Candidíase de repetição – O que causa e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 29/10/2021

A candidíase é causada pelo fungo Candida albicans. Esse fungo está normalmente presente na região íntima feminina, mas em excesso ele pode causar uma infecção.

  Continua Depois da Publicidade  

Conhecida também como candidíase vulvovaginal, essa infecção é mais comum nas mulheres e pode afetar até 75% delas. Quando se torna crônica ou recorrente, ela é chamada de candidíase de repetição.

Para ter o diagnóstico de candidíase de repetição, que pode ocorrer com até 5% das mulheres, é preciso que ocorram 4 ou mais episódios de candidíase no período de um ano. Veja também quais são os tipos de candidíase que existem.

Além dos sintomas desagradáveis que podem se tornar cada vez mais intensos, a candidíase de repetição pode prejudicar a vida sexual e trazer sofrimento físico e psicológico.

O que causa a candidíase de repetição

fungos em microscópio

A candidíase de repetição ou candidíase crônica é causada por uma versão mais resistente do fungo Candida. Isso significa que ao longo de várias infecções, alguns fungos sobrevivem ao tratamento e se tornam mais fortes e difíceis de eliminar. Com isso, a mulher fica mais suscetível a novas infecções.

Existem dois tipos de candidíase de repetição: a primária e a secundária. O tipo mais comum é a primária, que ocorre quando não é possível descobrir uma causa específica por trás da infecção frequente.

Por outro lado, a candidíase de repetição secundária é facilmente relacionada a condições pré-existentes como por exemplo: diabetes, doenças que afetam o sistema imunológico e uso de medicamentos como anticoncepcionais, repositores hormonais ou imunossupressores. 

  Continua Depois da Publicidade  

Também é possível que a candidíase de repetição ocorra por causa de um tratamento anterior ineficaz ou incompleto.

Como tratar a candidíase de repetição

mulher com remédio e copo de água

Para tratar a candidíase de repetição não basta apenas tomar os remédios antifúngicos nas doses usuais, pois essa abordagem não funciona para fungos resistentes.

Assim, geralmente é necessário seguir o tratamento por um período mais longo em relação ao tratamento convencional. Um médico pode ajustar a dose ideal de acordo com a causa da candidíase crônica. Além disso, também é o médico que vai determinar o remédio antifúngico mais adequado para o seu tratamento, que pode ser o fluconazol, cetoconazol, clotrimazol ou itraconazol.

Além do tratamento medicamentoso, alguns ajustes no estilo de vida podem ajudar na prevenção de novas infecções. Confira abaixo as estratégias adicionais que podem auxiliar no combate à candidíase de repetição:

Mantenha uma alimentação equilibrada e nutritiva

A fim de evitar a recorrência da infecção, devem ser consumidos alimentos que ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Além de deixar a saúde mais forte como um todo, consumir alimentos nutritivos e que aumentam a imunidade evitam o crescimento do fungo e o desenvolvimento de espécies mais resistentes.

Bons hábitos alimentares como escolher alimentos saudáveis, evitar períodos prolongados de jejum, reduzir o consumo de bebidas alcoólicas e fazer pequenas refeições nutritivas ao longo do dia contribuem para um sistema imune mais forte.

  Continua Depois da Publicidade  

Faça exercícios físicos

As consequências ruins do sedentarismo incluem o enfraquecimento do sistema imunológico. Por isso, a falta de atividade física no dia a dia pode aumentar o risco de novas infecções.

Dessa forma, se esforce para praticar alguma atividade física pelo menos duas vezes por semana para melhorar a função cardíaca e também a imunidade.

mulher fazendo exercício físico

Evite usar roupas apertadas

Os fungos gostam de locais úmidos e quentes. Ao usar uma roupa apertada ou de um material sintético que não permite a ventilação adequada na região vaginal, a tendência é que seu corpo acumule suor e aumente a temperatura do local. Com isso, os fungos têm as condições ideais para crescer e se multiplicar.

Por esse motivo, é importante usar roupas mais soltas e de tecidos respiráveis como o algodão para diminuir o risco de infecções fúngicas.

Mantenha a região íntima limpa e seca

Os cuidados básicos de higiene são essenciais para prevenir vários tipos de doença, inclusive a candidíase. Por isso, ao notar que você está suando muito, tome um banho. Se isso não for possível no momento, pelo menos seque o local para reduzir a umidade.

Além disso, secar bem a região genital após o banho é muito importante para evitar o crescimento de fungos ou bactérias no local.

  Continua Depois da Publicidade  

Tratamento complementar

Por último, existem também vários remédios caseiros que podem complementar o tratamento e ajudar a prevenir a candidíase de repetição, como por exemplo:

Faça um banho de assento

O banho de assento pode ser uma boa opção para aliviar os sintomas da candidíase durante o tratamento e para manter o local limpo. O ideal é fazer isso durante 20 minutos até duas vezes por dia. Confira o que é e como fazer um banho de assento.

Consuma alho

O alho tem propriedades antimicrobianas que podem fortalecer as defesas do corpo. É possível consumir o dente de alho como qualquer outro alimento ou então optar pela cápsula de alho que pode estimular o seu sistema imune.

alho

Tome iogurte

O iogurte é um alimento probiótico que ajuda a restaurar o equilíbrio de microrganismos saudáveis no corpo. Dessa forma, ele também ajuda no tratamento e prevenção de infecções fúngicas.

Use vinagre de maçã

Há relatos de que o vinagre de maçã pode ajudar a eliminar o fungo Candida. Assim, ele pode ser útil tanto no tratamento quanto na prevenção da candidíase. Você pode usá-lo em um banho de assento, por exemplo.

Passe óleo de orégano na região íntima

Por fim, o óleo de orégano é um bom remédio natural com propriedades antifúngicas que ajudam a controlar a candidíase. Você pode aplicá-lo na região infectada uma vez por dia, mas lembre-se de diluir 3 gotas do óleo essencial de orégano em 1 colher de sopa de azeite de oliva antes de usar.

  Continua Depois da Publicidade  

Ainda que existam muitas estratégias para tratar e prevenir a candidíase de repetição, é importante ter também o acompanhamento de um bom médico para garantir que os fungos não voltem a se proliferar e prejudicar a sua qualidade de vida.

Fontes e referências adicionais

Você já teve candidíase de repetição? Como foi seu tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário