Detonando Mitos da Queima de Gordura

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

Prepare-se para detonar algum dos mitos comuns sobre queima de gordura aqui conosco.

Índice deste artigo:

Mito

O corpo para de gastar um tipo de combustível quando muda sua fonte.

A verdade: O que é comumente confundido é que o corpo utiliza tanto gordura quanto carboidratos como fonte de energia constantemente, mas em diferentes proporções. Na verdade, enquanto você está sentado lendo este texto, pode estar queimando por volta de 50 a 60% de gordura e 50 a 40% de carboidratos.

Você não utiliza muito de nenhum dos dois, mas por conta da quantidade de calorias necessárias para a atividade, soma-se cerca de uma ou duas calorias por minuto. Se se levantasse e começasse a trotar, seu corpo precisaria de energia rapidamente, e essa mudança no metabolismo pode mudar a proporção para 70% de carboidratos e 30% de gorduras, por exemplo.

Caso continue a trotar, com o intuito de racionalizar carboidratos (que podem exaurir, já que há um estoque limitado no corpo), seu corpo vai gradualmente mudando a proporção para 60% gorduras e 40% carboidratos, por exemplo. De um ponto de vista de eficiência do gasto energético, vale a pena ser saudável. Um atleta de resistência consegue fazer essa troca mais rapidamente, e sua participação da queima de gordura na proporção pode subir para 65 a 70%.

Entretanto, na prática não é bem assim, e essas proporções não fazem uma grande diferença ao se falar de perda de peso e queima de gordura. Na maioria dos casos, atletas são mais magros menos por causa do seu uso de gorduras como combustível e mais por se exercitar duas, três horas ou mais por dia – queimando mais calorias.

Se você tivesse tempo, energia e capacidade para se exercitar três horas por dia, o excesso de peso provavelmente não seria um problema. Para perder peso, basta queimar mais calorias do que se ingere diariamente. Exercícios físicos são uma das principais maneiras de se queimar muitas calorias. Mas ao se falar de perda de peso, o que importa é queimar, não importando muito se são calorias de gordura ou de carboidratos.

Mito

Exercícios de baixa intensidade, como caminhadas, são melhores para perder gordura do que atividades de alta intensidade, como corridas extenuantes.

A verdade: Em termos estritamente científicos, isso é verdade, pois exercícios de baixa intensidade requerem menos gastos rápidos de energia e a queima de gordura seria maior. Mas você também queima menos do que poderia se, na mesma quantidade de tempo, se exercitasse com mais intensidade (corrida x caminhada). Se você está tentando perder peso, mesmo que uma maior fração de gordura esteja sendo utilizada, uma quantidade menor de gordura é perdida.

Se um aumento na queima de gordura resultará em perda de peso, dependerá de diversos fatores, incluindo o total de calorias queimadas (contando ambas oriundas de gordura e de carboidratos) e o total de calorias oriundas de gordura queimadas. Se você se exercita em baixas intensidades, deve-se aumentar a duração do exercício para queimar mais.

O que mais importa é o total de calorias queimadas. Se você queima 250 calorias diariamente com trotes rápidos, mas velozes, você poderá obter mais resultados do que se caminhasse todos os dias pelo mesmo tempo.

A quantidade de calorias das gorduras não é tão importante, porque mesmo que se queimem muitas calorias dos carboidratos, estas ainda precisam ser repostas por calorias vindas da alimentação e também de outras partes do corpo. Suas reservas de gordura serão catabolizadas e transformadas em carboidratos quando precisar de energia. Mesmo que se queimem mais calorias de carboidratos e menos de gorduras, suas reservas de gordura irão ser utilizadas inevitavelmente.

Resume-se a isso: durante uma mesma duração, você usa menos calorias em exercícios mais leves. Se o objetivo é perder peso e só se tem 30 minutos, você irá queimar menos em uma caminhada do que em um trote leve.

Exercitar-se com maior intensidade pode fazê-lo queimar uma menor percentagem de gordura, mas como irá queimar um total maior de calorias, ainda assim irá utilizar mais gordura.

Exercícios de intensidade baixa a moderada podem queimar uma quantidade significativa de calorias a longo prazo. Se você não tem condições de saúde para se exercitar em altas intensidades, ou se tiver alguma lesão que o impeça, ainda se pode queimar bastante com treinos leves por períodos maiores.

Mito

Corrida, bicicleta, ou outras atividades aeróbicas que aumentam a queima após 15 ou 20 minutos.

A verdade: Tecnicamente, após 15 ou 20 minutos de exercícios, seu corpo realizou a troca para maior percentual de uso de gordura como combustível. Mas, novamente, se o objetivo é perder peso, o que importa é a quantidade e não sua origem.

Por exemplo, digamos que você queime até 60% de gordura em repouso. Ao iniciar um exercício intenso, a proporção muda. Você queimará apenas 30% de gordura porque seu corpo precisa da energia rápida dos carboidratos. Uma vez que esse exercício se mantém, o corpo muda de volta para um maior uso das gorduras (até 75%).

Nessa fase aeróbica do exercício, um maior percentual de gordura é utilizado como energia. Mas mesmo que você não estiver se exercitando por um longo período, ainda pode queimar mais calorias totais e, portanto, terá uma maior queima de gordura ao aumentar a intensidade.

Colocando de outra forma, se queimar o máximo de calorias é a melhor forma para perder peso, qualquer um pode descobrir qual dessas atividades vai dar o melhor resultado (trote e corrida), mesmo que a queima de gordura seja menor, proporcionalmente.

Atividade Queima Calórica Proporção de gordura Calorias de gordura
Assitir TV por 20 minutos 40 calorias 60 % 24 calorias
Caminhar por 20 minutos 100 calorias 65 % 65 calorias
Trote e corrida por 20 minutos 250 calorias 40 % 100 calorias

Você costuma fazer seus exercícios aeróbicos de que forma? De alta ou baixa intensidade, e com um período de duração menor ou maior? Comente abaixo seus resultados de queima de gordura com isso.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário

1 comentário em “Detonando Mitos da Queima de Gordura”