Home » Suplementos » Emagrecimento » Insulina e Glucagon no Emagrecimento

Insulina e Glucagon no Emagrecimento

Glucagon

O açúcar é popularmente conhecido como o vilão das dietas, mas essa afirmação muitas vezes pode soar com uma carga excessiva de equívoco. A insulina e glucagon são dois hormônios que interferem diretamente nos níveis de açúcar produzidos pelo pâncreas e circulação deles na corrente sanguínea. Sabemos que os níveis de açúcar devem se manter em equilíbrio para o bom funcionamento do metabolismo, que é fundamental para quem busca emagrecer.

  Continua Depois da Publicidade  

Aprenda mais sobre esses dois hormônios e utilize-os a favor de sua perda de medidas. A insulina e glucagon trabalham juntos para seu corpo manter a homeostase.

Insulina

Seu uso é comum para tratamentos de diabetes e pessoas que precisam conviver com o altos níveis de açúcar no sangue. Há diversas afirmações de que os usuários da insulina podem se tornar dependentes dela, mas isso é um dos erros afirmados. Em casos de pacientes que usam diversos medicamentos, estes devem atentar para os efeitos dos mesmos em relação ao pâncreas, pois poderá influenciar nos rendimentos do uso da insulina. Ao aderir o uso da insulina, as calorias serão utilizadas como energia, assim sendo esta a principal fonte energética para a realização de exercícios.

O ganho de peso não é impossível, pois assim como com qualquer suplementação ou uso de remédios, os efeitos da insulina só serão efetivos com a adoção de uma dieta e reeducação alimentar. Equilibre todos os hábitos saudáveis e utilize a insulina e glucagon sem excessos, para que seu emagrecimento seja efetivo e saudável.

Hipoglicemia

Indica-se evitar o uso de insulina em jejum ou com alimentações descontroladas e deficientes de nutrientes, pois esta é a causa principal dos casos de hipoglicemia.

  Continua Depois da Publicidade  

O uso da insulina proporciona a queda dos níveis de açúcar na corrente sanguínea. É importante que você atente para os períodos de uso e as dosagens aplicadas. O uso excessivo pode gerar queda descontrolada dos níveis do açúcar, e assim ocasionar eventuais hipoglicemias.

O excesso de insulina pode ocasionar:

  • Armazenamento de gorduras;
  • Redução no processo de uso das gorduras como energia;
  • Aumenta irritabilidade, fadiga e fome.

Glucagon

O hormônio, assim como a insulina, é produzido pelas células do pâncreas, porém, seu efeito é contrário. A proteína é o principal estímulo para a produção desse hormônio.

Deve-se regular a ingestão de alimentos com carboidratos simples durante um processo de emagrecimento, tais como pães, doces e massas, pois com esse consumo seu organismo funcionará para a liberação de energia armazenada, glicose e ácidos graxos. Quando ocorrem altos níveis de insulina no sangue, a queima de gorduras é reduzida, e não é utilizada como fonte energética.

O glucagon proporciona o aumento dos níveis de açúcar no sangue e quando o corpo produz o glucagon, deixa de produzir a insulina, pois eles possuem finalidades distintas. É nesse momento que o corpo deixará de armazenar e então queimará mais gorduras.

O glucagon pode atuar de forma positiva na dieta de pessoa com a alimentação restritamente proteica, assim evitando casos de hipoglicemia.

  Continua Depois da Publicidade  

O hormônio influencia no trabalho do fígado, onde proporciona o aumento da quebra de glicogênio equivalente à glicose. Ele também pode reduzir essa glicose utilizada como fonte energética no fígado. O aumento do transporte dos ácidos graxos do tecido adiposo pode reduzir a utilização de glicose para o próprio fígado e músculos.

A produção do glucagon em jejum pode influenciar diretamente no metabolismo, que deve se manter ativo para o emagrecimento eficiente. Se você buscar a produção desse hormônio em jejum, poderá otimizar a degradação do glicogênio hepático para o metabolismo dos carboidratos e ainda aumentar a gliconeogênese para o metabolismo das proteínas.

O uso de glucagon pode ser ministrado por injeções intramusculares em casos de emergências. O contato com a corrente sanguínea proporciona um efeito mais rápido.

  Continua Depois da Publicidade  

Proteínas

Enriqueça seu plano alimentar com alimentos ricos em proteínas, pois elas são indicadas para auxiliar na produção de insulina e glucagon.

Alimentos que ajudam a reduzir a libração de insulina:

  • Aveia;
  • Pão integral;
  • Leite;
  • Legumes e a maioria dos vegetais.

Equilibrar o consumo de carboidratos

Como sabemos, o carboidrato consumido se transforma em açúcar no sangue, certo? Então, é importante que você reflita sobre todas as refeições feitas. Se você adotar o uso da insulina e glucagon, mas permanecer optando por refeições ricas em carboidrato, não conseguirá conquistar a homeostase que deseja.

Busque acompanhamento

Você pode estimular a produção da insulina e glucagon através da alimentação, mas se deseja intensificar a ação através da suplementação, é recomendado que você busque orientação médica. É imprescindível que o médico conheça suas intolerâncias e o funcionamento de seu organismo, para que assim possa indicar melhores formas de uso para que você não obtenha efeitos colaterais posteriormente.

Exercícios regulares

Pessoas que buscam perder peso devem se conscientizar que deverão queimar mais calorias diariamente. É importante reconhecer a quantidade ingerida e buscar exercícios para queimar além do consumo diário, para que assim possa correr atrás do prejuízo e conquistar o corpo que deseja. A prática de exercícios deve se tornar regular e de preferência diária, para que assim seu organismo funcione com a finalidade de reduzir medidas e queimar as gorduras localizas que estão incomodando.

O processo de emagrecimento não será simples apenas pelo uso da insulina e glucagon, isso é apenas um suporte para otimizar os resultados, mas a eficiência desse processo só poderá ser reconhecida após a adoção de reais hábitos saudáveis.

HIIT

Os exercícios feitos em curto período de tempo e alta intensidade podem auxiliar na redução da produção de insulina. O HIIT, método de treino de intensidade intervalado muito utilizado atualmente, pode ser utilizado a seu favor.

Busque realizar tiros e ciclos de alta intensidade, reserve um curto período de tempo para se recuperar, mas busque doar-se ao máximo durante esses ‘tiros’. Com a prática desse exercício, você proporcionará a remoção da glicose da corrente sanguínea, e assim ela será absorvida pelas células dos seus músculos e utilizada como fonte energética principal. Com esse transporte da insulina, o pâncreas produzirá menos insulina.

Os exercícios de alta intensidade podem ser eficientes na produção e aumento dos níveis de adrenalina, que pode estimular positivamente a liberação de glucagon.

Contraindicações

Não há claras contra indicações do uso de insulina e glucagon, mas é sempre importante que você busque orientação em caso de dúvidas sobre os métodos de uso e reações.

Você já precisou utilizar insulina e glucagon e isto alterou de alguma forma o seu peso? Como foi este processo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 4,40 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*