Treinamento Funcional Emagrece? Benefícios e Dicas

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

Treinamentos funcionais se baseiam nos movimentos naturais dos seres humanos e todos os músculos do corpo são envolvidos. Simulam agachamento, corrida, as ações de empurrar, puxar, girar e muitos outros. Abaixo você descobrirá se o treinamento funcional emagrece, além de dicas e cuidados com esse tipo de treinamento.

Será que o treino funcional emagrece mesmo como as pessoas comentam? Bem, vamos lá: um treino funcional é aquele em que todos os músculos do corpo são envolvidos, em exercícios que simulam movimentos que as pessoas realizam normalmente em seu dia a dia, em casa, no trabalho ou na prática de esportes.

Considerado mais dinâmico que outros tipos de treino, ele trabalha questões como o fortalecimento muscular, a coordenação motora, a flexibilidade, o sistema cardiorrespiratório e o equilíbrio em exercícios complexos que utilizam cintos, bolas, cones, trampolins, pesos, kettlebells, halteres, barras, faixas elásticas, além do peso do próprio corpo.

Um dos treinos funcionais mais conhecidos é o pilates. Tem como foco principal os músculos do abdômen, costas e quadril. Usam geralmente o próprio peso e resistência de forma controlada para trabalhar esses músculos. Descubra se pilates emagrece.

A Yoga é um conhecimento indiano que ensina às pessoas a controlar a mente e o corpo. Esse outro exercício funcional se baseia em 5 pilares: Hatha, Vinyasa, Ashtanga, Iyengar, e Bikram. Aprenda tudo sobre yoga e descubra se da pra emagrecer com seus exercícios.

Se exercitar em baixo d’água pode parecer fácil demais, mas engana-se quem acha que a hidroginástica não é efetiva. É um exercício de baixíssimo impacto, mas a resistência que a água emprega sobre o corpo pode gerar resultados impressionantes. Você vai se surpreender com os benefícios da hidroginástica.

Treinamento funcional emagrece?

Qualquer exercício que ajude a queimar um bom número de calorias é aliado da perda de peso. E, partindo deste ponto de vista, é possível dizer que sim, o treinamento funcional emagrece. É que uma sessão de malhação baseada na técnica é possível eliminar de 800 a 1000 calorias.

E de acordo com o personal trainer Jason Corrie, os exercícios funcionais podem estimular o aumento da queima de calorias, mesmo quando o praticante não está fazendo o treinamento em si. É que ao trabalhar os músculos do corpo inteiro e ao aprender a realizar novos movimentos, a pessoa poderá se tornar alguém mais ativo em seu dia a dia.

Por exemplo, isso pode resultar na troca do elevador pelas escadas ou em idas a pé ao trabalho ou supermercado, que antes eram feitas de carro. Desta maneira, o praticante gastará ainda mais energia, o que colabora com o emagrecimento.

Outro ponto importante que nos leva a crer que o treinamento funcional emagrece é que ele pode colaborar com o ganho de massa muscular, algo que também torna o processo de perda de calorias mais eficiente. Isso porque quanto maior for a taxa de massa muscular em uma pessoa, maior será a quantidade de calorias que o seu corpo é capaz de eliminar.

Antes de partir para o próximo tópico, é importante ressaltar aquilo que você já deve estar cansado de saber: de nada adianta se dedicar a um programa de exercícios, se não consertar a alimentação. Já pensou se esforçar ao máximo em uma aula de treino funcional, perder as 1000 calorias e quando chegar em casa pedir uma pizza e tomar um copão de refrigerante? As calorias perdidas serão recuperadas e a malhação não terá servido de nada.

Outros benefícios do treinamento funcional

Você já viu que o treino funcional emagrece e ajuda no ganho de massa muscular. Mas além isso, os exercícios funcionais trazem os seguintes benefícios:

– Fortalecimentos dos músculos centrais do corpo:

Em grande parte das séries do treino funcional – e não apenas nos abdominais – os músculos centrais do corpo, aqueles que também são chamados de “core” e abrangem o abdômen, os quadris e a região lombar, são trabalhados, o que promove o fortalecimento da região. Esta área é importante para o corpo humano porque é responsável pela estabilização da coluna vertebral.

– Postura:

A rotina de sentar-se o dia inteiro em frente ao computador para trabalhar, o cansaço e o estresse do dia a dia podem causar problemas de postura e desequilíbrios musculares. A boa notícia para quem faz ou está interessado em começar o funcional é que o treinamento também auxiliar a resolver essas complicações.

– Estabilidade:

Um treino funcional também envolve exercícios que promovem a estabilidade, assim como a flexibilidade, a mobilidade e o fortalecimento do corpo. 

– Condicionamento:

Ele ainda pode ajudar na preparação de atletas, já que auxilia o praticante a ter movimentos rápidos e potentes, o que é importante para diversos esportes, desde o golfe, passando pelo futebol e até em uma luta de boxe ou MMA.

– Não cai na rotina:

O treino funcional emagrece e é uma boa opção para quem já está cansado de fazer as mesmas séries na academia toda semana. É que a variedade de exercícios do treino é grande, que faz com que ele não caia na mesmice.

Além disso, enquanto algumas aulas são feitas na academia, ainda dá para treinar na praia, no parque ou no campo. Sair do local comum de treino e mudar um pouco de ares ajuda a tornar o treinamento mais divertido e menos tedioso, o que é um verdadeiro antídoto contra o desânimo e a vontade de desistir.

Dicas e cuidados

– Antes de tudo:

Não é porque você viu que o treino funcional emagrece, que você vai sair fazendo tudo que vê na internet. Vá com calma! E cheque com um médico se você está realmente apto a realizar um treinamento funcional com frequência. Procure também um bom personal trainer, principalmente se você ainda for iniciante, para te orientar quanto ao modo correto de treinar, determinar como devem ser suas séries e repetições e acompanhar o seu desempenho, o que diminuirá os riscos de lesões.

– Quem pode fazer?

O treino funcional não é o mais indicado para pessoas sedentárias. Quem tem mais de 40 anos de idade e mulheres grávidas só devem praticar os exercícios do método com o aval de médico. O treinamento é mais apropriado para quem já tem o costume de praticar atividades físicas. 

Entretanto, isso não é uma restrição. Como já falamos aqui, o ideal mesmo é conferir com o médico. Talvez seja melhor começar com algo mais simples ou com séries funcionais que trabalham somente com o peso do próprio corpo, para mais tarde passar a utilizar outros acessórios.

– Antes da aula:

Não se exercite sem ter comido nenhum alimento, já que você precisará de energia para treinar. Outra dica fundamental é fazer alongamentos antes de se exercitar, para aquecer as articulações e os músculos e reduzir os riscos de se lesionar.

Você já fez este treino alguma vez? Considera que o treino funcional emagrece muito? Como foi sua experiência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (175 votos, média: 3,95 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário

4 comentários em “Treinamento Funcional Emagrece? Benefícios e Dicas”

  1. Informações bem estruturadas e de fácil entendimento. Muito bom conteúdo informativo! Já pararam pra pensar se sempre tivessmos informações de relevância, assim?

  2. Também fiz por 5 meses. São aulas realmente cansativas. Mas valem muito a pena. Queimam calorias mesmo. Só parei pq me descobri grávida.
    Mas breve voltarei. Super indico. Além de aprender a trabalhr a respiração, batimentos cardíacos. Muito bom