4 remédios caseiros para conjuntivite e como preparar

Especialista da área:
atualizado em 14/03/2022

A conjuntivite é uma doença contagiosa, e bastante incômoda. Por isso, quem passa por essa condição quer se livrar dela o mais rápido possível. E nesses casos, existem alguns remédios caseiros que de fato podem ajudar nesse sentido.

Entretanto, eles não devem substituir o tratamento médico, que você deve seguir à risca. Mas, eles podem aliviar o incômodo causado pelos sintomas da doença, funcionando como um complemento.

  Continua Depois da Publicidade  

Veja também: Conjuntivite viral: como se pega e quais os sintomas?

4 remédios caseiros para conjuntivite

1. Compressa de água fria

O primeiro item da lista é bem simples. Para preparar, você vai precisar apenas de água e gaze ou algodão (sem fiapos). A compressa de água fria pode diminuir o inchaço da pálpebra, a dor e o desconforto causados pela conjuntivite. 

Entretanto, quem se sentir mais confortável com ela, também pode fazer a compressa com água morna. Mas, não use a água muito quente, pois isso pode piorar a conjuntivite ou queimar as pálpebras.

Como preparar

Basta molhar o pedaço de gaze ou algodão bem limpo na água e passar na pálpebra com o olho fechado. No entanto, não aperte forte para não machucar os seus olhos.

Deixe a compressa agir por alguns minutos até aliviar os sintomas. Quando perder a temperatura da sua preferência, você pode trocar por outra compressa.

  Continua Depois da Publicidade  

Se a conjuntivite afetar apenas um dos olhos, não toque o outro olho com o mesmo algodão ou gaze usado na compressa.

2. Soro fisiológico

De um modo parecido com as compressas, outra opção de remédio caseiro para conjuntivite é usar o soro fisiológico gelado para amenizar os sintomas e o desconforto. 

O produto é indicado por ser uma mistura de sal e água, parecida com as lágrimas, que são a forma natural que os olhos têm para se limpar. 

Como preparar

Quando o objetivo é a limpeza dos olhos, o ideal é utilizar o soro fisiológico esterilizado. Portanto, para testá-lo como um dos remédios caseiros para conjuntivite, você vai precisar comprar uma embalagem fechada, esterilizada e individual (de utilização única).

No entanto, as gotinhas de soro fisiológico não devem ser aplicadas com muita frequência, pois o excesso de sal pode causar ou piorar a irritação já presente nos olhos.

Soro fisiológico
O soro fisiológico já é um remédio caseiro conhecido para problemas nos olhos

3. Saquinhos de chá

Embora não existam estudos que mostrem como os saquinhos de chá podem afetar os olhos ou se eles são bons contra infecções oculares, alguns chás como camomila, chá verde e chá preto tem ação anti-inflamatória.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, é daí que vem a ideia que eles podem funcionar como remédios caseiros para conjuntivite, ajudando a diminuir o inchaço.

Como preparar

A ideia é simples: colocar saquinhos de chás gelados sobre os olhos fechados. Além de tentar aliviar o incômodo nos olhos, fazer isso pode ser uma forma de relaxar enquanto a conjuntivite não vai embora de vez. 

4. Óleo essencial de lavanda

Este remédio caseiro para conjuntivite deve ser usado apenas perto, jamais diretamente nos olhos, o que pode ser perigoso. O óleo essencial de lavanda aparece na lista porque acredita-se que ele pode amenizar a coceira e ajudar contra os sintomas da conjuntivite viral.

Como preparar

Dilua um pouco de óleo essencial puro de lavanda e passe próximo aos olhos. Mas, mantenha pelo menos 1,5 cm de distância dos olhos, colocando acima do osso da sobrancelha ou abaixo da maçã do rosto. Ao aplicar, preste atenção para não deixar respingar nos olhos.

Óleo de lavanda
O óleo de lavanda pode ajudar a amenizar a coceira da conjuntivite

Ao lado dos remédios caseiros para conjuntivite, não se esqueça desses cuidados

Além de testar os remédios caseiros para conjuntivite é essencial tomar uma série de cuidados enquanto se recupera da doença. Isso inclui evitar coçar os olhos para diminuir a irritação, não colocar as mãos no rosto para evitar a recontaminação e lavar as mãos com frequência.

Por exemplo, as mãos devem ser lavadas sempre antes e depois de aplicar o colírio. Falando nisso, ao pingar o remédio, tome cuidado para não encostar o frasco nos olhos. 

  Continua Depois da Publicidade  

Aliás, ainda sobre o colírio, não podemos deixar de alertar que você só deve usar aquele que foi prescrito pelo médico, seguindo as instruções que o profissional passar. Isso porque existem diferentes tipos de conjuntivite e cada uma deve ser tratada de um jeito diferente. Além da viral, há a conjuntivite alérgica e a conjuntivite bacteriana

Adicionalmente, algo muito importante é não usar lentes de contato enquanto está com conjuntivite, e se estiver tratando com colírios e pomadas. O tempo que você vai precisar ficar sem as lentes depende do que causou a doença, de acordo com as orientações do seu médico.

Além disso, converse com ele para saber se será preciso jogar fora as lentes, as soluções para limpeza das lentes ou até mesmo a caixinha onde as guarda.

Fontes e referências adicionais

Você já experimentou algum desses remédios caseiros para conjuntivite? Quando foi a última vez que teve conjuntivite? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Haroldo Vieira Junior

Dr Haroldo Vieira de Moraes Junior é Oftalmologista - CRM 380377 RJ. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1981. Em seguida concluiu Mestrado em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1986 e Doutorado em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Pós-Doutorado no National Eye Institute do National Institutes of Health (NIH/NEI) durante 1998/1999 e Livre Docente em Oftalmologia pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP (2001), atualmente é Professor Titular de Oftalmologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Oftalmologia clinica e cirúrgica, atuando como Coordenador de Pós-Graduação em Oftalmologia com área de atuação em inflamação ocular (uveites, sarcoidose e toxoplasmose). Dr. Haroldo é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Para mais informações, entre em contato com ele.

Deixe um comentário