Carne mal passada

Carne Mal Passada Faz Mal à Saúde?

Muitas pessoas se perguntam se comer carne mal passada faz mal para a saúde, mas o que será que os pesquisadores já descobriram sobre isso?

Cientistas da Universidade de Nottingham, na Inglaterra, realizaram uma pesquisa com o intuito de descobrir se carne mal passada faz mal para a saúde, e para isso, espetaram amostras de bife com bactérias E.coli e depois cozinharam cada uma delas de maneira que ficassem mal passadas.

A pesquisa foi realizada apenas com carne vermelha. Os pesquisadores descobriram que as bactérias só sobreviveram onde os bifes foram tocados por utensílios que não foram limpos depois de serem usados para manusear carne crua.

As bactérias, que são conhecidas por morrerem em altas temperaturas, ainda estavam presentes nas amostras mesmo após o cozimento, mas foi descoberto que a sobrevivência das células foi causada pela recontaminação dos bifes durante o cozimento através das pinças usadas para manuseá-los.

Em seguida, os cientistas colocaram mais bactérias em outros bifes e os cozinharam, porém, desta vez esterilizaram as pinças que usavam para manuseá-los com etanol para garantir que elas não pudessem recontaminar a carne. Como resultado, nenhuma bactéria E.coli foi detectada.

Conclusão da pesquisa

O estudo concluiu que carnes vermelhas mal passadas podem ser consumidas com segurança desde que as bactérias causadoras da intoxicação alimentar não sejam reintroduzidas por utensílios contaminados.

A Comissão de Carne de Pecuária do Reino Unido disse que não devem haver mais dúvidas sobre a segurança da carne mal passada. Suas diretrizes estabelecem que cortes inteiros de carnes como bifes, costeletas, etc., só são contaminadas por bactérias do lado de fora, na parte externa, e elas são destruídas durante o cozimento, mesmo que o meio da carne esteja rosado ou mal passado.

No caso de produtos de carne moída, como hambúrgueres e salsichas, as bactérias são espalhadas por todo o produto durante a fabricação, e por isso eles devem ser cozidos até que fiquem quentes por toda a parte, sem deixar a carne cor-de-rosa, avermelhada, etc.

A agência também enfatiza a importância de manter os utensílios limpos durante o cozimento de qualquer tipo de carne, para garantir que as bactérias não sejam transmitidas de alimentos crus para alimentos já cozidos.

Preparada adequadamente, carne mal passada pode ser saudável

Como visto anteriormente, não é verdade que a carne mal passada faz mal. Se você gosta de carne dessa forma, quando preparada adequadamente ela pode ser saudável. Por isso, saiba como prepará-la de maneira adequada para poder desfrutar sem correr risco de ser contaminado com alguma bactéria.

Qual a temperatura?

Quando o assunto é temperatura, um termômetro de alimentos é a ferramenta mais importante em sua caixa de utensílios de segurança alimentar. Usá-lo é a única maneira de garantir que a temperatura do alimento esteja segura, pois é ela que irá destruir as bactérias nocivas, como Salmonella e E.coli.

Quando essas bactérias continuam vivas, elas podem causar doenças graves e possivelmente até a morte, e é por isso que este termômetro de leitura instantânea, que custa apenas alguns reais e leva apenas alguns segundos para usar é muito importante, afinal, com ele, você poderá impedir uma intoxicação alimentar além de garantir que a sua carne esteja no cozimento ideal para manter a suculência e sabor com segurança.

Carne de porco mal passada faz mal?

Existem três importantes parasitas encontrados em porcos que representam um risco para os seres humanos que ingerem produtos suínos crus ou mal cozidos. Esses parasitas são a Trichinella spiralis, um nematoide ou solitária, e Toxoplasma gondii, um protozoário ou organismo unicelular.

E é a triquinose a principal preocupação quando o assunto é carne de porco mal passada, já que se trata de um parasita que é destruído a 58ºC., o que é considerado uma temperatura bem baixa, já que a recomendada para o cozimento é de 71ºC.

De acordo com a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), o consumo de carne suína crua ou mal cozida também é a causa mais comum de infecção por Hepatite E na União Europeia.

Rosina Girones, presidente do grupo de trabalho da EFSA, disse: “Mesmo que não seja tão difundida como as outras doenças transmitidas por alimentos, a hepatite E é uma preocupação crescente na União Europeia. No ano passado, as pessoas achavam que a principal fonte de infecção era beber água contaminada enquanto viajavam para fora da Europa. Mas agora sabemos que a principal fonte de transmissão da doença na Europa é a comida”.

É por isso que o Painel de Riscos Biológicos da EFSA recomenda que os Estados membros da União Europeia aumentem a conscientização sobre os riscos à saúde pública associados à carne de porco crua e mal cozida e aconselhem os consumidores a cozinhá-la por completo. Eles também enfatizam a necessidade de desenvolver métodos adequados para detectar o vírus em alimentos.

Carne mal passada na gravidez

Embora a carne vermelha, quando preparada com segurança, não ofereça riscos, comer carne mal passada na gravidez pode ser bastante arriscado, por isso, não coma carne crua, mal cozida e mal passada devido ao risco potencial de toxoplasmose.

Cozinhe todas as carnes por inteiro, aqueça bem cada uma delas para que não haja nada de sangue – especialmente frango, carne de porco, carne moída, hambúrgueres e salsichas.

Lave bem todas as superfícies e utensílios depois de preparar a carne crua para evitar a propagação de insetos prejudiciais. Lave e seque as mãos depois de tocar ou manusear carne crua.

A toxoplasmose é uma infecção causada por um parasita encontrado em carne crua e mal passada, leite de cabra não pasteurizado, no chão, fezes de gato e água não tratada. Essa infecção pode causar danos para os bebês em mulheres grávidas, embora seja muito raro que ela ocorra durante gravidez.

A toxoplasmose geralmente não apresenta sintomas, mas se você sentir que pode estar correndo o risco, converse com o seu médico ou obstetra, pois há tratamento para toxoplasmose durante a gravidez.

Referências adicionais:

Você já tinha ouvido falar que carne mal passada faz mal? Tem a preferência por que ponto da carne? Costuma consumi-la como? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*