Vinca-de-Madagáscar – Para Que Serve, Benefícios e Propriedades

Especialista:
atualizado em 20/12/2019

Também conhecida pelos nomes de boa-noite, bom-dia, vinca-de-gato, beijo da mulata, maria-sem-vergonha e pervinca-de-madagáscar, a vinca-de-madagáscar é uma planta medicinal que possui folhas brilhosas e suas flores apresentam geralmente uma coloração rosa, ainda que a cor possa variar entre o branco e rosa escuro.

Como o próprio nome já indica, ela é originária de Madagáscar, localizado no continente africano, mas também é cultivada em outras regiões tropicais.

A planta medicinal é conhecida por suas propriedades hipoglicemiantes (atua na diminuição dos níveis de açúcar no sangue), antissépticas, diuréticas, eméticas (provoca vômito), purgantes (laxante), vermífugas e depurativas (age na desintoxicação, aumenta e eliminação de toxinas e combate a ação de radicais livres).

Para que serve? Os benefícios da vinca-de-madagáscar

Agora que já sabemos um pouco a respeito do que é essa planta medicinal, chegou a hora de conhecermos alguns dos benefícios que ela pode trazer à saúde:

– Ação antisséptica

Ou seja, que combate o desenvolvimento de bactérias e vírus, assim como suas ações. O extrato preparado a partir das folhas da planta é utilizado para curar feridas, tratar hemorragias, lidar com a erupção cutânea e como enxaguante bucal. 

– Combate as cólicas menstruais

No Togo, as raízes da vinca-de-madagáscar são utilizadas no preparo de um chá que é usado no combate das cólicas que antecedem ou acontecem durante a menstruação, a chamada dismenorreia.

 – Auxílio ao tratamento de abcessos

Abcessos são acúmulos de pus, causados geralmente por uma infecção bacteriana. Em Botsuana, existe a prática de mergulhar as folhas da planta no leite para amolecer os abcessos.

– Quimioterapia

Dois compostos encontrados e extraídos da vinca-de-madagáscar, a vinblastina e a vincristina, podem ser utilizados na quimioterapia. As substâncias são usadas em tratamento de doenças como linfoma de Hodgkin, leucemia, sarcoma de Kaposi, linfomas malignos, micose fungoide (forma de linfoma não Hodgkin), neuroblastoma e tumor de Wilms.

Entretanto, os medicamentos que utilizam esses compostos devem ser usados em pequenas quantidades e com cuidado – sempre com indicação e orientação médica, obviamente.

Tais remédios podem trazer efeitos colaterais como perda de cabelo, neuropatia (doenças nos nervos), desequilíbrio de sódio, prisão de ventre, náusea, vertigem, dor de cabeça, depressão, cãibras musculares, pressão arterial alta e distúrbios gastrointestinais.

– Combate ao inchaço

Suas propriedades diuréticas trabalham no aumento da eliminação do excesso de líquido de corpo através da urina. O resultado disso é o combate à retenção de líquido no organismo e, consequentemente, ao inchaço no corpo, que é causado justamente pela condição. 

– Tratamento de picadas

A planta é utilizada na Ayurveda, um conhecimento médico desenvolvido na Índia, para tratar picadas de vespas.

– Diabetes e malária

A medicina tradicional da China utiliza a vinca-de-madagáscar como parte do tratamento de doenças como diabetes e malária. A medicina popular das Filipinas também faz uma utilização antidiabética da planta medicinal.

Cuidados com a vinca-de-madagáscar 

É importante saber que a utilização de doses elevadas da planta medicinal, principalmente em sua versão em cápsulas ou comprimidos, apresenta risco de toxicidade. Além disso, é considerado perigoso consumir a planta diretamente pela boca, pois ela possui substâncias químicas venenosas em sua composição, os chamados alcaloides da vinca.

A vinca-de-madagáscar pode trazer efeitos colaterais como náusea, vômito, perda de cabelo, perda de audição, sangramento, tontura, problemas nos nervos, convulsões, danos no fígado, baixos níveis de açúcar no sangue e até mesmo a morte.

Mulheres que estejam grávidas ou em processo de amamentação de seus bebês são aconselhadas a não utilizarem a planta. Isso porque existe risco de sofrerem abortos ou darem à luz crianças com malformações congênitas devido às substâncias químicas maléficas presentes na vinca.

Por trazer o efeito de diminuição dos níveis de açúcar no sangue, a planta deve ser utilizada com muito cuidado por quem tem diabetes. Isso porque quem já segue um tratamento para a doença e utilizada medicamentos antidiabéticos poderá sofrer uma redução muito elevada em suas taxas de glicose no sangue. O ideal é conversar com o médico a respeito da utilização da vinca-de-madagáscar.

Também por conta da ação hipoglicemiante, a planta não deve ter seu uso interrompido duas semanas antes da realização de um procedimento cirúrgico pois pode interferir no controle dos níveis de glicose no sangue durante e depois da operação.

Caso esteja utilizando qualquer tipo de medicamento ou sofra com uma condição de saúde, converso com seu médico para saber se deve usar a planta ou não. A mesma orientação cabe para quem deseja utilizá-la como auxiliar do tratamento de qualquer problema de saúde.

Como vimos, a vinca-de-madagáscar é tóxica e pode causar sérios efeitos colaterais. Portanto, para não colocar a saúde em risco, é de fundamental importância consultar o médico antes de fazer o seu uso.

Você já conhecia a vinca-de-madagáscar e seus benefícios para a saúde? Pretende consumir esta planta medicinal para aproveitar alguma de suas propriedades? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (23 votos, média: 3,91 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

8 comentários em “Vinca-de-Madagáscar – Para Que Serve, Benefícios e Propriedades”

  1. O beijo da mulata pode curar dores xe coluna?
    As suas raizes sao acomselhadas a mergulhar na agua e tomar? Quais os efeitos e em que ajuda.

  2. Aos 40 anos de idade eu jamais imaginaria que essa planta fosse tão maravilhosa, além de enfeitar nosso jardim nos cura tbm… As maravilhas de Deus. Parabéns pela matéria muito útil. Abraços

  3. Posso fazer ingestão do chá de madascar ? Comprei em Porto Seguro,me orientaram a tomar o chá,mas aqui não Vi nem um comentário de que poderia ser consumido por via oral .

  4. Conheço essa planta como bom dia boa noite há mais de 40 Anos Atrás meus pais meus avós usavam a folha machucada colocava no pé para torção ou qualquer que lesão no tornozelo, era infalível, hoje achai essa planta é estou usando em uma lesão no meu tendão direito, está fazendo efeito, já consigo até calça o tênis. Gente é verdade, pode acreditar.
    Doralice Tome da Silva
    Atleta Doador
    Manaus – AM