Como as Bebidas Alcoólicas Vão Afetar Sua Imunidade e Aumentar o Risco de Contrair o Novo Coronavírus

Especialista:
atualizado em 23/03/2020

Produtos essenciais como alimentos perecíveis e papel higiênico, além do tão polêmico álcool em gel, são alguns dos os itens mais procurados nos mercados após o pânico provocado pela pandemia do novo coronavírus e a possível necessidade de estocar alimentos e outras mercadorias.

No entanto, eles não são os únicos. Muitas pessoas têm procurado as bebidas alcoólicas nos mercados para estocá-las temendo um longo período de isolamento forçado, sem ter muito o que fazer dentro de casa.

Mas parece um tanto quanto óbvio que estocar bebidas alcoólicas pode não ser uma boa ideia para sua saúde, especialmente porque, segundo especialistas, elas diminuem a capacidade imunológica do corpo – o que pode ser perigoso em um momento em que estamos buscando alternativas para prevenção do novo coronavírus.

Fora isso, veja como e por que álcool engorda e confira todos os malefícios da cerveja, especificamente, comprovados cientificamente.

Um estudo da Universidade de Maryland e da Universidade Loyola, ambas dos EUA, descobriu que um único episódio de compulsão alimentar enfraquece significativamente o sistema imunológico do corpo.

Como foi o estudo

Os cientistas deram quatro ou cinco doses de vodka a 15 voluntários, homens e mulheres saudáveis, com idade média de 27 anos.

Os exames de sangue após 20 minutos mostraram que seu sistema imunológico aumentou rapidamente, mas os níveis de glóbulos brancos que combatem infecções caíram continuamente quando testados novamente após duas horas e após cinco horas.

Havia também níveis mais altos de um tipo de proteína chamada citocina, que manda uma mensagem ao sistema imunológico para este se tornar menos ativo.

Além do aumento da probabilidade de doenças devido a um sistema imunológico enfraquecido, o consumo de álcool também pode contribuir para o aumento dos níveis de açúcar no sangue e uma qualidade de sono ruim.

Vale lembrar que o sono de boa qualidade é uma coisa que os especialistas recomendam para evitar o risco de contrair coronavírus.

Como o álcool afeta o sistema imunológico?

A ingestão excessiva de álcool pode prejudicar o sistema imunológico do corpo de duas maneiras.

  1. Primeiro, produz uma deficiência nutricional geral, privando o corpo de valiosos nutrientes que estimulam o sistema imunológico.
  2. Segundo, o álcool, assim como o açúcar, quando consumido em excesso, pode reduzir a capacidade dos glóbulos brancos de matar patógenos (micro-organismos capazes de transmitir doenças, como o caso do novo coronavírus).

Altas doses de álcool suprimem a capacidade dos glóbulos brancos de se multiplicarem, inibem a ação protetora dos glóbulos brancos nas células cancerígenas e diminuem a capacidade dos macrófagos em produzir fatores de necrose tumoral.

Uma dose de bebida não parece incomodar o sistema imunológico, mas três ou mais, sim. Os danos ao sistema imunológico aumentam proporcionalmente à quantidade de álcool consumida. Quantidades de álcool suficientes para causar intoxicação também são suficientes para suprimir a imunidade.

O álcool ainda tem a capacidade de aumentar os níveis de inflamação e comprometer a saúde intestinal.

O recomendado é manter a abstinência de álcool total por um período mínimo de cinco noites por semana e uma ou duas noites por semana com bebida moderada.

Você também pode aumentar a ingestão de alimentos bons​​ para intestino em sua dieta, incluindo vegetais de folhas verdes, abóboras e brócolis. Outras maneiras de aumentar sua imunidade incluem priorizar o sono, exercícios regulares e seguir essas dicas de hábitos saudáveis de higiene.

Você tem consumido muita bebida alcoólica durante o período de isolamento e quarentena? Pretende diminuir agora que sabe desses efeitos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário