Catapora – Sintomas, causas e como tratar

Especialista da área:
atualizado em 24/09/2021

A catapora, também conhecida como varicela, é uma infecção viral contagiosa que afeta principalmente as crianças. Mas adultos também podem desenvolver a doença.

  Continua Depois da Publicidade  

O vírus que causa a catapora se chama varicela-zóster e ele também é responsável por causar a herpes zóster, uma outra doença viral que é mais comum em idosos ou em adultos com o sistema imunológico debilitado

Os sintomas mais comuns da catapora são a erupção cutânea e a coceira. Além disso, outros sinais da infecção incluem febre baixa, perda de apetite, dor de cabeça e mal-estar. Às vezes, sintomas de resfriado também podem ocorrer.

O tratamento da catapora é sintomático, pois não existe uma abordagem específica contra a doença. No entanto, existe vacina contra a varicela que é a tetra viral que também protege contra a caxumba, o sarampo e a rubéola. Ela pode ser encontrada em qualquer posto de saúde, já que é disponibilizada através do SUS pelo Ministério da Saúde. Mas, mesmo vacinado, ainda é possível desenvolver uma forma leve da doença.

Estágios da catapora

sintomas da catapora

A catapora ou varicela geralmente passa por três fases. Na primeira etapa, que é a mais longa e dura vários dias, surgem pequenas protuberâncias vermelhas na pele. Também é nessa fase que ocorrem os primeiros sintomas, como febre e coceira.

Alguns dias depois, já na segunda fase da infecção, esses inchaços podem se tornar bolhas cheias de líquido que tendem a se romper e liberar o pus. Por último, uma vez rompidas, essas bolhas dão lugar a crostas que cobrem a pele e que demoram para cicatrizar.

As três etapas da catapora podem coexistir, isto é, mesmo com crostas na pele podem surgir novas manchas vermelhas e inchaços que também vão passar pelas demais fases da doença.

  Continua Depois da Publicidade  

Em geral, as lesões decorrentes da catapora levam 2 semanas ou mais até a cicatrização total.

Causas

Uma pessoa só pode ter catapora depois de entrar em contato direto com o vírus varicela-zóster. Assim, a doença é transmitida por meio do contato com secreções respiratórias como saliva, tosse e espirros de pessoas infectadas, ou com objetos contaminados por tais secreções. 

Um dos motivos da doença ser altamente contagiosa é que ela pode se espalhar até dois dias antes de surgirem as bolhas na pele.

Além disso, a transmissão da catapora é mais comum em certos períodos do ano, como no fim do inverno e no início da primavera.

Como tratar

tratando a catapora

A catapora não tem tratamento específico, mas geralmente os sintomas melhoram sozinhos em cerca de uma ou duas semanas. 

Quando o desconforto é muito grande, é possível aliviar a coceira, a dor, o mal-estar e a febre com remédios como anti-histamínicos, analgésicos e antitérmicos. Antivirais também podem ser indicados em casos mais graves, mas seu uso não é muito comum.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, existem vários remédios caseiros que podem aliviar os sintomas da catapora, como por exemplo:

  • Compressas frias para melhorar a coceira;
  • Loção de calamina para acalmar a pele;
  • Banho com permanganato de potássio para diminuir a coceira e favorecer a cicatrização das feridas;
  • Sabonetes com triclosan para prevenir uma infecção bacteriana;
  • Pomada antialérgica;
  • Sabonetes ou sprays antissépticos.

Dicas para melhorar os sintomas da catapora

compressa fria

Mais algumas dicas úteis para lidar com a catapora são:

  • Evite coçar o local;
  • Use roupas leves e confortáveis que não irritem ou apertem a pele;
  • Beba muita água para evitar desidratação agravada pela febre;
  • Não use produtos com fragrâncias na pele;
  • Tome banho com água fria ou morna, e evite tomar banho com água muito quente;
  • Evite encontrar outras pessoas para não transmitir o vírus e contaminá-las.

Por último, a higiene das mãos e da pele com água e sabão é muito importante para prevenir infecções. Aliás, cortar as unhas bem curtas é uma boa estratégia tanto para prevenir o acúmulo de bactérias e outros germes embaixo das unhas quanto para evitar arranhões na pele ao coçar as feridas.

Raramente a catapora causa complicações de saúde como dor intensa e infecção bacteriana. Neste caso, pode ser necessário tratar a doença com antibióticos. Além disso, caso a erupção se espalhe para a região dos olhos, é fundamental procurar um médico.

Para evitar contratempos, o ideal é prevenir a catapora com a vacina que pode ser aplicada ainda durante a infância. Embora não impeça a infecção, a vacina atenua a ação do vírus e deixa os sintomas mais leves em caso de contágio. 

  Continua Depois da Publicidade  

A boa notícia é que a varicela só ocorre uma vez na vida, na maioria das pessoas. Assim, se você já teve catapora, é provável que você nunca mais passe por esse desconforto.

Fontes e referências adicionais

Você já teve catapora na infância? Lembra como foi o tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto ainda)
Loading...
Sobre Dra. Alessandra Drummond

Dra. Alessandra Drummond é médica dermatologista, graduada em medicina na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pós graduada em dermatologia no Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay. Felowship no Hospital Arcispedale Santa Maria Nueva, Reggio Emília, Itália. Tem diversas publicações em revistas científicas indexadas, participa constantemente de congressos e conferências nacionais e internacionais, na área da dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiatria. Para mais informações, entre em contato com ela no seu site.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário