Atletas Veganos Podem Surpreender e se Destacar nas Olimpíadas Rio 2016

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Você ainda é um daqueles que acreditam que a alimentação vegana é sinônimo de fraqueza e falta de energia? Já pensou na possibilidade de existirem atletas veganos nas Olimpíadas Rio 2016, que começam esta semana? E se eles forem possíveis destaques de seus esportes nos Jogos?

O caso mais surpreendente certamente é o do halterofilista norte-americano Kendrick Farris, de 29 anos. Sem consumir nada de origem animal desde setembro de 2014, Farris levantou nada menos do que 364 kg e ficou em primeiro lugar no campeonato pan-americano, realizado este ano na Colômbia.

Você pode ter certeza que fraqueza passa longe da rotina pesada de treinos de um atleta do halterofilismo, um esporte que requer extrema força para levantar cargas, mesmo ele sendo vegano. Kendrick vai disputar a modalidade até 94kg masculino do levantamento de peso na Rio 2016.

kendrick

Outra atleta vegana que tem chances de se destacar nos Jogos Olímpicos é a velocista australiana Morgan Mitchell, de apenas 21 anos. A jovem é especialista nos 400 metros e venceu o campeonato da Austrália invicta. Mitchell chegou na frente nas 12 corridas do circuito nacional, assegurando sua vaga no Rio 2016. Ela também participará pela seleção australiana do revezamento 4 x 400m feminino.

“Eu sou vegana há um ano e meio. E isso realmente me ajudou em tudo: energia, saúde, o meio ambiente. Eu sou uma daquelas pessoas que se importa com tudo. É o que eu escolhi fazer”, contou a australiana em entrevista à ONG PETA.

Além de Farris, Mitchell faz parte de um cada vez maior número de atletas veganos, incluindo o seu conterrâneo jogador de críquete Peter Siddle, o Mr. Universe Barny du Plessis – e os lendários atletas olímpicos Carl Lewis e Murray Rose, também australiano, vegano desde a sua infância e durante a sua carreira inteira na natação, esporte pelo qual conquistou 4 medalhas de ouro para a Austrália entre 1956 e 1960.

Morgan Mithell afirma que se tornou vegana em 2014, após assistir a um documentário que a fez refletir: “Eu não quero contribuir com isso. Eu amo os animais. Vê-los sendo retirados de suas mães me deixou realmente triste” completou.

Mitchell confessou que muita gente ao seu redor foi contra quando ela tomou a decisão de ser vegana. “Um monte de gente foi contra, mas eu simplesmente disse: ‘minha carreira não pode vir antes da vida de outro animal, sinto muito.”, afirmou a atleta. Curioso para saber como foi montada sua dieta?

“Eu sentei com a minha nutricionista e ela disse que todas as minhas necessidades nutricionais poderiam vir de uma dieta baseada em plantas. Muitas pessoas simplesmente não entendem o veganismo. Todas as vitaminas e minerais que você consome, eu também consumo. Tofu e feijão têm mais proteínas do que produtos animais, por exemplo.”

mithcell

E ao contrário do que os amigos e familiares pensaram que iria acontecer, o rendimento de Mitchell só melhorou após ela abandonar produtos animais. E não tem prova maior disso do que o brilhante campeonato nacional que fez e sua vaga nos Jogos Olímpicos do Rio. Tudo conquistado após 2 anos de alimentação vegana.

Você imaginava que poderiam existir atletas veganos nas Olimpíadas Rio 2016? Acredita que eles realmente têm chances de surpreender? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário