Por Que Guardar Tomates na Geladeira Não É uma Boa Ideia

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

A maioria dos especialistas em nutrição alerta contra o armazenamento de tomates na geladeira, dizendo que eles podem perder seu sabor. Uma nova pesquisa confirma essa afirmação, revelando a forma como temperaturas frias evitam que os genes responsáveis pela melhora do sabor façam o seu trabalho.

Para prolongar a vida de frutas e vegetais como o tomate, muitos consumidores recorrem à prática de armazenamento na geladeira. Guardar o produto na geladeira pode prolongar sua validade e prevenir a decomposição, mas pelo menos com o tomate, há um contra importante a considerar: o gosto.

Uma nova pesquisa publicada na Proceedings of the National Academy of Sciences mostra que o armazenamento de tomate abaixo de 12 graus Celsius inibe a sua capacidade de gerar substâncias que contribuem com o aroma e sabor. O estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Flórida, Universidade de Cornell e várias outras instituições, explica por que os tomates comercializados em mercados – que são muitas vezes preservados em baixa temperatura – tendem a ser tão suaves.

Numa tentativa de descobrir uma potencial relação entre a genética e perda de sabor decorrente da refrigeração, os pesquisadores armazenaram uma variedade de tomates maduros a 5 ° C por 1, 3 e 7 dias, e após isso os frutos foram armazenados à temperatura ambiente durante 1 ou 3 dias.

Os tomates armazenados por 1 e 3 dias à temperatura refrigerada ainda conseguiram reter o seu sabor, mas aqueles refrigerados por uma semana exibiram níveis bastante reduzidos de compostos voláteis, os produtos químicos responsáveis pelo aroma e sabor.

Em alguns casos, os níveis destes compostos diminuíram até 65%. Armazená-los durante três dias à temperatura ambiente não foi capaz de restaurar os compostos para níveis normais. Em testes de degustação de acompanhamento, 76 juízes determinaram que os tomates refrigerados eram muito menos saborosos do que aqueles colhidos no dia anterior.

A razão para a falta de sabor tem a ver com a maneira que as temperaturas frias reduzem a funcionalidade de vários genes associados à produção destes compostos voláteis, bem como substâncias epigenéticas responsáveis pela maturação do fruto.

Com este conhecimento, os pesquisadores estão agora estudando a possibilidade de criação de tomates que não percam essa capacidade a temperaturas mais frias. Por enquanto, eles recomendam deixar os tomates na sua fruteira ou em uma área sombreada, ressaltando que eles têm uma vida útil razoável.

De que maneira você costuma armazenar os tomates em casa? Sente esta diferença de sabor quando eles ficam muito tempo na geladeira? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário