O que é bom para ressaca? Vômito, dor de cabeça e mal estar

Especialista da área:
atualizado em 18/01/2022

A ressaca é um problema que já atingiu a maior parte das pessoas em algum momento da vida, e por isso é interessante saber o que é bom para tratá-la.

  Continua Depois da Publicidade  

Esse problema surge no dia seguinte ao consumo exagerado de bebidas alcoólicas, embora algumas pessoas possam apresentar esses sintomas mesmo tendo bebido de forma comedida. 

Então, a seguir iremos conhecer os males que o excesso de consumo de álcool podem trazer para o organismo e as melhores formas de curar a ressaca.

Veja também: Receitas de drinks sem álcool e poucas calorias

O que é a ressaca?

A ressaca é um problema que atinge pessoas após o consumo de álcool, normalmente no dia seguinte ao consumo exagerado.

Isso acontece porque, como explicado em um artigo publicado no periódico Current Drug Abuse Reviews, os sintomas de uma ressaca começam a se desenvolver no organismo quando a concentração de álcool no sangue cai e atingem seu pico quando a quantidade de álcool no organismo está bem próxima de zero. 

Mas, apesar de ser um problema comum, a ressaca ainda não é totalmente compreendida pela ciência, embora já se saiba que ela está ligada à algumas alterações no organismo, como:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Aumento dos níveis de acetaldeído (composto tóxico) devido à quebra do álcool pelo fígado
  • Desidratação causada pela ingestão de álcool
  • Aumento da carga sobre o sistema cardiovascular
  • Alterações hormonais que resultam em uma menor disponibilidade de glicose
  • Acidose metabólica, condição esta que acontece quando o equilíbrio de ácidos e bases no sangue é prejudicado, o que resulta em acúmulo de ácido no organismo.

Tais fatores podem ajudar a entender por que a ressaca é tão severa em algumas pessoas e nem ocorre em outras, além de possibilitar a prevenção de alguns sintomas, como veremos mais adiante.

Principais sintomas da ressaca

Ressaca
A dor de cabeça é um dos principais sintomas da ressaca

Uma revisão de estudos científicos sobre o assunto, publicada em 2012, mostra os possíveis sintomas de uma ressaca. São eles:

Por que o álcool causa vômitos?

O vômito é uma forma de defesa do corpo, que tenta eliminar substâncias que estejam fazendo mal, como álcool.

Entretanto, o vômito também pode trazer riscos para a saúde, como:

  • Desidratação, já que junto com o álcool o corpo expulsa também água
  • A acidez presente no vômito, que pode danificar o esôfago
  • Risco de aspiração do vômito, principalmente para pessoas que estão desacordadas devido ao consumo excessivo de álcool.

Além disso, a agressão ao estômago causada pela bebida também pode provocar náusea, o que a torna um dos principais sintomas da ressaca.

O que é bom para ressaca?

Ressaca
Existem algumas medidas que podem ajudar a amenizar os sintomas da ressaca

Não há como curar ressaca propriamente dita, porque não se sabe exatamente por que ela ocorre. Mas é possível amenizar alguns de seus sintomas usando algumas dicas bastante simples, como veremos a seguir:

  Continua Depois da Publicidade  

1. Medicamentos

Embora não exista um medicamento que você toma que acaba instantaneamente com a ressaca, você pode utilizar alguns deles para tratar os seus sintomas, como:

  • Antiácidos, para desconfortos estomacais e azia
  • Anti-inflamatórios, como a aspirina e o ibuprofeno, para tratar a dor de cabeça, também podem ajudar no alívio de dores.

Entretanto, é importante lembrar que alguns remédios podem afetar o fígado, principalmente quando utilizados depois de uma noite de exageros alcoólicos. É o caso do paracetamol, também conhecido como Tylenol, que não deve ser usado para tratar a ressaca.

2. Alimentar-se bem

O álcool tende a reduzir os níveis de glicose no sangue, causando hipoglicemia. Assim, o seu consumo pode contribuir com vários sintomas da ressaca, como tontura, dor de cabeça e enjoo, além da falta de energia.

Por isso, uma alimentação leve e nutritiva, principalmente no café da manhã, que é o momento em que as pessoas tendem a acordar com ressaca, é essencial para regular os níveis de açúcar no sangue.

E é importante ter em mente que, mesmo que seja difícil ter uma boa refeição se você ainda estiver enjoado, é válido fazer um esforço. 

Veja também: 22 melhores alimentos para ressaca

  Continua Depois da Publicidade  

3. Dormir bastante

Não dormir bem ou dormir por pouco tempo pode piorar a ressaca no dia seguinte e potencializar sintomas como dor de cabeça, fadiga e irritabilidade. 

Isso acontece porque ter um sono de qualidade ajuda o corpo a se recuperar e amenizar os sinais da ressaca.

4. Hidratar-se

A hidratação é a melhor forma de combater a ressaca, uma vez que o álcool, principalmente em excesso, causa a desidratação.

Por isso, entre um drinks e outro, opte por bebidas não alcoólicas leves, como a água de coco e suco de frutas, que irão te ajudar a manter uma boa hidratação, sem prejudicar sua saúde. 

5. Usar suplementos

Apesar de não haver pesquisas suficientes sobre o uso de suplementos para tratar a ressaca, alguns suplementos parecem ser promissores para ajudar a amenizar alguns sintomas. Exemplos incluem o gengibre, o ginseng vermelho e o ginseng siberiano (ou eleuthero).

6. Beber café ou chá

Outra dica é o consumo de bebidas estimulantes que contêm cafeína, como uma boa xícara de café preto ou de chás, que podem aliviar a fadiga que vem junto com a ressaca. 

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, muitas dessas bebidas também apresentam antioxidantes que ajudam a evitar o estresse oxidativo causado pelo consumo abusivo de álcool.

Exemplos de boas fontes de antioxidantes incluem o chá verde, o chá preto, o café, o gengibre, as nozes e sementes e as frutas e legumes em geral.

O que é bom para ressaca com vômito?

O vômito é, sem dúvidas, um dos piores sintomas de uma ressaca, e geralmente ocorre quando o consumo de bebida alcoólica é feito de forma muito exagerada.

Esse sintoma está ligado ao metabolismo do álcool, como veremos agora:

  • O álcool consumido é processado pelo fígado com o auxílio de uma enzima chamada álcool desidrogenase, que converte o álcool em acetaldeído, uma toxina
  • Esse acetaldeído, por sua vez, será oxidado a acetato pela enzima acetaldeído desidrogenase
  • Mas, quando há um excesso de álcool, há uma produção muito grande de acetaldeído, e o corpo não é capaz de remover essa toxina com rapidez.

Por isso, quanto maior a quantidade de bebida, mais severos são os sintomas da ressaca, principalmente o vômito, que pode ainda piorar outro sintoma grave, a desidratação.

Dicas para evitar a ressaca

Melhor do que aprender como curar ressaca é conhecer maneiras de evitar esse desconforto. Então, a seguir listamos as principais dicas para evitar uma ressaca:

1. Manter-se hidratado

Beber água
Continue bebendo água mesmo durante o consumo da bebida alcoólica, intercalando

Beber bastante água é essencial para a saúde e para hidratar bem o corpo. E, além disso, é o melhor remédio para curar e prevenir um dos principais sintomas da ressaca: a desidratação.

Assim, se você beber água com regularidade, intercalando com a bebida alcoólica, será mais fácil evitar esse sintoma.

2. Evitar ingerir bebidas alcoólicas com o estômago vazio

Beber com o estômago vazio não é uma boa ideia, pois dessa maneira o álcool será absorvido mais rapidamente pelo organismo. 

Por isso, o ideal é fazer uma refeição leve que contenha alguma fonte de gordura ou carboidrato antes de beber.

3. Não beber bebidas alcoólicas de cor escura

Um estudo realizado pela universidade Brown, nos Estados Unidos, demonstrou que bebidas de cores mais escuras, como o whisky, provocam sintomas mais severos de ressaca, quando comparadas com bebidas mais claras, como a vodka.

Esse efeito se deve, possivelmente, às substâncias presentes nas bebidas escuras, que passam por processos de envelhecimento. Entretanto, apesar dessa diferença, para evitar a ressaca é importante limitar a quantidade de bebidas alcoólicas, independentemente da cor. 

4. Evitar consumir bebidas carbonatadas entre as doses de álcool

Bebidas carbonatadas como os refrigerantes ou a água com gás podem acelerar a absorção de álcool pelo corpo. Por isso é tão importante evitar alternar entre uma dose de álcool e outra de refrigerante, por exemplo, pois pode aumentar o risco de uma ressaca.

5. Conhecer o seu limite

É importante conhecer e respeitar o seu limite. Então, se você já sofreu uma ressaca, você provavelmente sabe qual a quantidade de álcool que te faz mal.

Por isso, a dica de ouro para evitar a ressaca e todos os seus sintomas desagradáveis é evitar beber quantidades maiores do que o seu limite.

Vídeo: como prevenir a ressaca

Fontes e referências adicionais

Você já sabia mais ou menos o que é bom para ressaca? Pretende experimentar essas dicas da próxima vez que sofrer com esses sintomas? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média 4,50)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário