na busca pela boa forma, nem overtraining, nem undertraining. A verdade é que o corpo ideal é alcançado com tempo e esforço, na medida certa, com planejamento e treino acompanhado por profissionais.

8. Pensar que você precisa de suplementos

A mídia especializada e a indústria do consumo fazem com que se acredite cada vez mais na necessidade dos suplementos para se chegar ao ganho de massa muscular. Na realidade existem poucas notícias sobre treinamento apropriado e informações nutricionais como alternativa.

Quem quer ganhar massa muscular não precisa gastar dinheiro com os suplementos, ainda que estes produtos auxiliem no processo. Os resultados esperados são obtidos 95% através de um bom treino aliado ao equilíbrio nutricional. Apenas os outros 5% podem ser impulsionados pelo consumo de suplementos.

9. Não seguir um plano nutricional

Você pode se esforçar muito na malhação, mas se não abastecer seu corpo dos nutrientes necessários não irá chegar aos resultados desejados. Os maiores entusiastas do fitness que chegam às academias acabam pecando por não seguirem uma alimentação adequada.

Aos que reclamam a falta de tempo para comer propriamente, a recomendação é se adiantar e preparar com antecedência seus lanches diários.

10. Desistência

Ao primeiro obstáculo existem pessoas que desistem, enquanto outras tentam novamente, são persistentes e determinadas. Quem está no caminho para a definição do corpo deve ter em mente que seus resultados insatisfatórios não são seus fracassos, mas o que leva a uma reavaliação de procedimento e a uma tentativa diferente. Aprender com suas experiências é o grande trunfo de pessoas focadas a alcançar o seu objetivo.

11. Treinar com dor

Se o exercício estiver sendo executado de forma correta, você vai sentir o esforço no músculo que está sendo trabalhado, mas não vai sentir nenhuma dor nem desconforto na articulação correspondente. A dor é um sinal de que alguma coisa está errada. Fique atento e, se você tiver uma dor que demore a passar, procure um médico. Além das dores musculares, algumas pessoas sofrem de dores nas articulações.

Se você está sentindo dor, isto é sinal de que seus músculos estão em estado de recuperação. Não treine com eles doloridos. Alguns suplementos auxiliam os músculos nesta recuperação, que ocorre durante o repouso. Repouso não significa descanso absoluto: aproveite para trabalhar outros grupos musculares.

12. Utilizar carga inadequada

A carga utilizada no exercício é um fator essencial, mas não é a única coisa que deve ser considerada. Muitas pessoas aumentam a carga de forma inadequada e acabam por reduzir a amplitude do movimento ou pedir a ajuda de alguém para finalizar as repetições. A carga ideal é aquela que permite que você faça exatamente o número de repetições propostas na sua série, ou seja, depois da última repetição, você não deve conseguir fazer mais nenhuma.

13. Focar em apenas alguns músculos

Em geral, mulheres dão preferência aos membros inferiores e homens, aos membros superiores. É importante trabalhar todos os grupamentos musculares em busca do corpo perfeito. Ainda que determinados músculos não respondam ao treinamento como você gostaria, é importante manter o estímulo. Assim eles ficarão firmes, e isso certamente é uma conquista importante.

14. Pouca diversidade de exercícios

Não existe um programa de exercícios capaz de gerar benefícios para sempre. É importante diversificar e alterar sua série periodicamente. A eficiência de um programa depende do grau de desafio que ele representa. Sempre que seu corpo se adapta a um programa de exercícios, seu rendimento diminui.

Você já cometeu algum desses erros em busca do corpo perfeito? Em que ponto você deve melhorar mais para atingir seus objetivos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário

2 comentários em “Em Busca do Corpo Perfeito – 14 Maiores Erros”

  1. quanto tempo de bicicleta ergometrica devo fazer no dia ?
    quanto tempo e pular corda tbm devo fazer no dia ?

    • 30 minutos com intensidade já é o suficiente. Você pode até fazer 15 minutos de cada atividade se preferir.