Compressa

Compressa Quente ou Fria – Qual Usar em Casa Condição?

O uso de compressa quente ou fria pode ajudar a tratar as dores e ser extremamente eficaz para várias condições diferentes, além de ser acessível e feita em casa. A parte complicada é saber quais as situações aplicar a compressa quente ou fria – ou as duas.

Antes de falar sobre as possíveis aplicações, vamos entender como cada uma delas funciona.

Compressa quente – Terapia de calor

Aumentar a temperatura de uma região costuma melhorar a circulação e o fluxo sanguíneo. Essa condição pode aliviar o desconforto e aumentar a flexibilidade muscular, além de relaxar e aliviar os músculos e curar os tecidos danificados.

Tipos

Existem dois tipos de compressas quentes, a seca e úmida. Os dois tipos devem trazer uma temperatura quente que seja suportada pela pele. De forma nenhuma o calor pode incomodar ou queimar a região.

  1. Calor seco: Inclui o uso de almofadas de aquecimento, pacotes de aquecimento seco e até mesmo saunas. Este calor é fácil de aplicar.
  2. Calor úmido: Inclui fontes como toalhas cozidas no vapor, pacotes de aquecimento úmido ou banhos quentes. Vale destacar que o calor úmido pode ser um pouco mais eficaz e requer menos tempo de aplicação para os mesmos resultados.

A compressa local é recomendada para pequenas áreas de dor, como um músculo rígido. Você pode usar pequenos pacotes de gel aquecido ou uma garrafa de água quente. Já o tratamento para regiões maiores pode ser feito com uma toalha ou uma grande almofada de aquecimento. O tratamento corporal completo incluiria uma imersão, como o banho quente, por exemplo.

Quando não usar

Existem situações em que a compressa quente não deve ser usada. Se a área em questão estiver machucada ou inchada (ou ambas) e com ferida aberta. Também não deve ser utilizada em certas condições pré-existentes devido ao risco de queimaduras ou complicações devido à aplicação de calor. Essas condições incluem:

  • Quadros de diabetes.
  • Dermatite.
  • Doenças vasculares.
  • Trombose venosa profunda.
  • Esclerose múltipla (EM).

Se o seu caso inclui doença cardíaca, hipertensão ou gravidez, verifique com seu médico antes de usar saunas ou banheiras de hidromassagem.

Aplicando a compressa quente

A compressa quente é mais eficaz quando usada por um bom tempo. Rigidez ou tensões simples podem ser aliviadas depois de 15 a 20 minutos da aplicação.

A recomendação para dor moderada a grave são as sessões mais completas, como banho morno, com duração entre 30 minutos e duas horas.

Compressa fria – Terapia fria

A compressa fria atua reduzindo o fluxo sanguíneo, o que pode reduzir significativamente a inflamação e o inchaço que causam dor, especialmente em torno de uma articulação ou de um tendão. Ela é conhecida também por crioterapia e pode reduzir temporariamente a atividade nervosa, o que ajuda consideravelmente na dor.

Tipos

São muitas as formas de aplicar a compressa fria em uma área afetada. As alternativas incluem as compressas com gelo ou pacotes de gel congelados, massagem com gelo e banhos gelados.

Quando não usar

Aqueles com distúrbios sensoriais que impedem de sentir certas sensações não devem usar a terapia fria em casa porque podem não ser capazes de sentir se algum dano está sendo causado. Isso inclui:

  • Quadros de diabetes, porque pode resultar em danos nos nervos e sensibilidade reduzida.
  • Músculos rígidos ou articulações.
  • Má circulação.

Aplicando a compressa fria

Para tratamento em casa, aplique uma compressa de gelo envolvida em uma toalha ou banho gelado na área afetada. Nunca aplique o gelo diretamente na pele, pois pode causar danos à pele e aos tecidos. Em caso de lesões, seja rápido, e aplique imediatamente.

A compressa fria pode ser feita por curtos períodos de tempo, várias vezes ao dia. 10 a 15 minutos é o recomendado e seguro para prevenir danos aos nervos, tecidos e pele.

Possíveis riscos de compressa quente ou fria

– Compressa quente

É importante estar atento à temperatura, pois isso evitará possíveis queimaduras. Outro ponto é que quando aplicada sobre uma infecção, há uma chance de que a terapia de calor possa aumentar o risco de disseminação da infecção.

O calor aplicado diretamente em uma área do corpo não deve ultrapassar 20 minutos de cada vez, e se durante o procedimento sentir aumento de volume, interrompa o tratamento imediatamente.

Caso você tenha realizado as compressas seguindo as recomendações e ela não ajudou, procure ajuda médica.

– Compressa fria

Para a pele, tecidos ou nervos, o principal risco é quando a compressa é aplicada por muito tempo ou diretamente no local.

Se você tem doença cardíaca ou cardiovascular ou se a compressa não ajudou a lesão ou inchaço dentro de 48 horas, procure um médico.

Segurança

Se a compressa quente ou fria piorar a dor ou o desconforto, pare imediatamente.

Caso o tratamento tenha sido feito corretamente e não ajudado a aliviar os sintomas, ou tenha causado hematomas ou alterações na pele, consulte o seu médico.

Qual usar em casa e em qual condição?

Utilizar compressa quente ou fria é um recurso simples e fácil, que pode ser usado em casa, com poucos recursos, para ajudar em alguns tratamentos. Confira em quais situações elas são eficazes e qual é a mais recomendada.

– Dor lombar

A dor lombar é muito comum, especialmente em adultos entre as idades de 30 e 50 anos. O desconforto na região pode ser crônico ou contínuo e também uma condição súbita e breve conhecida como dor aguda.

Causas da dor são puxões musculares e espasmos, irritação dos nervos e anormalidades da coluna vertebral, como um disco escorregadio ou estenose espinhal.

Você pode utilizar a compressa quente ou fria para essa situação. A compressa quente ajudará a relaxar os músculos, reduzir a tensão e aliviar os espasmos. Já a fria pode ajudar a reduzir o inchaço e a inflamação.

Alterne as compressas e aplique várias vezes ao dia. A duração média de cada uma deverá ser de no máximo 15 minutos.

– Enxaqueca e dor de cabeça

Caso você esteja sofrendo com dores de cabeça há anos ou apenas recentemente, observe os sinais. Essa atitude poderá ajudar a descobrir quando as dores de cabeça começam e o que as desencadeia, pois assim você poderá definir entre a compressa quente ou fria para o tratamento da dor.

  • Enxaqueca: Em geral, para os pacientes com enxaqueca que experimentam halos visual antes e durante a dor, o frio deve ser aplicado assim que começar a notar os primeiros sinais de alterações visuais ou sensoriais combinados com um medicamento para a dor. Isso acontece porque as enxaquecas são causadas pela inflamação dos vasos sanguíneos da cabeça e o frio pode ajudar a desinflamar.
  • Dor de cabeça: Dores de cabeça relacionada ao estresse são causadas pela constrição dos vasos sanguíneos na cabeça. Para essa condição, a melhor opção é a compressa quente, que fará com que os vasos sanguíneos se dilatem. A aplicação de calor pode impedir que os vasos sanguíneos se tornem muito constritos, encurtando a duração das dores de cabeça.

Por último, mas certamente não menos importante, a aplicação de calor pode aliviar dores de cabeça causadas pelo consumo de álcool e também pelo consumo de bebidas esportivas com baixo teor de açúcar com eletrólitos. A constrição dos vasos sanguíneos é uma parte importante dessas dores de cabeça.

– Dor de dente

Se você está com dor de dente, a compressa pode ajudar a aliviar a dor, inchaço ou outros sintomas.

A compressa fria pode ser usada para aliviar qualquer dor que estiver sentindo, especialmente se algum tipo de trauma tiver causado sua dor de dente. A sua aplicação faz com que os vasos sanguíneos na área se contraiam resultando em uma dor seja menos severa. O frio também pode reduzir qualquer inchaço e inflamação.

Para usar essa abordagem, faça uma compressa por no máximo 20 minutos. Você pode repetir o procedimento algumas vezes durante o dia até melhorar a dor.

Vale ressaltar que dores de dente mais graves podem exigir a intervenção de um dentista. Se os seus sintomas persistirem por mais de um dia ou dois, consulte seu dentista. Ele poderá fornecer orientações sobre como aliviar seus sintomas e prevenir futuras dores.

– Dor na coluna

Se você tem um nervo comprimido em sua coluna, você pode conseguir um alívio significativo com a compressa quente ou fria.

Antes de iniciar qualquer nova forma de tratamento do nervo comprimido, você deve sempre consultar o seu médico para se certificar de que a sua iniciativa é apropriada. Dito isso, aqui estão algumas diretrizes gerais sobre como usar as compressas para aliviar a dor na coluna causada pelo nervo comprimido.

  • Compressa quente. O calor pode ajudar a relaxar os músculos, reduzir a tensão e aliviar os espasmos.
  • Compressa fria. O frio pode ajudar a reduzir o inchaço e a inflamação.

As compressas trabalham de formas diferentes, e ambas podem ter um lugar em um plano de tratamento do nervo comprimido e não há razão para usar mais uma do que outra. O objetivo é encontrar a que funciona melhor para você.

Ambas devem ser colocadas diretamente no local da dor por 10 a 15 minutos e poderão ser aplicadas algumas vezes durante o dia.

– Inchaço

A compressa fria reduz o fluxo sanguíneo em uma área lesada. Isso diminui a taxa de inflamação e reduz o risco de inchaço e danos nos tecidos. Além disso, adormece o local dolorido, agindo como um anestésico local e retarda as mensagens de dor transmitidas ao cérebro.

A compressa fria pode ajudar a tratar uma articulação ou músculo inchado e inflamado. É mais eficaz dentro de 48 horas de uma lesão.

Aplique na área inflamada por 20 minutos, a cada 4 a 6 horas, durante 3 dias.

– Hérnia de disco

Sua coluna vertebral é composta de uma série vértebras empilhadas. De cima para baixo, a coluna inclui sete ossos na coluna cervical, 12 na coluna torácica e cinco na coluna lombar, seguidos pelo sacro e pelo cóccix na base.

Esses discos amortecem as articulações durante o impacto, permitem o movimento na coluna e mantêm as vértebras no lugar. Uma hérnia de disco ocorre quando um disco se rompe, causando vazamento. Geralmente ocorre com movimentos de elevação, puxão, flexão ou torção. Má postura e baixa ergonomia também podem contribuir para a sua probabilidade.

Essa condição causa dor e desconforto. Se a hérnia comprimir um dos seus nervos espinhais, você também pode sentir dormência e dor ao longo do nervo afetado. Em casos graves, você pode precisar de uma cirurgia para remover ou reparar.

A compressa quente poderá ser aplicada para ajudar a aliviar espasmos musculares dolorosos após as primeiras 48 horas. Um banho quente também pode ser uma boa alternativa.

– Tendinite

Os tendões são bandas de tecido fibroso que se conectam os músculos aos ossos e ajudam os músculos a iniciar e controlar o movimento nas articulações. Tendinite geralmente ocorre quando movimentos repetitivos, estresse ou lesões repetidas irritam um tendão o resultado é dor e inchaço nos tendões em torno de uma articulação, como o tornozelo, cotovelo ou ombro. Seus tendões se tornam menos flexíveis com a idade, então a tendinite é mais comum à medida que você envelhece. Usar compressa quente ou fria, principalmente alternadas, ajuda a aliviar os sintomas.

Caso a tendinite não seja crônica e apresente sintomas pela primeira vez, a compressa fria é melhor, especialmente nos primeiros três dias. O frio entorpece a dor e faz com que os vasos sanguíneos se contraiam, o que ajuda a reduzir o inchaço.

Após os primeiros três dias, ou para os casos crônicos a compressa quente pode proporcionar um melhor resultado. O calor pode aumentar o fluxo sanguíneo para uma lesão, o que pode ajudar a promover a cicatrização. O calor também relaxa os músculos, o que promove o alívio da dor.

Para ambas as aplicações devem respeitar o tempo de 15 a 20 minutos a cada quatro a seis horas.

– Dor muscular

A dor muscular causada por pequenas lesões, estresse ou exercício físico pode ser tratada em casa. Mas a dor decorrente de lesões graves ou doença sistêmica requer cuidados médicos.

As dores caracterizadas por um músculo “puxado” ou tenso costumam responder bem à compressa fria que será capaz de diminuir a dor e ajudar a reduzir o inchaço. Aplique na área dolorida por no máximo 20 minutos, várias vezes ao dia.

– Dor causada por injeção ou vacina

O local da injeção pode inchar e ficar inflamado, causando dor e desconforto. Para aliviar a dor, aplique a compressa fria no local da injeção ou logo após receber a vacina. Isso ajudará a combater a dor e aliviar a inflamação. Faça isso por pelo menos duas ou três vezes durante o dia.

– Artrite reumatoide

A artrite reumatóide (AR) é uma doença autoimune que pode causar dor nas articulações e danos em todo o corpo. O dano articular que a AR provoca geralmente acontece em ambos os lados. Se uma articulação for afetada em um dos braços ou pernas, a mesma articulação no outro braço ou perna provavelmente também será afetada.

Os tratamentos funcionam melhor quando ela é diagnosticada precocemente. Os sinais incluem dor nas articulações, inchaço, rigidez e até perda da função articular. Não há cura, mas existem tratamentos que podem controlar a dor e a resposta inflamatória ajudando a prevenir danos adicionais às articulações e órgãos.

Certos tratamentos caseiros podem ajudar a melhorar a qualidade de vida, entre eles a compressa quente ou fria. O uso de ambas alternadas pode ajudar a reduzir a inflamação e a dor. Também podem ser eficazes contra espasmos musculares.

– Varizes

As veias varicosas são veias alargadas que não são úteis para o corpo. Eles são mais comuns nas pernas e pés por causa da alta pressão nessas áreas de pé e andar e podem ser dolorosas ou coçarem. O gelo pode atuar como um anti-inflamatório natural. Use compressas frias em suas pernas e pés. A compressa fria também ajudará a reduzir a dor das veias varicosas. 

– Cólica menstrual

Para casos de cólicas menstruais, geralmente a recomendação é o uso do calor. Ele pode ser obtido através de um banho ou compressa quente para o aquecimento da área pélvica. Um estudo mostrou melhora da cólica menstrual com a aplicação de compressa quente e não fria. O mecanismo não é completamente compreendido, mas as teorias incluem relaxamento do músculo liso do útero e aumento do fluxo sanguíneo uterino.

– Torcicolo e dores no pescoço

Se o seu pescoço está “trancado”, e você sente uma forte dor ou rigidez impedindo o movimento de girar, você certamente está com um torcicolo e uma compressa quente ou fria pode ajudar a aliviar.

Para esse caso, ambas são úteis. Elas podem ser utilizadas alternadamente, contribuindo de maneiras diferentes para o problema.

A compressa fria restringirá o fluxo sanguíneo, fazendo com que o sangramento e qualquer inflamação diminuam. Já a aplicação de calor vai contribuir com a dilatação dos vasos sanguíneos, aumentando o fluxo sanguíneo para o músculo, o que pode ter um efeito relaxante e ajudar no alívio da dor.

As compressas podem ser aplicadas várias vezes ao dia, pelo tempo de 15 a 20 minutos a cada.

Para dores no pescoço você também poderá usar a compressa quente e fria alternada. Caso tenha feito algo para ferir, como um movimento rápido, a compressa fria será a melhor opção. Porém se você acabou de acordar e está sentindo o pescoço um pouco rígido, mas consegue mexer normalmente, a compressa quente ajudará a relaxar os músculos e aliviar um pouco a dor.

– Ombros

Dor no ombro pode ocorrer em qualquer um dos muitos músculos, ligamentos ou tendões em torno de seu ombro. Uma vez que seu ombro começa a doer, pode ser difícil se concentrar em qualquer outra coisa. Pessoas de todas as idades podem sentir dor no ombro, no entanto, as pessoas que usam laptops, tablets e smartphones por longos períodos são mais propensas a esse problema.

Às vezes, a dor é causada por algum tipo de lesão no pescoço ou no bíceps. Outras causas de dor no ombro incluem artrite, bursite, tendinite, esporões ósseos, cartilagem rasgada, um osso do ombro quebrado, ombro congelado e lesão da medula espinhal. Além da dor, pode-se experimentar sintomas como inchaço e dificuldade para mover o ombro e sensibilidade ao redor da articulação.

A boa notícia é que podemos tratar os casos mais simples de dores no ombro em casa com compressas. Quando combinadas elas contribuirão muito com o tratamento.

A compressa fria ajudará com as dores, ajudando a anestesiar a área. A quente também ajuda a tratar a dor no ombro, a inflamação e o inchaço. É melhor usar compressas quentes após 48 horas da lesão ocorrida. Compressas quentes também ajudam a aliviar a dor dos músculos estressados.

Saber quando usar a compressa quente ou fria aumentará significativamente a eficácia do tratamento. Procure seguir as recomendações para cada situação e aplicar corretamente. Vale reforçar que se o problema persistir você deverá procurar ajuda médica.

Referências adicionais:

Você se confundia em relação a quando usar compressa quente ou fria em algum tipo de dor específica? Qual delas? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 4,80 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*