Causas da ânsia de vômito e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 07/05/2021

Sentir vontade de vomitar e não conseguir é desconfortável e ao mesmo tempo frustrante. Conheça então as causas da ânsia de vômito e o que fazer.

  Continua Depois da Publicidade  

A ânsia de vômito ou náusea é um sintoma muito ruim que pode ter várias causas – como por exemplo a ressaca ou a má digestão. É como se o corpo simulasse um vômito que nunca acontece e que traz apenas a sensação de enjoo.

O mal estar, embora seja passageiro, é muito desagradável. Felizmente, existem várias maneiras de aliviar esse tipo de náusea.

Causas da ânsia de vômito

gestante com ânsia de vômito

A ânsia de vômito acontece quando as vias aéreas fecham enquanto o diafragma contrai, causando a vontade de vomitar mas sem de fato gerar o vômito.

Existem muitas condições e até comportamentos que podem levar à ânsia de vômito, como por exemplo:

1. Indigestão

A alimentação pode ser a responsável pelo seu mal estar. Às vezes, um alimento não é bem digerido e causa sintomas gastrointestinais ruins.

De fato, essa é a causa número um de ânsia de vômito. Por isso, a primeira coisa a avaliar quando você se sentir mal é o que você comeu antes.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, pode ser que você esteja passando por uma intoxicação alimentar – mas geralmente comer um alimento contaminado causa vômito também.

2. Problemas gastrointestinais

A doença do refluxo gastroesofágico, por exemplo, pode causar azia e ânsia de vômito em algumas pessoas. O refluxo ácido pode acionar o diafragma e promover a sensação de querer vomitar.

3. Ressaca

Ingerir bebidas alcoólicas em excesso pode causar ânsia de vômito. Por isso, é muito comum se sentir enjoado durante a ressaca.

Aliás, veja também outros sintomas de ressaca para pensar melhor na próxima vez que decidir tomar todas.

4. Gravidez

Um dos primeiros sintomas da gravidez é justamente a ânsia de vômito – principalmente pela manhã.

Às vezes, a ânsia resulta em vômito. Mas também é comum que a grávida só se sinta enjoada mesmo e não vomite nada.

  Continua Depois da Publicidade  

5. Infecção

As famosas viroses que passam rapidamente de uma pessoa para outra podem ser a causa por trás da ânsia de vômito.

Geralmente, trata-se de uma infecção causada por um norovírus. Se esse for seu caso, é provável que você tenha sintomas adicionais como diarreia ou vômito.

6. Esforço físico muito intenso

Praticar um exercício físico de alta intensidade pode causar a contração do diafragma e, com isso, a ânsia de vômito.

Além disso, exercitar-se com o estômago muito cheio também pode gerar o mesmo problema.

7. Uso de remédios

O uso de certos medicamentos pode causar a ânsia de vômito como efeito colateral. É o caso de alguns remédios para tratar o câncer, a ansiedade e a depressão, por exemplo.

  Continua Depois da Publicidade  

Outras causas de ânsia de vômito

Certamente, há muito mais possibilidades para explicar a ânsia de vômito. Assim, se você tiver outros sintomas mais graves ou a náusea for frequente, pode ser uma das seguintes condições:

  • Labirintite;
  • Enxaqueca;
  • Resposta a um cheiro ou visão que causa repulsa;
  • Episódio de hipoglicemia;
  • Ansiedade e estresse;
  • Problemas no fígado ou nos rins;
  • Doença rara chamada de síndrome de vômito cíclico;
  • Infecção no ouvido;
  • Reação a dores muito fortes;
  • Lesão no cérebro;
  • Hemorragia digestiva.

O que fazer

mulher com náusea

Se a sua ânsia de vômito ocorre durante a prática de uma atividade física, você deve fazer uma pausa e beber um pouco de água para se sentir melhor.

Além disso, também é importante optar por exercícios moderados e ir avançando aos poucos para preparar o corpo para um esforço grande. Isso reduz o risco de ter ânsia de vômito na próxima vez que for se exercitar.

Reduzir o consumo de álcool ou associar a bebida com algum alimento pode evitar o mal-estar. Caso a sua ânsia de vômito esteja relacionada ao refluxo, é importante:

  • Ter refeições em porções menores;
  • Evitar comer perto da hora de ir dormir;
  • Ficar longe de alimentos gordurosos ou picantes demais.

Ajustes no estilo de vida

Por fim, mudanças no estilo de vida podem ser suficientes para reduzir ou prevenir os episódios de ânsia de vômito. Assim, as seguintes dicas podem te ajudar:

  Continua Depois da Publicidade  

  1. Caprichar na hidratação e beber bastante água;
  2. Evitar o consumo de álcool, principalmente em excesso ou com o estômago vazio;
  3. Fazer mais refeições com porções menores ao longo do dia;
  4. Repousar e dormir bem;
  5. Evitar exercícios físicos com o estômago muito cheio;
  6. Gerenciar o estresse no dia dia;
  7. Ter uma alimentação leve e nutritiva;
  8. Tomar chá de ervas, de preferência com ingredientes como limão, hortelã ou gengibre.

Tratamento médico

Se nenhuma dessas dicas funcionar e a sua ânsia de vômito persistir sem causa aparente, procure um médico para te avaliar e descartar problemas de saúde mais sérios.

Depois de determinar a causa, o médico pode sugerir o uso de um dos seguintes medicamentos:

  • Antieméticos para bloquear a produção de substâncias no corpo que poder causar náusea;
  • Dimenidrinato (Dramin), que alivia sintomas como o enjoo;
  • Remédios para enjoo como bromoprida, metoclopramida ou domperidona.

Na maioria dos casos, a ânsia de vômito é um episódio que dura pouco tempo e desaparece sem a necessidade de tratamento. E em alguns casos, o tratamento com remédios caseiros é suficiente.

Mas, se a sensação de mal estar for recorrente, não deixe de consultar um profissional da saúde.

Fontes e Referências Adicionais

O que te ajuda a aliviar a ânsia de vômito? É algo que você sente com frequência? Então, comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Marcos Marinho

Dr. Marcos Marinho é especialista em Gastroenterologia, Endoscopia Digestiva e Ultrassonografia - CRM 52.104130-4. Formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e é pós-graduado em Gastroenterologia pelo IPEMED. Realizou cursos de ultrassonografia geral e intervencionista pela Unisom, ultrassonografia musculoesquelética e Doppler pelo CETRUS. Atualmente, é pós-graduando de Endoscopia Digestiva pela Faculdade Suprema de Juiz de Fora-MG. No momento, atua em vários municípios do estado do Rio de Janeiro como na capital, Niterói, Magé e Araruama. Dr. Marcos Marinho tem experiência em setores variados de sua especialização e continua em constante aprendizado e evolução para ser uma referência da área. Para mais informações, entre em contato através de seu Instagram oficial @drmarcosmarinho

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário