Tomar água com bicarbonato faz bem ou faz mal?

Especialista da área:
atualizado em 26/04/2022

Tomar água com bicarbonato de sódio alivia os sintomas da azia e má digestão, pois a substância reage com o ácido em excesso no estômago, neutralizando-o. Isso porque o bicarbonato de sódio é um tipo de sal alcalino, ou seja, não é neutro como a água e nem ácido, como o vinagre ou o refrigerante. 

Mas, o bicarbonato de sódio pode fazer mal para o seu estômago e para sua saúde, em geral, se for usado com muita frequência e por um tempo prolongado. 

  Continua Depois da Publicidade  

Ele faz bem quando usado esporadicamente, mas se você precisa tomá-lo com muita frequência, por mais de duas semanas, é um sinal de alerta para que você busque identificar a causa dos sintomas.  

É importante ter em mente que o bicarbonato de sódio só trata os sintomas, mas não o que está causando o problema, por isso, busque ajuda profissional se os desconfortos forem muito frequentes. 

Veja para que serve o bicarbonato de sódio, quando e como tomar, quais são os efeitos colaterais e quais as possíveis causas dos desconfortos gástricos frequentes. 

Para que serve o bicarbonato de sódio?

Bicarbonato
O bicarbonato de sódio é um antiácido que pode auxiliar a alterar o pH do estômago

O bicarbonato de sódio serve para aliviar os sintomas provocados pelo aumento da acidez estomacal, que é quando o pH do estômago diminui para além dos níveis normais desse órgão, que já tem um ambiente ácido. 

Essa alteração no pH do estômago, provoca sintomas de queimação, má digestão, dores abdominais e náuseas. 

  Continua Depois da Publicidade  

Todo mundo sabe que esse tipo de problema é tratado com antiácidos, facilmente encontrados em mercados e farmácias. O bicarbonato de sódio é uma substância muito versátil, que tem inúmeras aplicações no nosso dia a dia, inclusive de antiácido estomacal

Isso porque, por ter uma propriedade alcalina (o contrário de ácida), o bicarbonato de sódio é capaz de elevar o pH estomacal de 2 para 3,5 até 5, quase que instantaneamente. É por isso que sentimos um rápido alívio da azia e da queimação no meio do peito. 

Porém, o bicarbonato de sódio traz alguns perigos para a nossa saúde e isso acontece porque ele é um antiácido sistêmico

Os antiácidos são classificados em sistêmicos e não sistêmicos, dependendo do seu local de ação. Os sistêmicos vão para a corrente sanguínea, por meio da qual pode atingir outros órgãos, além do estômago, podendo causar efeitos indesejados, se usados com muita frequência e por um longo tempo. 

Já os antiácidos não sistêmicos, como os sais de magnésio e de alumínio, reagem apenas com o ácido clorídrico do estômago. Seus efeitos não são tão rápidos como os do bicarbonato de sódio, mas são mais duradouros. 

Se usarmos o bicarbonato de sódio com cuidado, podemos ter grandes benefícios para aqueles momentos em que a comida não caiu tão bem e precisamos melhorar rapidamente, para retornar às atividades. 

  Continua Depois da Publicidade  

Uma prova da segurança da substância é o fato de que nosso próprio corpo a produz, mais especificamente o pâncreas, para proteger o duodeno dos ácidos estomacais.  

Quando tomar água com bicarbonato de sódio

Existem alguns hábitos alimentares, que podem desencadear desconfortos gástricos. Nessas ocasiões, você pode tomar um copo de água com bicarbonato, que provavelmente irá te fazer bem:

  • Você dormiu logo após a refeição e acordou sentindo uma queimação no meio do peito ou a boca amarga. O ideal é esperar, pelo menos, 2 horas após a refeição para se deitar. 
  • Você exagerou na quantidade de comida e, além disso, comeu muito rápido, ficando com um forte desconforto estomacal. Para evitar esse problema, se alimente de porções menores e mastigue bem os alimentos, antes de engoli-los. 
  • Você exagerou no refrigerante ou bebida alcoólica. O refrigerante distende o estômago e estimula a produção de ácido e a bebida alcoólica prejudica o metabolismo da digestão. 
  • Você comeu muita fritura ou alimentos gordurosos. Estes alimentos dão muito trabalho para serem digeridos, demandando maior liberação de ácido e maior tempo de permanência no estômago. 

Como tomar água com bicarbonato de sódio

Para preparar a sua água com bicarbonato de sódio é bem simples:

  • Encha um copo com 200 mL de água filtrada.
  • Adicione meia colher de chá de bicarbonato de sódio e dissolva-o bem na água. 
  • Beba em goles pequenos, para evitar gases e diarreia. 
  • Se precisar tomar novamente, aguarde 2 horas.

Tome cuidado para não ultrapassar a dose diária máxima. Se você tiver menos do que 60 anos, a sua dose diária máxima é de 3 ½ colheres de chá de bicarbonato de sódio. Se você tem mais do que 60 anos, não deve ingerir mais do que 1 ½ colher de chá de bicarbonato de sódio por dia. 

Gestantes e crianças menores do que 6 anos devem evitar o uso de bicarbonato de sódio para aliviar sintomas de azia e má digestão. 

Se, após tomar água com bicarbonato de sódio, você sentir muita dor de estômago, suspenda o uso e procure um médico para um melhor tratamento dos sintomas e suas causas. 

  Continua Depois da Publicidade  

Efeitos colaterais do bicarbonato de sódio

Há pelo menos três efeitos colaterais do uso excessivo e prolongado do bicarbonato de sódio, como antiácido estomacal: 

  • Efeito rebote: provoca o aumento da secreção de gastrina que, por sua vez, promove o aumento da secreção de ácido clorídrico, piorando os sintomas de acidez estomacal. Ou seja, pode ter o efeito contrário do desejado. 
  • Alcalose sistêmica: a faixa de pH considerada normal para o nosso sangue é de 7,35-7,45, o que é levemente alcalino. A alcalose metabólica é um problema que acontece quando o pH do sangue fica muito alcalino, acima de 7,45, o que pode acontecer se você tomar bicarbonato de sódio em excesso. 
  • Aumento da pressão arterial: o bicarbonato de sódio contém bastante sódio, meia colher de chá contém quase um terço da dose diária de sódio recomendada, que é 2000 mg. Esse risco aumenta se a mulher estiver gestante, por isso as grávidas devem evitar esse tratamento. 

Os sintomas desses efeitos colaterais variam de pessoa para pessoa, mas os mais comuns são:

  • Diarreia
  • Dor de estômago
  • Gases
  • Cólica
  • Náuseas
  • Câimbras 

Além desses riscos, o uso indiscrimado de bicarbonato de sódio pode mascarar sintomas importantes, que te levariam a procurar um especialista. Por isso, redobre sua atenção aos sintomas gastrointestinais, se você for dos seguintes grupos de risco para doenças do sistema digestivo: 

  • Fumante
  • Ingere álcool com frequência
  • Tem mais de 50 anos
  • Tem histórico familiar de câncer no estômago

Possíveis causas dos desconfortos frequentes

Gastrite
Se você sente muita azia e má digestão, pode estar com gastrite ou outras complicações

Para evitar os efeitos colaterais decorrentes do uso frequente e prolongado do bicarbonato de sódio, procure um médico ou médica gastrologista ou gastroenterologista, para fazer exames, como a endoscopia, para descobrir a causa dos seus sintomas. 

As causas mais comuns da azia, refluxo, má digestão e estufamento são: 

A doença do refluxo gastroesofágico é um exemplo de problema de saúde que pode se baneficiar do uso do bicarbonato de sódio, mas não será resolvido com ele, dependendo de um diagnóstico e tratamento específico. 

Uma pessoa com refluxo gastroesofágico terá muitos episódios de retorno do ácido estomacal para o esôfago, o tubo que conecta a boca ao estômago, e não deve tentar tratar somente tomando água com bicarbonato de sódio. 

O tratamento dessas patologias pode incluir os antiácidos, como o bicarbonato de sódio, para aliviar os sintomas, mas não é feito exclusivamente com ele. Normalmente, há a necessidade de tomar medicamentos inibidores de bombas de prótons, como o omeprazol e o pantoprazol, entre outros. 

Vídeos

Fontes e referências adicionais

Você já tomou água com bicarbonato para aliviar a azia ou sintomas de má digestão? Funcionou? Quais dos efeitos colaterais mais chamou sua atenção? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Marcos Marinho

Dr. Marcos Marinho é especialista em Gastroenterologia, Endoscopia Digestiva e Ultrassonografia - CRM 52.104130-4. Formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e é pós-graduado em Gastroenterologia pelo IPEMED. Realizou cursos de ultrassonografia geral e intervencionista pela Unisom, ultrassonografia musculoesquelética e Doppler pelo CETRUS. Atualmente, é pós-graduando de Endoscopia Digestiva pela Faculdade Suprema de Juiz de Fora-MG. No momento, atua em vários municípios do estado do Rio de Janeiro como na capital, Niterói, Magé e Araruama. Dr. Marcos Marinho tem experiência em setores variados de sua especialização e continua em constante aprendizado e evolução para ser uma referência da área. Para mais informações, entre em contato através de seu Instagram oficial @drmarcosmarinho

Deixe um comentário