Alergia a Absorvente – Sintomas e Como Tratar!

Especialista:
atualizado em 12/08/2020

Entenda o que é a alergia a absorvente, quais são os sintomas para identificar se você tem, além de conferir se tem cura e como tratar a condição.

Os absorventes íntimos femininos, assim como outros produtos sanitários modernos, revolucionaram a higiene das mulheres. Não importa se a mulher tem fluxo menstrual reduzido ou fluxo menstrual intenso, o absorvente normalmente estará presente. 

No entanto, sempre houve algumas preocupações com a saúde relacionadas ao uso de produtos sanitários por conta da alta permeabilidade da pele vaginal, já que ocorre uma absorção inevitável de algumas substâncias que compõem o material dos absorventes.

Com o tempo, o acúmulo de produtos químicos absorvidos pode causar alguns problemas de saúde e eles geralmente são os responsáveis pela alergia a absorventes.

Muitas mulheres sofrem com erupções cutâneas e coceira durante a menstruação, e isso não deve ser ignorado, pois pode indicar um problema mais grave, mesmo que pareça apenas uma erupção cutânea simples.

Algumas medidas preventivas podem funcionar nesses casos. Entenda agora o que é alergia a absorvente e como tratar.

Alergia a absorvente

O que muitas pessoas tendem a chamar de alergia a absorvente, que aparece como erupções cutâneas, é o resultado de dermatite de contato.

Isso significa que sua pele entrou em contato com algo irritante presente em seu absorvente e essa dermatite de contato da vulva é conhecida como vulvite.

Coceira, dor e erupções cutâneas são sinais de dermatite ou inflamação da pele e tendem a aparecer em áreas do corpo onde há as camadas menos protetoras da pele.

A área íntima é a mais fina, com uma espessura média de 6 camadas, e por isso é necessário tomar cuidado extra para minimizar essas irritações.

A dermatite causada pelo absorvente não é uma condição limitada a mulheres com pele sensível, mas sim uma ocorrência comum em mulheres menstruadas. Basta mencionar que 7 em cada 10 mulheres sofreram algum tipo de irritação da pele ao redor da área íntima durante este período.

mulher soprando uma flor

Materiais do absorvente

Os absorventes são normalmente feitos de várias camadas de materiais diferentes. Cada material tem o potencial de irritar a pele. Exemplos de componentes comuns presentes nos absorventes são:

Folha superior

A folha superior do absorvente é a que mais entra em contato com a pele. Exemplos de componentes das folhas superiores incluem poliolefinas, bem como óxido de zinco e petrolato, ingredientes que são frequentemente usados ​​em hidratantes para pele.

Folha traseira

A folha de trás do absorvente geralmente é feita de compostos chamados poliolefinas. Esses compostos também são usados ​​em cordas, canudos e roupas.

Adesivos

Os adesivos estão na parte de trás do absorvente e ajudam a grudar nas roupas íntimas. Alguns adesivos são preparados com colas aprovadas pela ANVISA que são semelhantes às encontradas em bastões de cola para artesanato.

Núcleo do absorvente

O núcleo ou meio do absorvente está geralmente entre a folha traseira e a folha superior. Ele é feito de espuma absorvente e celulose de madeira, um material altamente absorvente. Às vezes, também pode conter géis absorventes.

Fragrâncias

Além desses componentes, alguns fabricantes podem adicionar fragrâncias aos seus produtos. Contudo a pele de algumas mulheres pode ser sensível aos produtos químicos que são utilizados ​​para fornecer fragrância.

No entanto, a maioria dos absorventes coloca uma camada de fragrância sob o núcleo, o que significa que é improvável que este núcleo perfumado entre em contato com sua pele.

Podem ocorrer erupções cutâneas e irritação alérgica, mas geralmente é raro.

O que causa alergia a absorvente

Na maioria das vezes, alergia a absorvente, que é o resultado de dermatite de contato, é uma maneira da sua pele dizer que entrou em contato com algo que está causando uma reação ruim.

Algumas das coisas que podem estar causando essa reação são:

Fricção contra a pele

Se suas calças e/ou roupas íntimas estiverem bem apertadas, seu absorvente pode estar esfregando em sua pele por horas a fio, causando uma fricção desconfortável que pode causar uma erupção cutânea.

Fragrâncias

As fragrâncias podem ser adicionadas a um absorvente para manter um cheiro agradável, mas infelizmente elas também podem causar irritação na pele sensível. Em alguns casos, são propensos a causar a reação alérgica.

Muita umidade

Assim como um bebê com a fralda molhada está propenso a desenvolver assaduras, o absorvente também pode causá-las.  

Se você não trocar o seu absorvente com frequência suficiente, a umidade pode se acumular e se tornar um terreno fértil para bactérias, o que pode levar a uma erupção cutânea ou infecção desagradável.

Produtos químicos ou outros materiais presentes no absorvente

Como você já pôde ver, os absorventes são compostos de diferentes materiais e produtos químicos, e algum deles pode acabar incomodando esta parte sensível da pele.

Por exemplo, sua pele pode não se dar muito bem com a folha superior do seu absorvente, que entra em contato com ela com mais frequência.

Adesivos

Embora os adesivos possam manter o absorvente no lugar certo enquanto você se movimenta, eles também podem irritar a pele, especialmente nesta área sensível.

Se o adesivo acabar entrando em contato com a sua pele e não com a sua roupa íntima, ele poderá causar esse tipo de erupção cutânea.

Sintomas da alergia a absorvente

É normal ficar um pouco alarmada se notar que sua pele está vermelha, com coceira e cheia de pequenos inchaços. Mas como saber se é dermatite de contato – alergia a absorvente – ou outra coisa?

Se a erupção cutânea for causada por uma alergia, os sintomas são:

  • Urticária;
  • Vermelhidão ou pele escura;
  • Pele escamosa e escamosa;
  • Coceira extrema;
  • Bolhas;
  • Queimação;
  • Inchaço.

Se for causado devido a algum agente irritante, os sintomas são:

  • Inchaço;
  • Bolhas (sintoma comum ao da alergia);
  • Feridas abertas;
  • Rachaduras na pele por causa da secura;
  • Ulcerações;
  • Rigidez ou aperto.

Lembre-se de que as erupções cutâneas são notoriamente difíceis de diagnosticar. Além disso, esses sintomas também podem ser sinais de outros tipos de erupções cutâneas.

Se seus sintomas estiverem alinhados com os sintomas acima e você estiver usando absorventes há vários dias, ele poderá ser o culpado. Sempre procure seu médico se seus sintomas piorarem ou durarem mais do que uma semana.

Como tratar alergia a absorvente

Veja agora algumas dicas para tratar a alergia a absorvente.

  1. Experimente uma marca diferente daquela que você está acostumada a usar para assim determinar se ela causa menos reações alérgicas;
  2. Use absorventes sem fragrâncias adicionadas;
  3. Use roupas íntimas de algodão e soltas para reduzir o atrito;
  4. Aplique um creme de hidrocortisona que não precisa de receita médica na área externa da vulva, se ela for afetada. Você não deve colocar creme de hidrocortisona dentro do canal vaginal.
  5. Faça um banho de assento para aliviar as áreas irritadas. Você pode comprar um banho de assento na maioria das farmácias.
  6. Troque os absorventes com frequência para evitar que fiquem úmidos e aumentem o risco de irritação.
  7. Trate qualquer irritação causada por um absorvente assim que notá-la.

As erupções cutâneas não tratadas podem levar a uma infecção por fungos, pois o fermento naturalmente presente em seu corpo pode afetar as áreas irritadas.

As erupções cutâneas causadas pelo atrito podem desaparecer dentro de dois a três dias se forem tratadas assim que você detectar os sintomas. Quando não tratadas, elas podem se tornar mais graves e levar mais tempo para serem curadas. 

Alergia a absorvente tem cura?

Se você seguir essas dicas, verá que alergia a absorvente tem cura, mas se nenhuma delas funcionar, você também pode optar por usar um coletor menstrual para que não haja atrito do absorvente com esta parte do seu corpo.

Uma boa higiene pessoal também é muito importante. Portanto durante os períodos menstruais, mantenha a área íntima sempre limpa.

Tome banho regularmente, mas tenha cuidado para não usar sabonetes fortes, pois eles podem atrapalhar as boas bactérias que combatem as ruins, que causam infecções.

É essencial escolher um absorvente de boa qualidade que seja macio e confortável de usar, retenha a umidade para manter a pele seca e seja projetado para reduzir o atrito e assim evitar a alergia a absorvente com todos os seus sintomas.

Fontes e Referências adicionais:

Você já percebeu sintomas de alergia a absorvente? Pretende mudar a marca utilizada ou já partir para outras formas de tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum Voto Ainda)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário