Rivotril Engorda ou Emagrece?

Especialista:
atualizado em 23/07/2018

Rivotril, nome popular de Clonazepam, é um remédio cuja principal função é inibir certas funções do sistema nervoso central, agindo de forma preventiva a convulsões, sedativa, relaxante muscular e tranquilizante. Pertence ao grupo dos benzodiazepínicos, é um dos melhores tranquilizantes presentes no mercado e utilizado para o controle de diversas doenças, como: fobia social, transtorno de bipolaridade, depressão, insônia, distúrbio do pânico, diferentes níveis de ansiedade etc. O bom resultado é quase sempre adquirido, mas muitas pessoas que o consomem deparam-se com a mesma preocupação: tomar Rivotril engorda ou emagrece?

Para esclarecer essa dúvida de diversos usuários de Rivotril, vale explicar como ele age no corpo e se tem alguma ligação com a perda ou ganho de peso.

Rivotril Engorda ou Emagrece?

O principal efeito de Rivotril é bloquear a ansiedade, e isso é sentido logo nos primeiros dias, sendo que seu tempo ativo no corpo é de 18 horas. Por ser um medicamento forte, vendido apenas sob prescrição médica, as pessoas costumam se perguntar se Rivotril engorda ou emagrece.

O fato é que vai depender do organismo e do quadro patológico de cada paciente. Rivotril pode tanto engordar quanto emagrecer o usuário, não existe regra e não há nenhuma advertência sobre o assunto na bula do medicamento. Por não ter qualquer ação sobre o apetite, Rivotril emagrece ou engorda apenas quand o quadro do paciente for suscetível a isso. Não parece ter nenhuma ligação direta de seu uso a uma dessas reações. O mecanismo parece ser indireto.

Se uma pessoa sofre de ansiedade e acaba consumindo um número maior de calorias (o que é extremamente comum), o medicamento agirá sobre isso e poderá fazer com que a pessoa volte a se alimentar normalmente, então nesse caso o Rivotril emagrece. Este é um exemplo de como o medicamento pode afetar na balança de quem o consome, mas as possibilidade são inúmeras e o mais indicado é consultar um médico, pois ele que irá diagnosticar essas mudanças de peso.

Alguns pacientes sentem que seu apetite diminui ao consumir Rivotril. Nesse caso, Rivotril emagrece e, se seu uso não for controlado, pode prejudicar a saúde nutricional do consumidor. No entanto, outras pessoas sentem que o medicamento reduz seus níveis de energia/metabólicos (já que é um calmante) ao mesmo tempo que os encoraja a comer enquanto o efeito do remédio não passa. Nessa situação, pode-se dizer Rivotril engorda e é igualmente perigoso. Por isso, consulte sempre um especialista.

Além disso, Rivotril pode levar a níveis sérios de vício, o que pode levar o paciente a ganhar peso devido à falta de práticas físicas. Peso é ligado à depressão e ansiedade, o qual pode ser afetado de acordo com o apetite.

Efeitos Colaterais

Alguns dos principais efeitos colaterais de Rivotril são irritabilidade, depressão, salivação excessiva, palpitações, dores torácicas, perda de cabelo, problemas de pele, alterações nas funções motoras, depressão, ansiedade severa, perda de memória, ataques de pânico, retardamento do metabolismo, infecção do trato urinário, retenção urinária e, o mais importante, dependência. O ideal é que seja utilizado apenas nas crises intensas e que seu uso não se prolongue por mais de 6 semanas.

Contraindicações

Rivotril não deve ser consumido por pacientes com hipersensibilidade aos medicamentos de linda benzodiazepínicos, como o próprio. Não deve ser consumido por grávidas no início da gestação, pois pode gerar problemas sérios ao feto.

Doses

A dose diária de Rivotril irá variar de caso para caso, porém, normalmente consome-se de 0,5 e 6mg, podendo chegar a 20mg. Esse medicamento pode ser encontrado nas principais farmácias do país e seu preço varia de acordo com a quantidade de comprimidos que há na caixa.

Uma caixa de 30 comprimidos de 2mg está entre 3,00 e 5,00 reais, sendo assim um medicamento de fácil acesso.

Fontes e Referências Adicionais:

Você conhece alguém que faz o uso deste medicamento? Para o organismo dessa pessoa, Rivotril engorda ou emagrece? Se você agora está precisando tomá-lo, qual o motivo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (136 votos, média: 3,83 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário