Furosemida Emagrece Mesmo?

A furosemida é um medicamento utilizado no tratamento da hipertensão arterial e de distúrbios que envolvem o acúmulo de fluidos no organismo, como edemas e inchaços. A utilidade da furosemida para esses fins se deve à sua forte propriedade diurética, que estimula o corpo a eliminar líquidos e minerais como o sódio através do sistema excretor.

Como geralmente esse efeito provoca uma diminuição no peso corporal e uma redução de áreas antes inchadas, a fama da furosemida como um medicamento que provoca o emagrecimento se desenvolveu. Mas a furosemida emagrece mesmo?

Como funciona a Furosemida?

A furosemida estimula a eliminação de líquidos e de sódio ao provocar um loop no sistema excretor. Isso se dá através do corte de sistemas de feedback que normalmente avisam que o suficiente já foi excretado, de modo que a excreção é mais intensa que o normal sob os efeitos da furosemida.

Essa excreção intensificada livra o corpo do excesso de água, o que pode ser um grande alívio para uma série de problemas de saúde. Os mais diversos edemas podem ser tratados com furosemida, bem como acúmulos de água e inchaços decorrentes de problemas renais ou cardíacos, por exemplo.

Além disso, a maior eliminação de sódio se une à maior eliminação de água para reduzir a pressão arterial. Dessa forma, o uso regular de furosemida pode beneficiar muitos pacientes que sofrem com a hipertensão arterial, aliviando os sintomas e efeitos nocivos.

Emagrecimento com Furosemida

A ideia de que o emagrecimento pode ser obtido através da furosemida se fundamenta em duas consequências reais do seu uso. Em primeiro lugar, a eliminação de líquidos provoca, de fato, uma queda no peso corporal. Uma vez que a água é a substância mais abundante no corpo humano, é evidente que eliminá-la mais intensamente reduz a massa corporal.

Em segundo lugar, pessoas que possuem excessos de fluidos no organismo sofrem, em geral, de inchaços grandes ou pequenos pelo corpo, como nos membros ou no abdômen. A eliminação mais intensa da água provoca um afinamento da silhueta, um dos objetivos mais importantes de quem quer emagrecer.

Mesmo com essas ligações lógicas entre a furosemida e os efeitos do emagrecimento, é preciso perguntar: a furosemida emagrece mesmo?

Furosemida Emagrece Mesmo?

Antes de tudo, não se pode esquecer que a furosemida não é um remédio feito para promover o emagrecimentos. Trata-se de um medicamento indicado para determinados problemas de saúde, de modo que o emagrecimento, se existisse, não passaria de um efeito colateral.

Em seguida, é necessário perceber de onde o suposto emagrecimento vem. Em sua absoluta maioria, a perda de peso e o afinamento da silhueta se deve à eliminação intensificada de água, de modo que não há perda de gordura.

Além disso, trata-se de uma perda de peso rápida e ilusória, uma vez que o retorno ao peso e silhueta normais se dá assim que o tratamento for descontinuado. Se há alguma eficácia nesse sentido, ela só se aplica a pessoas que sofrem de uma efetiva acumulação excessiva de fluidos.

Uma perda severa de peso pode ser, na verdade, um sintoma de algum efeito colateral da furosemida. Nesse caso, não se trata de algo a ser comemorado, e sim de um perigo a evitar.

Furosemida Pode Engordar?

É verdade que, como numerosas fórmulas mágicas para o emagrecimento, a furosemida pode causar os efeitos contrários aos desejados. Uma vez que a eliminação de água é intensificada, é possível que a furosemida provoque um quadro de carência de sais minerais, que são eliminados junto com a água. Nesse caso, o corpo reage negativamente à falta de nutrientes, provocando mais fome e, como precaução, aumentando o acúmulo de gorduras.

Contraindicações e Efeitos Colaterais da Furosemida

A furosemida é contraindicada sobretudo para pacientes sofrendo com perda de líquidos e minerais, como em quadros de diarreia, vômitos e desidratação. Além disso, o remédio é contraindicado para gestantes, uma vez que é capaz de atravessar a placenta. Lactantes também devem evitar tomar o remédio, uma vez que este pode passar para o leite ou até mesmo inibir a lactação. Se necessário, é recomendado interromper a amamentação.

Os efeitos colaterais mais comuns da furosemida são relacionados a quadros de desidratação decorrentes da eliminação excessiva de líquidos. Esses efeitos incluem boca seca, sede, tontura, dores de cabeça e visão embaçada. Manifestações intensas desses sintomas podem ser perigosas, bem como possíveis desmaios e batimentos cardíacos acelerados ou irregulares.

Nesses casos, assim como caso haja inchaço, vermelhidão, dores ou dormência nos braços ou nas pernas, recomenda-se procurar um médico rapidamente.

Overdose de Furosemida

O efeito da furosemida é rápido e de curta duração. Isso significa que tomar doses muito altas de uma vez só é extremamente perigoso, uma vez que aumenta dramaticamente os riscos de desidratação e de uma queda intensa na pressão arterial. Desse modo, a dosagem, que raramente ultrapassa os 80mg diários, deve ser sempre recomendada por um médico.

Você conhece alguém que tenha tomado o remédio e ateste que o furosemida emagrece mesmo? Tem vontade de utilizá-lo para esse propósito? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (348 votos, média: 3,93 de 5)
Loading...

Deixe um comentário