Como o Álcool Afeta o seu Metabolismo e a Boa Forma

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Apesar de já ter sido provado que uma taça de vinho por dia pode ser bom para sua saúde, também não há como negar que o consumo de álcool, em geral, tem um impacto significativo sobre o seu metabolismo e pode ser um fator chave no aumento de peso.

Quanto mais você souber sobre como o que você consome afeta o seu corpo, quanto mais informado você estiver, mais as suas escolhas significarão uma vida mais feliz e mais saudável para você. Então, vamos falar abaixo sobre o álcool e como ela afeta o seu metabolismo.

Como o álcool não pode ser metabolizado pelo corpo da mesma forma os macronientes (carboidratos, proteínas e gorduras), seu organismo volta as atenções para metabolizá-lo primeiramente. Entenda agora o que acontece com sua função corporal quando está tentando expulsar o álcool de seu organismo.

1. Metabolismo das gorduras

Quando você ingere aquela dose de whisky ou as latinhas de cerveja, elas vão direto para o seu fígado, onde o corpo irá digeri-las. E como o seu fígado controla sua rotina de trabalho? Lisa Eberly, RD, explica que “o fígado, que é responsável pelo metabolismo da gordura, tem uma ‘lista de afazeres’, e ele segue suas prioridades”. Elas são organizadas dessa forma:

  1. Químicos e toxinas (comidas processadas, drogas);
  2. Álcool;
  3. Gordura.

“Se os itens 1 e 2 estiverem em seu organismo, o fígado vai trabalhar bastante para expeli-los primeiramente, deixando a gordura de lado até que os outros dois vão embora”, afirma Lisa.

Isso signifca que o fígado está constantemente trabalhando em sua funções diárias e quebrando a gordura de sua alimentação. Quando você bebe álcool, acaba adicionando mais uma tarefa na função do órgão, que vai para o topo daquela “lista de afazeres”. Seu fígado não consegue e não vai processar a gordura tão rápido e eficientemente quando estiver ao mesmo tempo trabalhando para expelir o álcool, e sendo assim, seu metabolismo desacelera.

2. Metabolismo pancreático

Outra coisa a se preocupar é que o álcool pode inflamar o pâncreas, apesar de que isso não acontece com toda pessoa, e nem toda vez que bebe uma taça de espumante ou vinho. Mas isso poderia impedir as habilidades do pâncreas de controlar os níveis de açúcar no sangue, auxiliar o sistema digestivo e regular o metabolismo geral, que é uma de suas principais funções.

O pâncreas secreta enzimas digestivas como a insulina e o glucagon, dois hormônios que ajudam a regular o metabolismo. Esta inflamação pancreática advinda do álcool pode interferir nisso, e desacelerar o metabolismo por consequência.

Fatores adicionais

  1. E o que falar do estômago? Não ocorre nada demais por lá. Ele participa com uma função secundária no metabolismo do álcool, sendo que nas mulheres apenas 10% do álcool é metabolizado no estômago, o que significa que o pâncreas e o fígado fazem praticamente todo o trabalho sujo para expelir o álcool. Apesar disso, o álcool consumido em excesso pode interferir na absorção de nutrientes pelo organismo.
  2. Em geral, as mulheres têm maior dificuldade para processar o álcool e são mais propensas a estas complicações.
  3. Mais uma coisa a se considerar é que, se você estiver fazer uma dieta contando calorias, é importante notar que o álcool contém mais calorias por grama que os carboidratos.

Assim como é recomendado com todos os diferentes tipos de alimentos, como açúcares e gorduras, preste atenção no que você tem ingerido. Antes de tomar alguns bons drinks por aí, esteja consciente de que pode fazer melhores escolhas para seu organismo e saúde.

Você costuma consumir bebidas alcoólicas com certa frequência? Acredita que isso pode estar atrapalhando seu metabolismo e boa forma? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (11 votos, média: 4,27 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

2 comentários em “Como o Álcool Afeta o seu Metabolismo e a Boa Forma”

  1. Eu estou passando a beber álcool (só pinga) todos os dias para ganhar peso. Em 2018 eu estava com 100kg e aquilo pra mim não era normal, eu bebia sempre e acho que isso me ajudou a ganhar peso, mas aí eu comeceia fazer academia e entrei numa dieta bem regrada, cortei lanches, álcool e tudo de ruim que eu consumia, mas aí eu comecei a perder muito peso, muito mesmo, e comecei a me desesperar. Não importa o quanto eu coma, eu nunca ganho 1kg sequer na balança, só perco, foi então que decidi voltar a vida dos lanches diários e do álcool pra ver se consigo ganhar peso de novo.