Remédios para torcicolo: tipos e indicações

Especialista da área:
atualizado em 26/11/2021

O torcicolo é um problema comum e muito desconfortável, causado pela tensão dos músculos do pescoço que ficam rígidos, tornando difícil e dolorosa a movimentação da cabeça para um dos lados. Acordar com essa sensação é extremamente desagradável, principalmente com tantas tarefas a serem cumpridas. 

  Continua Depois da Publicidade  

Por isso, confira se a sua caixinha de medicamentos contém algum desses remédios que ajudam a lidar com o problema do torcicolo.

Gel, pomada e aerosol para torcicolo

Dor no pescoço

São medicamentos de uso externo, eficientes no tratamento da dor e inchaço dos músculos do pescoço, que ficam contraídos no torcicolo. A maioria tem em sua composição substâncias anti-inflamatórias e analgésicas, como o diclofenaco dietilamônio, salicilato de metila, levomentol e cânfora.

Cataflam PRO® gel, Voltaren® Emulgelex e Biofenac® 

O princípio ativo desses géis é o diclofenaco dietilamônio, que pertence a um grupo de anti-inflamatórios não-esteroidais, usado para o alívio dos sintomas de inflamação no local onde é aplicado. 

São contraindicados para pessoas alérgicas a anti-inflamatórios não-esteroidais (como aspirina e ibuprofeno), para gestantes no último trimestre de gravidez e para menores de 14 anos. Os géis e pomadas não devem ser passados em feridas abertas e nem em mucosas.

Podem ser aplicados de 3 a 4 vezes ao dia sobre a área dolorida. 

O Cataflam PRO® e o Biofenac® estão disponíveis na fórmula aerosol. 

  Continua Depois da Publicidade  

Calminex®, Gelol®, Salonpas® e Bálsamo Bengué®

Esses medicamentos têm em suas composições o salicilato de metila, o mentol ou a cânfora. 

O mentol dilata os vasos sanguíneos, causando uma sensação de frio, com efeito analgésico. A cânfora produz o mesmo efeito de dilatação dos vasos sanguíneos e analgesia, mas com um efeito rubefaciente, que é a vermelhidão e aquecimento da pele. O salicilato de metila é um anti-inflamatório não-esteroidal, que age profundamente nos músculos e tendões. 

Não devem ser usados por pessoas que tenham problemas gastrointestinais com sangramento, ou que estiverem em tratamento com anticoagulantes. Também não devem ser usados por pessoas com alergia a alguma das substâncias presentes na composição. Outra precaução importante é não cobrir o local com bandagens ou plásticos, que não permitam que a pele respire.

Todos esses medicamentos também estão disponíveis em aerosol. 

Emplastros para torcicolo

emplastro para dor no pescoço torcicolo

São tiras adesivas feitas com material poroso, geralmente algodão, com medicamentos anti-inflamatórios na composição. 

Targus Lat®

O princípio ativo desse medicamento é o flurbiprofeno, derivado do ácido fenil alcanóico, um anti-inflamatório não-esteroidal. Após colado sobre a pele, o emplastro vai liberando o anti-inflamatório aos poucos, chegando à concentração máxima no sangue após 14 horas. O adesivo deve ser colado sobre a pele limpa (sem cremes ou perfume), e pode ser substituído a cada 12 horas. 

  Continua Depois da Publicidade  

Não deve ser usado se você já apresentou reação alérgica ao flurbiprofeno ou a algum outro anti-inflamatório não-esteroidal. Também é contraindicado para pessoas que tenham problemas gastrointestinais com sangramento, como úlceras, e para gestantes. Assim como os géis e pomadas, não devem ser colados sobre a pele ferida. 

Dorflex® Icy Hot

O princípio ativo é o mentol, que gera uma sensação inicial de frio no local e, depois, de aquecimento, o que promove o tratamento dos sintomas da inflamação: dor e inchaço. O adesivo pode permanecer colado na pele por até 8 horas e podem ser usados até 3 adesivos por dia. 

O adesivo é contra indicado para pessoas com alergia a alguma substância da fórmula. Grávidas, lactantes, crianças menores de 12 anos e pessoas com alguma doença de pele devem consultar o médico antes de usar o adesivo para tratar o torcicolo.  

Salonpas® Adesivo

É composto por salicilato de metila, mentol e cânfora, assim como a pomada e o aerosol da mesma marca. Você pode manter o adesivo colado sobre a região afetada por até 8 horas e pode usar de 2 a 3 adesivos por dia. 

Esse adesivo não deve ser usado em crianças menores de 2 anos de idade, nem por pessoas com problemas gastrointestinais ou alergia a alguma substância da composição. 

Comprimidos para torcicolo

Torcicolo dirigindo

Existem várias opções de comprimidos que contêm anti-inflamatórios, analgésicos e relaxantes musculares eficientes no tratamento do torcicolo. 

  Continua Depois da Publicidade  

Geralmente, têm em suas composições o paracetamol ou a dipirona, como agentes analgésicos, e ibuprofeno ou diclofenaco de sódio, como anti-inflamatórios. Alguns, têm em suas formulações relaxantes musculares, como o tiocolchicosídeo ou o carisoprodol.

Alguns medicamentos só podem ser comprados mediante a apresentação de receita médica e é importante que a dosagem e o tempo de uso sejam seguidos conforme orientado pelo profissional. 

São exemplos de comprimidos úteis no tratamento do torcicolo: 

  • Ana-Flex®: possui ação analgésica (dipirona) e de relaxante muscular (citrato de orfenadrina). Podem ser usados de 1 a 2 comprimidos, de 3 a 4 vezes ao dia;
  • Torsilax®, Tandrilax® e Mioflex®: apresentam na composição o relaxante muscular (carisoprodol), anti-inflamatório (diclofenaco sódico) e analgésico (paracetamol). A posologia do Torsilax® e o do Tandrilax® é de 1 comprimido por vez, a cada 12 horas ou, no máximo, 1 comprimido a cada 8 horas. O Mioflex® são 2 comprimidos por vez, no máximo 3 vezes ao dia;
  • Coltrax®: a substância ativa é o tiocolchicosídeo, que atua como relaxante muscular. A dose recomendada é de 2 comprimidos a cada 12 horas e não pode ser usado por mais do que 7 dias consecutivos; 
  • Cataflampro®, Fenaflan® e Voltaren®: possuem como substâncias anti-inflamatórias o diclofenaco potássico e o diclofenaco sódico. O uso é de 1 comprimido, até 3 vezes ao dia; 
  • Cetofenid®: tem como princípio ativo o cetoprofeno, um anti-inflamatório não-esteroidal, que deve ser tomado apenas 1 vez ao dia; 
  • Flanax®: é um anti-inflamatório, com ação analgésica, cujo princípio ativo é o naproxeno. Tomar 1 vez ao dia, não excedendo 10 dias consecutivos;
  • Miosan®, Mirtax® e Musculare®: são relaxantes musculares que têm como substância ativa o cloridrato de ciclobenzapina. Podem ser usados de 2 a 4 vezes ao dia, a cada 12 ou 6 horas.

Aliado ao tratamento com medicamentos, seja de uso tópico ou oral, você pode tentar alguns alongamentos para a cervical.

Fontes e referências adicionais

Você já teve torcicolo? Usou algum desses remédios para tratar o problema? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário