Home » Dieta » Alimentos Para Dieta » Chocolate Amargo Engorda ou Emagrece?

Chocolate Amargo Engorda ou Emagrece?

chocolate amargo engorda

Comer alguns pedaços de chocolate toda semana pode melhorar sua saúde cardiovascular. Isso porque chocolate – especialmente chocolate amargo, com 70 por cento ou mais de cacau – contém flavonoides. Esses compostos ajudam a baixar sua pressão arterial e melhoram seus níveis de colesterol. Entretanto, a grande quantidade de gordura e calorias no chocolate pode neutralizar esses benefícios ao causar ganho de peso se ingerido em grandes quantidades. Dessa forma, o chocolate amargo engorda ou emagrece? Vamos analisar…

  Continua Depois da Publicidade  

Ganho de Peso

Ganho de peso acontece quando você consome mais calorias do que queima. Com aproximadamente 3500 calorias em meio quilo de gordura, você pode engordar se adicionar calorias regularmente à sua dieta. O chocolate é muito calórico, com 1/3 de xícara de chocolate ao leite contendo 297 calorias e a mesma quantidade de chocolate amargo contendo 332 calorias. Como isso é apenas um pouco mais do que uma barra de chocolate média, você pode ganhar mais de meio quilo de gordura a cada duas semanas se adicionar uma barra de chocolate à sua dieta todos os dias.

Colesterol LDL

O ganho de peso que surge de comer chocolate regularmente pode aumentar os níveis de LDL, o colesterol “ruim”, resultando em um risco maior de doença cardiovascular. O chocolate também é risco em dois compostos que aumentam os níveis do seu LDL: gorduras saturadas e colesterol. O chocolate amargo contém 2 miligramas de colesterol e 13,6 gramas de gorduras saturadas em 1/3 de xícara, o que pode te fazer pensar que o chocolate amargo engorda. No entanto, saiba que a mesma quantidade de chocolate ao leite contém 13 miligramas e 10,3 gramas desses nutrientes, respectivamente. Assim, comer grandes quantidades de qualquer tipo de chocolate pode facilmente eliminar os benefícios do chocolate.

Gorduras e Carboidratos

Substituir alimentos ricos em carboidratos com alimentos ricos em gorduras monoinsaturadas diminui sua pressão arterial, níveis de colesterol e reduz seus riscos de doença cardiovascular. Em 1/3 de xícara, chocolate amargo contém 7,1 gramas de gorduras monoinsaturadas e 25,5 gramas de carboidratos, enquanto o chocolate ao leite contém 4 gramas de gorduras monoinsaturadas e 32,9 gramas de carboidratos.

Em adição a sua proporção melhor de gorduras monoinsaturadas e carboidratos, o chocolate amargo contém quase o triplo das fibras e menos da metade do açúcar do chocolate ao leite. Essa combinação de mais fibras e menos açúcar reduz vontades de comer ao te ajudar a se sentir mais cheia por períodos mais longos de tempo e diminuir seu risco de desenvolver diabetes. Assim, o chocolate amargo emagrece (quando você substitui o chocolate ao leite por ele) pois tem potencialmente menos impacto no ganho de peso do que o chocolate ao leite.

  Continua Depois da Publicidade  

Moderação

Apesar dos benefícios, o chocolate amargo engorda se você comer qualquer desses produtos regularmente e em grande quantidade. Comer chocolate com menos frequência ou em menores quantidades pode ajudar a reduzir seu impacto no seu peso. Quando tiver vontade de comer chocolate, outra forma de satisfazer sua vontade sem encher seu corpo de gordura é comer frutas doces e saciantes, como peras. Se você simplesmente não consegue ficar sem sua dose de chocolate, outra forma de reduzir o impacto é aumentar seu nível de atividade física. Por exemplo, uma pessoa de 80 quilos pode queimar 280 calorias a mais ao caminhar por 45 minutos, neutralizando as calorias de 1/3 de xícara de chocolate.

Como chocolate amargo emagrece ou pode te ajudar a perder peso?

Os benefícios do chocolate amargo para esse propósito incluem menor sensibilidade a insulina, maior saciedade e níveis de estresse e cortisol menores. Vejamos cada um desses itens isoladamente:

1. Diminua a resistência a insulina com chocolate amargo

Insulina, que é liberada pelo pâncreas quando os níveis de açúcar no sangue sobem, tem o trabalho de levar a glicose do sangue para as células. Liberação repetida de insulina devido a muitos alimentos doces causa o desenvolvimento de resistência a insulina, impedindo que ela faça seu trabalho e privando as células da nutrição de que precisam. Agora que o corpo teme a fome, ele pede mais alimentos e envia um sinal para armazenar gordura para protege contra a fome. O resultado? Ganho de peso.

Substituir alguns alimentos doces por chocolate amargo pode ajudar a reduzir a resistência a insulina. Um estudo de 2005 publicado no The American Journal of Clinical Nutrition reportou uma pesquisa em que 15 indivíduos saudáveis comeram chocolate branco ou amargo por 15 dias. Ao final desse tempo, aqueles que comeram o chocolate amargo tiveram uma sensibilidade maior à insulina e menos resistência a insulina comparado ao grupo do chocolate branco. Como um bônus, o grupo do chocolate amargo também teve uma diminuição na pressão arterial.

Esse não é um estudo isolado. Pesquisa publicada em 2012 no The American Journal of Clinical Nutrition e baseada em uma meta-análise de 42 estudos sobre chocolate e cacau, apoiou a conexão entre consumo de chocolate amargo e redução significante de insulina, o que fazia com que a resistência a insulina diminuísse. Eles também associaram o chocolate a reduções consistentes na pressão arterial.

2. Chocolate ajuda a evitar vontades de comer

Redução nas vontades de comer entre as refeições pode ajudar a prevenir que se coma demais, e isso quer dizer que alimentos que promovem a saciedade são importantes para a perda de peso. De novo, nesse sentido, o chocolate amargo emagrece. Um estudo da Dinamarca em uma edição de 2008 da Science Daily descobriu que o chocolate amargo, comparado ao chocolate ao leite, era mais saciante e também reduzia as vontades de comer alimentos não saudáveis.

  Continua Depois da Publicidade  

Dezesseis sortudos comeram chocolate amargo ou ao leite e então disseram o nível de fome que sentiram nas horas seguintes. Depois de duas horas e meia, eles receberam pizza e podiam comer o quanto quisessem. Os pesquisadores gravaram a ingestão de calorias de cada indivíduo e descobriram que ela era 15 por cento menor para aqueles que tinham comido o chocolate amargo. O mesmo grupo também notou menos vontade de comer coisas doces ou gordurosas comparado ao grupo do chocolate ao leite.

3. Chocolate reduz os níveis de estresse e cortisol

O estresse causa a liberação de cortisol, que faz com que o corpo libere mais insulina e leva a comer demais. Em um estudo de 2009 publicado no Journal of Proteome Research, 30 pessoas que sofriam de ansiedade consumiram 42 gramas de chocolate amargo diariamente por duas semanas. Análise da urina revelou uma redução na excreção de cortisol, levando os cientistas a concluírem que o chocolate pode alterar o metabolismo.

Você come chocolate quando está de dieta ou acha que chocolate amargo engorda? Que tipos você prefere? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (30 votos, média: 3,87 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

2 comentários

  1. Desde q iniciei minha reeducação alimentar a pouco mais de um ano, consumo em média 40 gr de chocolate amargo, e ainda ainda eliminei 30 kg. Associei a alimentação a atividades físicas regulares.

  2. Sempre gostei do chocolate amargo, tenho sempre preferência por ele. Acho realmente que ele te dá uma saciedade legal e tira a sua vontade por doces mais calóricos, então acaba atendendo sua vontade, te cortando a vontade de comer doces.
    Achei a matéria bastante interessante. Valeu!!!!!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*