Mistura de anticorpos superpotentes pode bloquear o novo coronavírus

Especialista:
atualizado em 23/10/2020

Diversas pesquisas procuram entender como minimizar o impacto da pandemia da COVID-19. Agora, um estudo publicado recentemente trouxe uma boa notícia para aqueles que esperam o fim da pandemia.

O novo estudo apontou um sucesso na criação de anticorpos em animais contra o novo coronavírus. A pesquisa americana constatou que uma mistura de anticorpos superpotentes pode bloquear a ação do COVID-19.

Conheça a pesquisa e saiba como ela pode ajudar no combate ao novo coronavírus!

Anticorpos impedem que vírus se conecte a células saudáveis

Uma mistura de anticorpos ultra potentes de pacientes recuperados da COVID-19 comprovou ser eficaz no bloqueio da infecção pelo novo coronavírus. A descoberta foi de um estudo realizado por cientistas de universidades da Alemanha e dos Estados Unidos.

A pesquisa foi divulgada na revista científica Nature, uma das mais importantes do mundo.

De acordo com o estudo, a combinação destes dois anticorpos superpotentes age impedindo que o vírus se conecte às células humanas. Conforme os pesquisadores divulgaram, cada um dos tipos de anticorpos realiza essas tarefas de sobreposição de maneira ligeiramente diferente.  

Portanto, é a ação conjunta dos anticorpos que aumenta a eficácia no bloqueio da infecção pela Covid-19.

Os cientistas acreditam que esse “coquetel” pode auxiliar no combate à mutação do vírus. 

Algumas variantes do novo coronavírus já foram encontradas durante a pandemia. De acordo com os responsáveis pelo estudo, o uso de uma mistura permite a neutralização de um amplo espectro destas mutações virais.

Coquetel antiviral teve sucesso nas pesquisas com animais

Os pesquisadores determinaram como os anticorpos funcionavam em nível molecular por meio de estudos de microscopia crioeletrônica.

O estudo sobre os efeitos deste coquetel de anticorpos realizou-se primeiramente em animais. De antemão, ficou comprovado que estes anticorpos diminuíram a inflamação nos pulmões de camundongos e protegeram macacos da infecção.

O primeiro anticorpo age impedindo diretamente as interações com o receptor do hospedeiro. Enquanto isso, a outra versão do anticorpo age bloqueando o vírus, fazendo com que ele não consiga interagir com a membrana do hospedeiro na superfície da célula.

Dessa forma, se não for capaz de se fundir, o novo coronavírus não pode invadir e entregar seu RNA para comandar a célula.

Mix de anticorpos pode auxiliar no desenvolvimento de técnicas contra o COVID 19

Laboratório

O coquetel de anticorpos precisa passar por testes em humanos para determinar a segurança e eficácia do tratamento. No entanto, os pesquisadores estão confiantes na eficácia da sua utilização.

Na divulgação do estudo, os pesquisadores também demonstraram a esperança de que este coquetel possa fornecer benefícios adicionais em aplicações clínicas. No entanto, é importante notar que ele possui uma ação diferente da vacina.

O biológo Julio Lorenzi, que estuda a resposta imune à COVID-19 na Universidade Rockefeller, em Nova York, explica que esses anticorpos funcionaram para tratamento e prevenção, ou seja, para bloquear o vírus. Por outro lado, com a vacina, você induz a produção de anticorpos.

Apesar de não ser uma vacina, este estudo pode auxiliar na descoberta e na utilização de novas técnicas para combater a pandemia. Um sopro de esperança para aqueles que esperam a vitória contra o novo coronavirus.

Como você está se protegendo do novo coronavírus? Já chegou a contrair a doença? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário