Alongamento

Treino Regenerativo – O Que é, Como Fazer e Dicas

No mundo fitness existem diversos tipos de treinamento e cada um serve para trabalhar um ou um grupo de aspectos relacionados à boa forma e saúde. Um deles é o treino regenerativo. Mas você sabe do que se trata essa prática, para que ele serve e como deve ser feita? Então continue lendo para entender melhor.

O que é treino regenerativo? 

Depois que o corpo é trabalhado em exercícios mais intensos, ele precisa de um período de reparação, para que seja recuperado dos esforços aos quais foi submetido e retorne com condições ainda melhores quando precisar repetir os exercícios de alta intensidade.

Durante esse período de descanso e recuperação, uma opção que o praticante tem é o treino regenerativo, que serve para recuperar as fibras musculares, tendões, cartilagens e o sistema cardiovascular e atua na ativação da circulação, no envio de oxigênio aos grupos musculares.

Essa técnica, conhecida por “soltar a musculatura”, ainda contribui com a eliminação do ácido lático do organismo. Essa substância é liberada na corrente sanguínea quando uma atividade física de alta intensidade é realizada. O problema de sua presença no corpo é que ela causa fortes dores nas pernas.

Outros benefícios associados ao treino regenerativo são a prevenção contra lesões musculares, a diminuição da possibilidade de sofrer o overtraining – que é quando o praticante executa mais exercícios que o seu corpo é capaz de aguentar e causa prejuízos aos músculos, articulações, sistema imunológico e até mesmo de caráter psicológico a ele – e a aceleração do processo de recuperação.

A importância do método está justamente nessa rapidez de recuperação do corpo. Quanto mais veloz for a maneira pela qual ele consegue se recuperar, melhor será a sua recuperação e será possível retornar antes aos exercícios. Com isso, o praticante poderá experimentar uma evolução no seu desempenho e maiores ganhos em direção aos seus objetivos.

Esse tipo de treinamento é realizado em uma intensidade de nível baixo e pode trazer diversas modalidades como caminhada, corrida, golfe, natação, tênis, basquete ou um treino leve de flexibilidade, por exemplo.

Quem precisa do treino regenerativo?

Ele é recomendado para pessoas que se dedicam a treinamentos intensos que se exercitam a partir de quatro vezes por semana. Já quem malha somente três vezes por semana não tem a necessidade de recorrer ao treino regenerativo. Nesse caso, a orientação é aderir a diferentes modalidades de exercícios nesses dias de malhação, para não causar um estresse por repetição ao corpo.

Como fazer um treino regenerativo

Tomando a corrida como exemplo, se o praticante correu 10 km em menos de 50 minutos, a orientação é que ele faça o treino de regeneração com uma corrida leve de 20 minutos a uma performance de 7 km/h. Já se ele correu os mesmos 10 km em mais de 50 minutos, sua sessão de recuperação pode contemplar uma caminhada confortável de 20 minutos.

É importante registrar aqui que quando a sessão de exercícios principais for muito intensa ao corpo, a atividade de recuperação deve apresentar um ritmo inversamente proporcional. Ou seja, quanto maior for a intensidade da atividade que exigiu grandes esforços do corpo, menor deve ser a intensidade do treino regenerativo.

É preciso ter cuidado ainda na hora de determinar esse nível, para não se esforçar mais do que deve e em vez de regenerar o corpo, acabar degenerando-o, o que poderá trazer exaustão, prolongar o período para o corpo se recuperar e colocá-lo sob o risco do overtraining.

Vale ressaltar ainda que o nível ideal de exercício de regeneração varia também de acordo com o nível físico de cada pessoa. A atividade recomendada para uma praticante amador não será a mesma de um atleta de elite, por exemplo. Até porque aplicar treinos iguais aos dois pode causar degeneração e não regeneração no corpo do amador.

Para ter certeza se o treino regenerativo realmente é necessário, é importante saber avaliar a intensidade do treinamento. Quem tiver dúvidas nesse sentido, deve pedir orientações ao seu instrutor físico, que poderá indicar ainda qual o tempo suficiente para essa atividade de recuperação.

De maneira geral, não há exatamente uma regra de como o treino regenerativo deve ser feito. O que existe são parâmetros que indicam se uma pessoa deve ou não aderir a tal técnica. E como a linha entre as vantagens e os prejuízos é tênue, é ideal que ela não se exercite em seu descanso sem ter certeza que a prática é realmente indicada para seu caso e sem saber qual o nível de intensidade ideal do seu treino regenerativo.

Críticas ao treino regenerativo

Por mais que prometa fornecer a ativação da circulação, regeneração das fibras musculares, tendões e cartilagens e a aceleração do processo de recuperação, entre outros benefícios, nem todo mundo apoia o método.

A justificativa para essa rejeição é que nem sempre a ação de regeneração esperada se concretiza e que a repetição dos mesmos movimentos, mesmo que em uma intensidade mais leve, pode resultar em danos aos grupos musculares e às articulações do corpo. Principalmente se forem movimentadas as mesmas regiões que foram utilizadas durante o treinamento de intensidade elevada.

Uma saída para esse perigo pode ser buscar atividades diferentes do treinamento principal durante o treino regenerativo. Por exemplo, se a pessoa correu em alta intensidade durante a semana, algumas das alternativas aconselhadas são caminhar na grama ou areia, ciclismo ou natação.

Além disso, é necessário controlar bem o tempo e ritmo em que esses exercícios regenerativos são executados, para não sofrer com a degeneração, como explicado no tópico acima.

Você já conhecia o conceito do treino regenerativo? Acredita que o seu nível de atividade física pede exercícios como esses? Já fez alguma fez? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. To praticando nesse perriodo o treino regenerativo. Não o conhecia. Certo o meu nível de atividade física pede treino desse tipo.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*