Mulher Se Transforma em 1 Ano e Conta Sua Luta Contra a Balança

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Desde sua pré-adolescência ela lutava contra a balança, porém agora ela mudou seus antigos hábitos para outros mais saudáveis, e os transformou em um estilo de vida permanente.

Quando você lê algum caso de perda de peso de sucesso, há sempre duas fotos mostrando o antes e o depois da pessoa, mas muita coisa acontece no meio dessa história que você nunca vê.

Por isso, Pamela Jackson, de 44 anos de idade, publicou a sua história na internet mostrando imagens desde a sua infância, passando pelos seus vinte e trinta anos, até hoje, para mostrar todo o caminho de como emagreceu ao longo dos anos.

Veja a real e inspiradora história desta mulher.

17

“Esta foto foi tirada foi durante o ensino fundamental, quando eu era magra. Eu era extrovertida e ativa. Brincava, pulava corda, jogava amarelinha, gostava de bambolê, etc. Meus pais sempre me serviam refeições saudáveis para comer.”

18

“Aos 12 anos de idade eu estava sempre experimentando novos lanches, como biscoitos, salgadinhos e torradas. Alimentos super engordativos, e eu os comia várias vezes, e digo: eu era gordinha. Sempre que eu recebia minha mesada, eu a gastava na loja da esquina comprando sacos de batatas fritas e barras de chocolate … às vezes biscoitos.”

19

“ Com 15 anos de idade, eu ainda adorava devorar porcarias. No ensino médio, eu era uma menina tímida e gordinha porque todos zombavam de mim. Eu sofria bullying devido ao meu peso. Tentei uma dieta chamada Herbal Life Diet à qual eu não consegui manter por muito tempo, mas eu consegui emagrecer um pouco. Por isso nesta foto você pode notar que não estou tão gorda, em comparação à foto anterior “.

20

“Esta sou eu aos 18 anos de idade vestindo meu vestido de formatura. Eu era magra, mas cheia de curvas. Eu não me alimentava e nem mantinha hábitos alimentares saudáveis – adorava comer salgadinhos. Eu nunca optava por comidas saudáveis na lanchonete do colégio. Às vezes eu passava horas sem comer, não fazia as refeições e depois comia um hambúrguer em algum lugar. Eu comia qualquer coisa a qualquer horário.”

21

“ Durante meus vinte e poucos anos – nesta foto tinha 25 anos – eu estava trabalhando no mesmo local há quatro anos. Eu ganhava o meu próprio dinheiro, e gastava comprando um monte de fast food, você poderia dizer até que eu era uma viciada, como uma drogada mesmo, por este tipo de comida. Eu também era um fanática por sobremesas. Tinha que comer algo doce todos os dias. Durante os anos seguintes, o meu peso mudou, mas nunca nada drástico. Fiz inúmeras dietas, que não consigo nem contar, especialmente quando estava em um relacionamento ruim ou tinha baixa autoestima. Elas nunca duraram “.

22

“ Nesta foto eu tinha 31 anos de idade e pesava mais de 90 quilos. Eu continuava com os mesmos hábitos de quando tinha 25 anos de idade. Bebia muito refrigerante, pelo menos 4 ou 5 diariamente Bebia um pela manhã, outro no almoço, no jantar e normalmente outro mais tarde também. Era como se eu tivesse substituído a água pelo refrigerante. Ingeria muitas calorias apenas com o refrigerante.”

23

“Aos 39 anos de idade minha alimentação não havia mudado muito. Continuava ganhando mais e mais peso, porque eu acabei aumentando a minha ingestão de calorias. Nos restaurantes, eu pedia aperitivos, entradas e sobremesas. Não me exercitava, não fazia nenhum tipo de exercício físico. Não havia nada nesse mundo que pudesse fazer com que eu acreditasse que poderia perder mais de 40 quilos. Estava acostumada a não comparecer nas consultas médicas, para eu não ter que escutá-los dizendo que eu não era uma pessoa saudável, além de que queria evitar ter que me pesar.”

24

” Essa foto é de quando eu tinha 42 anos, porém foi aos 41 anos que as pessoas começaram a me incentivar a perder peso, meus amigos, meus médicos, etc. Eu queria fazer isso para mim mesma. Mas eu comecei aos poucos, com uma meta de perda de peso de 5 quilos. Nesta foto, eu tinha perdido mais de 34 quilos, apenas por começar a comer de maneira mais saudável e caminhar de vez em quando.

25

“Minha prima tem um filho autista. Todo ano ela me convidava para participar desta caminhada em apoio a pessoas autistas, porém eu nunca conseguia fazer. Aos 43 anos de idade eu já tinha perdido peso suficiente e pude participar. Pela primeira vez eu fui capaz de me unir à minha família e completar essa caminhada de 5 quilômetros.

26

“Quando eu subi na balança aos 44 anos de idade e percebi que tinha perdido mais de 45 quilos, eu comecei a chorar. Era algo que eu queria há muito tempo, mas que nunca pensei que iria realmente conseguir. Ainda estou chocada. Você não precisa de um chef de cozinha pessoal ou um personal trainer. Perder peso é uma mudança de estilo de vida, não é uma coisa temporária, mas qualquer mudança é um passo na direção certa, eu estou orgulhosa de mim mesma. De toda a minha jornada até o resultado, e por conseguir manter o peso.”

Você conhece uma história tão inspiradora quanto a dessa mulher sobre uma pessoa que perdeu uma grande quantidade de peso? Esse tipo de história te encoraja e inspira de alguma maneira? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário