Publicidade

 

Alimentos para diabético

10 Dicas de Dieta Para Diabetes Tipo 2

Sabemos que os casos de diabetes são cada vez mais comuns na população, e também sabemos que esse fator é consequência da alimentação irregular que as pessoas adotam diante de uma rotina atribulada e com pouco tempo disponível para desfrutar do sabor das refeições. Não é segredo para ninguém que uma dieta é essencial para as pessoas controlarem os níveis de açúcar na corrente sanguínea, principalmente em casos de diabetes tipo 2.

Publicidade

Sabemos que não há cura para todos os casos, mas sempre é recomendada uma dieta para diabetes tipo 2, indicada por um médico, para que assim a pessoa possa manter seu nível de açúcar com segurança. Conhecer um pouco mais sobre quais alimentos podem ajudar nesse controle e evitar os casos de hiperglicemia pode melhorar significativamente a qualidade de vida dessas pessoas, para que elas possam conviver melhor com os sintomas, reações e não deixem de ter uma boa qualidade de vida.

Sintomas da diabetes tipo 2

  • Aumento de apetite;
  • Visão turva;
  • Fadiga;
  • Excesso de sede.

1. Uso adequado do medicamento e cuidado com a hipoglicemia

Diabéticos convivem com o desequilíbrio nos níveis de açúcar na corrente sanguínea. Fala-se muito no perigo que os casos de hiperglicemia pode oferecer, mas o uso de medicamentos para reduzir esse perigo pode ocasionar uma queda drástica nessa quantidade de açúcar, o que pode necessitar de um aumento repentino nos níveis de glicose. O açúcar é considerado como inimigo da diabetes, mas em casos de hipoglicemia, recomenda-se apenas uma colher de açúcar ou de mel, nada de exageros.

2. Evite sódio, colesterol, gorduras trans e saturadas

É necessário evitar alimentos que são ricos em Sódio, colesterol, gorduras trans e saturadas, pois eles podem elevar o risco de doenças cardíacas e até derrames. Todos sabemos que alimentos com gorduras ruins devem ser evitados, pois as variações nos níveis de colesterol podem resultar em consequências para a diabetes; por isso, tente substituir a carne em seu prato por peixes de água fria e ricos em ômega 3, como cavala, arenque e Salmão. O azeite de oliva, abacate, nozes também são ricos dos mesmos nutrientes, por isso podem ser incorporados a uma dieta para diabetes tipo 2. Dentre as carnes, também podemos destacar que os seguintes alimentos devem ser evitados:

  • Carne vermelha;
  • Frutas ricas em açúcar, banana, passas, damascos, uvas, laranjas, etc;
  • Bacon;
  • Alimentos industrializados e processados;
  • Laticínios ricos em gordura, como alguns tipos de queijos.

3. Equilíbrio de Nutrientes

Equilíbrio deve ser a palavra chave para as pessoas que devem adotar uma dieta para diabetes tipo 2. É fundamental equilibrar o consumo de gorduras, carboidratos e açúcares. Por um lado, os carboidratos processados e refinados podem ser ruins para você, porém, grãos integrais e fibras alimentares são benéficas em diversos aspectos.

Os cereais integrais são ricos em fibras, vitaminas e minerais, além de auxiliarem na saúde do sistema digestivo e poderem contribuir para que você se sinta saciado após comer. Abaixo você poderá identificar alguns dos alimentos que devem ter presença garantida em sua dieta para diabetes tipo 2.

  • Vegetais de folhas verdes;
  • Nozes;
  • Grãos integrais;
  • Produtos lácteos com baixo teor de gordura;
  • Feijões e ervilhas (de forma dosada);
  • Frutas frescas e de baixo teor de açúcar, como framboesas, amoras, peras, melões, mirtilos, cerejas e muito mais.

Veja também: Qual Chá para Diabetes Ajuda a Glicemia?

4. Cuidado com os carboidratos de rápida absorção

Amidos são outro tipo de alimento que seu corpo poderá converter em glicose na corrente sanguínea. Eles não só se comportarão como fonte de energia, mas também como vitaminas, fibras e minerais. O amido de grãos integrais é mais saudável, pois pode maximizar a nutrição e ainda ser digerido de forma mais lenta. É recomendado consumir uma pequena porção de amido em cada uma de suas refeições numa dieta para diabetes tipo 2. Priorize as versões integrais de massas, cereais, arroz, bolachas

Publicidade

5. Faça refeições frequentes

Se você tem diabetes, deve comer pequenas refeições ao longo do dia, assim você poderá evitar picos desnecessários em seu nível de glicose. Vale ressaltar que seu corpo necessita de mais açúcares e carboidratos para a realização das atividades físicas, por isso, adeque refeições moderadas antes e após os treinos.

As suas características particulares, como peso, idade, altura, níveis de exercícios e outros fatores podem exigir modificações em sua dieta, por isso é importante ter um monitoramento, principalmente para evitar que os casos se agravem diante de uma alimentação irregular.

6. Perca peso e fique ativo

Você pode pensar que perder os quilinhos a mais apenas auxiliará na melhora da auto estima, mas esse é um erro. Reduzir o peso proporcionará também a redução nos níveis de açúcar no sangue e de colesterol, assim melhorando também a pressão arterial, a qual deve ser monitorada para que seu corpo se mantenha sempre em estado de segurança e com saúde garantida.

A combinação dos exercícios físicos regulares junto a uma dieta para diabetes tipo 2, rica em alimentos integrais, frutas, legumes e alimentos lácteos com baixo teor de gordura, pode ajudar na redução do percentual de gordura; por isso, não pense que perder peso é apenas futilidade, é para o seu próprio bem estar. Você pode melhorar sua qualidade de vida através da adoção ou substituição de novos hábitos, como substituir o uso de elevadores por escadas, consumir mais água, fazer caminhadas e muito mais.

7. Pare de fumar

Se você é fumante, pare. Pesquisadores afirmam que fumar pode acelerar o aparecimento de complicações relacionadas à diabetes. Assim, busque não só orientação médica para a dieta, mas também para a interrupção desse hábito prejudicial.

8. Diminua o estresse

Relaxe. Se você está convivendo com o estresse, seu corpo pode reagir negativamente, assim afetando adversamente os níveis de glicose no sangue. Normalmente não é o estresse que oferece diretamente consequências à diabetes, mas sim as influências comportamentais originadas dele, como erros na alimentação, respiração irregular, sono irregular e oscilações de humor. Você pode relaxar de diversas formas, desde reservar mais tempo para dormir ou até adotando o hábito de meditar.

9. Fuja de dietas da moda

Você deve reconhecer que seu corpo possui particularidades e pode não reagir de forma positiva diante de uma dieta sem fundamentos comprovados. Por isso, se desejar perder peso ou controlar os níveis de açúcar na corrente sanguínea, busque orientação médica, pois apenas um profissional poderá avaliar exames e reconhecer suas reais necessidades, para que assim possa recomendar a sua dieta para diabetes tipo 2, de acordo com cada característica pessoal. Se você adotar qualquer dieta, ela pode contribuir para modificações corporais que você não deseja, e também induzir a consequências para sua saúde.

10. Consuma menos álcool

Se você consome frequentemente bebidas alcóolicas, limite essa ingestão. O excesso de álcool pode levar ao ganho de peso e ainda aumentar os níveis de pressão arterial e triglicerídeos na corrente sanguínea. Afirma-se que eventualmente os homens não devem consumir mais que duas porções de bebidas alcóolicas, e mulheres não devem consumir mais que uma.

Publicidade
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Publicidade

Você necessita fazer uma dieta para diabetes tipo 2? Quais recomendações foram passadas a você pelo seu médico? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

×