Como pular corda e erros comuns

Especialista da área:
atualizado em 28/12/2021

Pular corda é um dos melhores exercícios para emagrecer e movimentar todo o corpo. De fato, pular corda queima muitas calorias e requer o uso de diversos músculos.

O exercício é capaz de tonificar os músculos das pernas, dos glúteos e do abdômen ao mesmo tempo. Além disso, ele é um exercício aeróbico que fortalece o sistema cardiovascular, trazendo vários benefícios para a saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

Ainda que pareça um exercício fácil, pular corda corretamente é desafiador, pois requer bastante esforço, equilíbrio, resistência e coordenação motora. Veja então como fazer esse exercício corretamente.

Como pular corda

pular corda

Antes de começar a pular corda, ajuste o tamanho da corda. Para isso, segure uma alça da corda em cada mão e pise no centro da corda com ambos os pés. Em seguida, ajuste o comprimento da corda de modo que as alças fiquem na altura do seu peito.

Então, junte os pés, flexione levemente os joelhos, posicione a corda atrás dos seus calcanhares e gire a corda para a frente. Use seus antebraços para iniciar o movimento e depois use apenas os pulsos para continuar girando a corda.

Quando a corda estiver próxima dos seus pés, salte. Não se esqueça de manter os joelhos levemente dobrados durante o movimento e de retornar ao chão com as pontas dos pés.

Ao longo do exercício, mantenha a postura correta olhando para a frente, contraindo o abdômen e mantendo as costas retas.

  Continua Depois da Publicidade  

Se você é iniciante no salto, um bom começo é pular durante um minuto e parar para um minuto de descanso. 

Assim que você se adaptar ao exercício, você pode dificultá-lo tentando o salto duplo (ou double under), em que você deve girar a corda duas vezes durante um único salto. Seu personal trainer ou professor de educação física pode te ajudar com variações desse tipo para tornar seu treino mais difícil.

Erros comuns

Mulher pulando corda
É importante estar atento ao tamanho da corda que vai usar no exercício

Pular corda não é tão fácil quanto parece. Por isso, confira os principais erros que as pessoas cometem ao pular corda para não repeti-los.

Não ajustar o tamanho da corda

Quando a corda é muito grande, ela se arrasta no chão e te atrapalha na hora do giro. Por outro lado, a corda muito curta vai bater no seu tornozelo e dificultar o pulo, e inclusive pode aumentar o risco de queda.

Colocar o calcanhar no chão

O ideal é que você salte usando apenas as pontas dos pés e mantenha os joelhos levemente flexionados. Isso evita que os calcanhares e os joelhos fiquem sobrecarregados durante o exercício, diminuindo o risco de lesões.

Mexer muito os braços

É importante manter os braços sempre próximos ao corpo, pois ao afastá-los, você acaba encurtando o comprimento da corda, aumentando o risco de tropeçar durante os saltos.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, vale lembrar que os braços quase não se mexem durante o exercício. Quem deve guiar o giro da corda são os pulsos e não os braços.

Pular muito alto

Saltar muito alto pode te dar a impressão de que o exercício está sendo mais eficaz. No entanto, isso aumenta a pressão sobre as articulações e o esforço necessário para pular corda. Além de elevar o risco de lesões, pular alto vai fazer você se cansar mais rapidamente.

Usar o tipo de corda errado

Começar a pular corda com uma corda profissional é um erro. Geralmente, essas cordas são mais finas e feitas de aço. Por conta disso, elas são mais resistentes e também mais rápidas. Ao usar uma corda desse tipo, você vai precisar ter mais agilidade, o que pode ser bem difícil no início.

Assim, se você não tem o costume de pular corda, o ideal é iniciar o exercício com uma corda mais simples, feita de plástico mesmo. Normalmente, as cordas de plástico são mais grossas, mais lentas e mais fáceis de usar, sendo ideais para aprender o movimento correto. Além disso, você corre menos risco de se machucar.

Mais dicas para pular corda com segurança

Se você tem dificuldade para pular corda da forma correta, pule se olhando no espelho ou peça para alguém te filmar. Isso pode ajudar você a enxergar os seus erros e corrigi-los. 

Por fim, também é importante usar um calçado adequado para amortecer o impacto e, assim, reduzir o risco de lesões nos joelhos.

  Continua Depois da Publicidade  

Além disso, quem está acima do peso ou tem algum problema nas articulações deve consultar um médico antes de começar a pular corda, já que se trata de um exercício de alto impacto.

Mas se você não tiver nenhuma restrição de saúde, inclua o exercício de pular corda nos seus treinos, pois isso vai fortalecer os seus membros inferiores, te ajudar na perda de peso e melhorar o seu condicionamento físico.

Fontes e referências adicionais

Você pula corda da maneira correta ou acha que pode melhorar a técnica? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é Personal Trainer - CREF 1859 G/SE. Formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário