Cicatriz de Mastopexia – Cuidados para Cicatrizar e Como Tirar

A mastopexia é um procedimento cirúrgico para elevar as mamas que tem se tornado uma das cirurgias estéticas mais procuradas ultimamente. Assim como na maioria das cirurgias, as cicatrizes são inevitáveis. Embora já existam técnicas menos invasivas que causam cicatrizes quase imperceptíveis, elas ainda existem e algumas pessoas se incomodam muito com elas.

Existem alguns modos de minimizar a cicatriz de mastopexia com algumas medidas de precaução antes do procedimento e também depois da cirurgia e é sobre isso que vamos falar abaixo.

Se você pretende ou já fez uma mastopexia e quer saber o que pode ser feito para que a sua recuperação seja rápida e para que a cicatriz seja amenizada, abaixo vamos dar várias dicas de como cuidar da cicatriz e até mostrar alguns métodos que prometem remover a cicatriz de mastopexia de uma vez por todas.

Mastopexia

Chamada também de elevação de mamas ou “breastlift”, a mastopexia é uma cirurgia estética procurada por mulheres que, por algum motivo, querem elevar as mamas.

A cirurgia consiste em pequenas incisões para remover tecidos gordurosos e pele em excesso nas mamas e remodelá-las através da elevação.

Existem várias técnicas para realizar o procedimento e a mais adequada para a paciente é escolhida pelo cirurgião com base no formato, flacidez e outras características únicas das mamas de cada mulher.

Motivos para fazer uma mastopexia

A elevação de mama é comumente procurada por mulheres que querem dar uma repaginada no visual. Não se trata apenas de uma mudança estética, mas sim de um aumento significativo da autoestima e da autoconfiança que é refletido na saúde em geral.

Os motivos mais recorrentes que levam mulheres a procurar uma clínica para realizar uma mastopexia são:

  • Modelar o contorno das mamas após uma grande perda de peso;
  • Restaurar a mama após o período de gravidez e amamentação;
  • Alterar a posição da aréola;
  • Amenizar problemas de flacidez;
  • Elevar as mamas caídas devido ao efeito da gravidade e do envelhecimento natural que causa perda da elasticidade do tecido mamário.

Cicatriz de mastopexia

A cicatriz é o resultado de um processo de cura da nossa pele. Quando a pele é lesionada, um novo tecido precisa ser formado durante a cura, o que é chamado de cicatrização. Algumas pessoas têm tendência a ter cicatrizes mais visíveis, enquanto outras ficam com marcas muito discretas na pele.

As incisões realizadas na mastopexia são feitas em locais de pouca visibilidade. Geralmente, os cortes são feitos nas bases das mamas ou ao redor das aréolas, o que deixa a cicatriz bem “escondida”. Porém, há casos em que há muito tecido para remover em que os cortes precisam ser um pouco maiores, resultando em cicatriz mais perceptíveis. Ainda que esse seja seu caso, existem maneiras de minimizar a cicatriz de mastopexia e deixá-la praticamente invisível.

Antes de tudo, é importante procurar um cirurgião plástico habilitado e competente para realizar o seu procedimento. Ele será essencial para aplicar técnicas pouco invasivas e minimizar ao máximo as incisões que precisarão ser feitas. Além disso, um médico experiente torna o procedimento mais seguro, reduzindo drasticamente o risco de complicações durante a operação.

Cicatrizes de mastopexia tendem a ser bem finas. Após a cicatrização, é normal que a cicatriz fique avermelhada e um pouco elevada em relação à pele ao redor. Ao longo do tempo, a cor vai desvanecendo e ficando rosa e depois branca. A elevação também diminui aos poucos.

A cicatriz normalmente é mais visível em pessoas que apresentam a pele muito clara ou muito escura. Além disso, quanto mais exposição ao sol, mais visível ela tende a ficar. Por isso é tão importante usar o protetor solar diariamente.

Em geral, as cicatrizes ao redor das aréolas são menos perceptíveis do que as feitas na base do sulco mamário ou na vertical ao longo dos seios.

Como você pode notar, existem muitos tipos de cicatrizes. Mas em todos os casos, é possível ajudar o seu corpo a ter uma boa recuperação, minimizando a cicatriz resultante.

Cuidados para cicatrizar e como tirar

Há alguns cuidados simples que podem ser tomados durante a cicatrização que já ajudam a suavizar as cicatrizes sem a necessidade usar produtos cosméticos ou recorrer a técnicas de remoção.

É essencial seguir as orientações médicas no pós-operatório para evitar complicações e promover uma boa cicatrização.

Para evitar problemas durante a cicatrização, é importante evitar:

  • Esfoliar ou esfregar a região;
  • Levantar peso durante pelo menos 6 semanas após a cirurgia;
  • Bronzear-se, pois isso escurece o tecido cicatricial, deixando a cicatriz mais perceptível;
  • Fumar para evitar complicações de saúde e porque o cigarro prejudica a cicatrização normal;
  • Irritar as incisões com o uso de roupas apertadas ou desconfortáveis ou ficar passando as mãos sobre o local.

Além desses cuidados básicos, algumas técnicas para minimizar as cicatrizes incluem:

– Massagem

Massagear a cicatriz pode ajudar a reduzir a inflamação e a dor. Além disso, isso pode estimular a produção de fibras de colágeno que auxiliam no achatamento das cicatrizes.

É recomendado massagear as cicatrizes suavemente por meio de movimento circulares nas mamas a partir de 2 semanas após a cirurgia. A massagem pode ser feita várias vezes ao dia em sessões de 10 minutos.

– Folhas de silicone

As folhas de silicone são espécies de ataduras que contêm silicone e ajudam na hidratação da pele no local da incisão. A aplicação dessas folhas evita o ressecamento excessivo da pele, evitando também o excesso de tecido cicatricial.

O uso dessas folhas pode ser iniciado logo após o procedimento, pois também ajudam a reduzir a coceira e a dor.

– Géis para cicatriz

Os géis para cicatriz são produtos similares às folhas de silicone. Eles também são feitos à base de silicone, mas devem ser aplicados topicamente na pele apenas depois da cicatrização inicial ter se completado, ou seja, somente após a retirada dos pontos.

O uso desse tipo de gel é eficaz na redução do tamanho e também na suavização da cor das cicatrizes.

– Curativos de cicatriz

São similares às folhas de silicone. Esses curativos à base de silicone também podem ser aplicados logo após o fechamento dos cortes nas mamas. Esse tipo de curativo pressiona as bordas das incisões, minimizando o acúmulo de tecido cicatricial e deixando as cicatrizes menos perceptíveis.

Eles podem ser usados diariamente por até 12 meses se o seu cirurgião julgar necessário.

– Protetor solar

Um grande erro das pessoas em geral é não usar protetor solar nas mamas porque acreditam que o local está protegido do sol com o uso de biquínis ou roupas. A verdade é que, a menos que o tecido do seu biquíni ou da sua camisa tenha um fator de proteção solar, os raios solares são capazes de penetrar o tecido. Assim, é indispensável usar o filtro solar nas cicatrizes para evitar que elas fiquem mais escuras quando expostas aos raios ultravioletas do sol.

O indicado é evitar a exposição ao sol durante a cicatrização inicial. Depois da recuperação, o ideal é aplicar protetor solar com fator de proteção solar mínimo de 30 todos os dias sobre as cicatrizes.

– Laser

Terapias com laser podem ser usadas após a cicatrização das incisões para diminuir a pigmentação na região. Esse método é útil porque é capaz de atingir tanto a camada superior – a epiderme – quanto a mais interna – a derme.

A desvantagem é que podem ser necessárias várias sessões para alcançar bons resultados.

Como tirar uma cicatriz de mastopexia permanentemente?

Apesar dos métodos acima minimizarem a aparência das cicatrizes, elas não desaparecem por completo.

Para que uma cicatriz de mastopexia seja removida de forma permanente, é preciso se submeter a um tratamento específico de remoção de cicatriz. No entanto, eles ainda não são garantia de que você não terá nenhuma marca. Geralmente, o que acontece é a substituição de uma cicatriz por uma marca menor ou imperceptível.

Algumas técnicas são:

– Punção de perfuração

Essa técnica envolve a remoção de uma parte da pele (enxerto) de outra região do corpo para inserir no lugar da cicatriz. Há o risco de uma nova cicatriz, mas que geralmente é bem menos perceptível do que a anterior.

– Expansão tecidual

Esse procedimento também usa tecidos de outros lugares do corpo para preencher a cicatriz. Nesse caso, a pele é esticada ao redor da cicatriz para deixar a pele mais uniforme.

Outros procedimentos também podem ser úteis, mas podem aumentar a sensibilidade da pele ao sol. Isso significa que a remoção da cicatriz geralmente é eficaz, mas pode deixar a pele mais suscetível a problemas como a hiperpigmentação se a pele não for devidamente protegida do sol.

Opções de tratamento dermatológicos para remoção de cicatriz de mastopexia incluem: peeling químico, dermoabrasão, microdermoabrasão, terapia com laser e produtos clareadores.

  1. Peeling químico: como os seios são uma região bem sensível, é preciso tomar muito cuidado com peelings químicos. Essa técnica utiliza alguns tipos de ácidos que promovem a descamação e estimulam a produção de novas células epiteliais e colágeno, regenerando a pele e suavizando a cicatriz.
  2. Dermoabrasão: a dermoabrasão é uma técnica de esfoliação com uma espécie de “lixa” que consiste em produzir atrito na pele por meio de um equipamento específico. Isso causa a descamação da pele e a regeneração das células epiteliais.
  3. Microdermoabrasão: a microdermoabrasão segue o mesmo princípio da dermoabrasão, mas nesse caso são usados microcristais para esfoliar a pele seguido da aplicação de um ácido. Essa técnica é um pouco mais agressiva que a dermoabrasão e é capaz de atingir as camadas mais profundas da pele, o que traz resultados melhores.
  4. Terapia com laser: como já mencionado, a terapia a laser pode deixar a cicatriz mais clara. A realização de várias sessões pode levar à remoção completa da cicatriz, mas nem sempre isso é almejado.
  5. Produtos clareadores: produtos contendo corticoides podem ajudar a reduzir cicatrizes elevadas sobre a pele. Outros produtos que também podem ser testados incluem cosméticos que contém ácidos como o ácido hialurônico, por exemplo. Ainda assim, esses tratamentos costumam suavizar as cicatrizes e a remoção absoluta pode ser ineficaz.

Dicas

Antes de tentar qualquer um desses métodos, é importante confirmar com seu cirurgião se as técnicas podem ser aplicadas. Assim, ele pode te orientar e te dar dicas para otimizar ainda mais os resultados.

O uso de sutiãs de compressão pode ajudar a promover um fluxo sanguíneo adequado para a região das mamas, o que permite que a pele se recupere mais rapidamente ao receber boas quantidades de oxigênio e nutrientes.

Definitivamente, a hora de fazer uma mastopexia não é a hora de economizar dinheiro. É indispensável procurar um cirurgião bem renomado e uma boa clínica para realizar o procedimento.

Por fim, ter em mente que a cicatrização não acontece de um dia para o outro é essencial para observar bons resultados. Há casos em que a cicatrização total pode demorar até 12 meses para acontecer. Assim, não se precipite e vá observando a evolução da sua cicatriz pouco a pouco sem deixar de seguir as orientações médicas. Seja paciente e consistente na adoção de medidas preventivas e cuidados com a pele. Provavelmente, ao fim da cicatrização, o resultado será excelente e não será preciso se submeter a técnicas de remoção de cicatrizes.

Referências Adicionais:     

Você se incomodou muito com a cicatriz de mastopexia após a realização do procedimento? Se ainda não fez, preocupa-se com isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário