Home » Saúde » Estômago » Dor no Umbigo – O Que Pode Ser?

Dor no Umbigo – O Que Pode Ser?

Dor no umbigo

Algumas pessoas podem sentir dor no umbigo e embora essa não seja uma dor muito comum, ela pode ser muito incômoda.

  Continua Depois da Publicidade  

A dor no umbigo pode ser aguda ou leve e pode ser constante ou não. Além disso, a dor no umbigo pode irradiar para outras partes do corpo.

Apesar de não ser uma doença, existem alguns problemas de saúde que podem resultar em dor no umbigo. Assim, uma avaliação de vários sintomas deve ser considerada para determinar a causa da dor.

Além de saber as possíveis causas desse desconforto, você vai encontrar mais abaixo dicas de como proceder nesses casos.

Dor no umbigo

A dor no umbigo pode ou não vir acompanhada de outros sintomas. No umbigo, é possível que a pessoa sinta apenas uma dor aguda ou também uma sensação de inchaço ou de que algo está puxando o umbigo.

  Continua Depois da Publicidade  

Essa dor também pode ser chamada no meio médico de dor periumbilical, que é um tipo de dor abdominal que é sentida ao redor ou logo atrás do umbigo na região conhecida como região umbilical.

Sintomas graves que podem ser observados em conjunto com uma dor de umbigo incluem:

  • Dor constante por mais de 4 horas;
  • Vômito com sangue;
  • Falta de ar;
  • Dor no peito que irradia para a mandíbula, para o pescoço ou para o braço;
  • Sangue nas fezes;
  • Dor no peito ao fazer algum esforço.

Ao observar sintomas como os citados acima, é importante procurar assistência médica, pois pode estar acontecendo uma situação de emergência.

No entanto, na maioria dos casos, a dor no umbigo não é nada grave e pode ser facilmente resolvida.

Para entender melhor o que pode ser essa dor, listamos algumas possíveis causas a seguir que dependem diretamente da presença de outros sinais além da dor.

O que pode ser?

As causas mais comuns de dor no umbigo costumam ser problemas gastrointestinais como constipação ou indigestão ou também pode ser gravidez. Além disso, algumas condições de saúde temporárias podem causar o desconforto ou pessoas que passaram por cirurgias abdominais recentemente também podem sentir dor no umbigo.

  Continua Depois da Publicidade  

Vamos detalhar então caso a caso.

1. Indigestão

A indigestão é causada por problemas estomacais. Alguns sintomas que costumam ser observados nessa condição são queimação no estômago, dor e desconforto abdominal na parte superior que pode irradiar para a área do umbigo, náusea, desconforto após as refeições e sensação de plenitude.

  Continua Depois da Publicidade  

Segundo o National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases, 1 em 4 americanos já tiveram indigestão e 3 em 4 pessoas que procuram ajuda médica para solucionar esse desconforto são diagnosticadas com dispepsia funcional.

A dispepsia funcional é uma condição que causa dor na parte superior do estômago que pode alcançar o umbigo. Infelizmente, a causa da dispepsia ainda não é conhecida.

O que fazer

Problemas digestivos em geral são tratados com antiácidos. Esses medicamentos também podem ser usados para tratar a dispepsia funcional e um tratamento alternativo para reduzir a produção de suco gástrico também pode ser indicado.

O ideal é entender a causa da indigestão para tratar da forma mais adequada. Em alguns casos, por exemplo, a indigestão pode ocorrer devido a uma intolerância alimentar e o tratamento inadequado não resolverá o problema.

2. Gravidez

Sentir dor no umbigo durante a gravidez é normal e não precisa ser motivo de desespero. Durante a gestação, o corpo da mulher sofre várias alterações. Dentre elas, pode ocorrer uma leve hérnia umbilical, que pode resultar em dor no estômago. Esses tipos de hérnias são uma pequena protuberância no umbigo que afetam mais as mulheres que estão grávidas de gêmeos ou múltiplos ou que estão muito obesas durante a gestação.

Os principais sintomas de uma hérnia umbilical são:

  • Suor ao redor do umbigo;
  • Náusea e vômito;
  • Dor no umbigo e também ao redor dele;
  • Protuberância perto do umbigo.

Outra possível causa ainda mais comum de dor no umbigo na gravidez é a dor do ligamento redondo, que pode causar dor aguda na região do umbigo e do quadril.

Essa dor é bastante comum entre as grávidas durante o segundo trimestre da gestação e ela acontece por causa da contração dos ligamentos redondos que conectam a frente do útero com a virilha, que ficam mais estendidos durante a gravidez para dar suporte ao útero. Assim, quando as grávidas tossem, fazem movimentos bruscos ou riem, é possível que ocorram rápidas contrações desses ligamentos, causando uma dor próxima ao umbigo. Geralmente, a dor dura pouco tempo e não é razão de preocupação.

O que fazer

Em casos de hérnia por causa da gravidez, não é preciso fazer nada e ao fim da gravidez o umbigo deve retornar ao normal. No entanto, se isso incomodar muito, a grávida pode e deve discutir com seu médico o que pode ser feito para reduzir o desconforto.

A dor do ligamento redondo não vem acompanhada de outros sintomas e trata-se de uma dor muito breve que não costuma persistir por mais do que alguns segundos ou minutos. Se a dor continuar por muito mais tempo que isso, pode ser importante mencionar o fato para o médico. Na maioria das vezes, não é preciso fazer nada ou alguns alongamentos, descanso adequado e mudanças menos bruscas de posição podem eliminar a dor.

3. Constipação

A constipação é um problema que afeta muito gente. Segundo o National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases, uma constipação é diagnosticada quando uma pessoa apresenta no máximo 3 movimentos intestinais no período de 1 semana.

Esse desconforto pode vir acompanhado de dor no umbigo e dor abdominal.

O que fazer

A constipação ocasional pode ser tratada com um laxante ou adicionando mais fibras à dieta.

Ter constipação uma vez ou outra pode acontecer com todo mundo e geralmente não é nada sério. Mas se essa situação ocorre constantemente e já vem sendo observada por mais de 2 meses, é importante procurar um médico e não se automedicar com laxantes, pois isso pode prejudicar a absorção de nutrientes pelo seu organismo.

4. Hérnias

Dor aguda perto do umbigo que piora quando você se alonga ou tosse pode ser um sintoma de hérnia. A hérnia se manifesta por meio de uma protuberância perto do umbigo que pode causar dor na região e perto da virilha.

As hérnias surgem devido ao aumento da pressão perto do umbigo que pode fazer com que parte do intestino ou do tecido gorduroso fique voltado para fora. Alguns fatores que podem aumentar o risco de desenvolver uma hérnia incluem a presença de paredes abdominais fracas, o ganho de peso, a tosse crônica e o levantamento de muito peso.

Exceto na gravidez, em que alterações no corpo como essas são normais, pode ser necessário tratar a hérnia cirurgicamente, especialmente se houver vômito.

O que fazer

O tratamento de uma hérnia no umbigo consiste em monitorar a condição e tratar os sintomas. Se a protuberância não reduzir, a intervenção cirúrgica pode ser necessária.

Outras possíveis causas de dor no umbigo

5. Pós-operatório

Em alguns tipos de cirurgia, pode ocorrer dor na região do umbigo durante a recuperação. Os remédios prescritos para aliviar a dor podem ajudar e em poucos dias a dor desaparece.

Em casos em que a dor é muito forte, há um inchaço anormal e outros sintomas como náusea, vômito, febre e diarreia são observados, é essencial consultar o cirurgião que executou a cirurgia ou outro médico, pois estes podem ser sinais de infecção.

6. Úlcera

Uma úlcera é uma espécie de ferida que se forma no estômago ou no intestino delgado superior. Dentre outros sintomas, a úlcera também pode causar dor no umbigo e inchaço na região. As principais causas de úlceras são a presença de infecções causadas por bactérias ou o uso prolongado de medicamentos anti-inflamatórios não esteroides como o ibuprofeno, por exemplo.

Além de inchaço e dor no umbigo, podem ocorrer outros sintomas como azia, perda de peso, náusea, vômito, refluxo ácido, fezes escuras e arrotos frequentes.

A úlcera geralmente é tratada com remédios prescritos pelo médico como antibióticos ou inibidores da bomba de prótons, dependendo do tipo de úlcera.

7. Cálculos biliares

Os cálculos biliares que se formam na vesícula biliar podem causar muita dor na região abdominal e umbilical.

Quando um cálculo biliar é identificado, é preciso usar remédios específicos e beber bastante água e líquidos em geral para tentar dissolver o cálculo ou então realizar uma cirurgia para remoção do cálculo ou da vesícula biliar.

8. Obstrução do intestino delgado

Se existir um bloqueio parcial ou completo do intestino delgado, os alimentos não são capazes de passar para o trato digestivo e sintomas como dor no umbigo, perda de apetite, febre, batimento cardíaco acelerado, constipação grave, inchaço abdominal, desidratação, náusea e vômito podem ser observados.

O bloqueio do intestino pode acontecer por diversos motivos, como hérnias, tumores, infecções, doença inflamatória intestinal e tecido cicatricial de cirurgias abdominais já realizadas.

Há casos em que é preciso realizar uma cirurgia para reparar a obstrução, mas em outros casos é possível resolver o problema com um procedimento chamado de descompressão intestinal.

9. Gastroenterite

A gastroenterite é uma inflamação que afeta o trato digestivo. Essa inflamação pode ser desencadeada por um vírus, uma bactéria ou um parasita.

Os sintomas podem incluir cólicas abdominais com sensação de dor no umbigo, febre, náusea, vômito, diarreia e suor excessivo.

Normalmente, não é preciso tratar a gastroenterite, já que os sintomas somem sozinhos. Porém, se os sintomas perdurarem por muito tempo, pode ocorrer desidratação e desnutrição. Nesses casos, o tratamento não deve ser negligenciado.

10. Doença de Chron

A doença de Chron é uma doença inflamatória do intestino que pode afetar o intestino delgado, resultando em dor perto do umbigo. O umbigo também pode ficar sensível ao toque e dores no estômago também podem ser observadas.

Outros sintomas da doença podem incluir diarreia, perda de peso, cólicas abdominais, evacuações frequentes e fadiga.

O tratamento da doença é feito durante a vida toda e pode incluir o uso de suplementos dietéticos, medicamentos específicos, medidas para controlar o estresse, visitas periódicas ao nutricionista e cirurgia em casos mais graves.

Outras causas comuns

Outras condições que podem causar dor no umbigo incluem vários tipos de infecções bacterianas estomacais e infecção no trato urinário. Nesses casos, é importante determinar que tipo de micro-organismo está causando a infecção para tratar o problema de saúde com um remédio adequado.

Causas sérias de dor no umbigo

Pode ser que a dor no umbigo indique algo mais grave que precisa de atendimento médico emergencial. Tais condições são as seguintes:

– Apendicite

Quando acompanhada de sintomas como um grande inchaço, febre, dor no estômago e dificuldade de movimentar uma das pernas, a dor no umbigo pode representar um apêndice inflamado.

O apêndice é uma parte do intestino grosso que quando inflamado causa dor na região do umbigo que pode migrar para o abdômen inferior direito e para as costas.

Quando esses sintomas perduram por muitas horas, é quase certo que se trata de um caso de apendicite e o atendimento médico deve ser imediato para evitar complicações. O procedimento de emergência consiste em uma cirurgia chamada de apendicectomia.

– Isquemia mesentérica

A isquemia mesentérica é um problema muito sério em que o fluxo sanguíneo para o intestino é interrompido. Isso pode ser causado pela presença de coágulos sanguíneos ou embolia.

Os sintomas iniciais de uma isquemia mesentérica incluem dor ou sensibilidade abdominal intensas, podendo afetar a região umbilical. Além disso, podem ocorrer sangue nas fezes e aumento da frequência cardíaca.

Trata-se de uma emergência médica que precisa ser tratada com anticoagulantes e, em alguns casos, cirurgia.

– Aneurisma da aorta abdominal

O aneurisma da aorta abdominal é um grave problema de saúde em que ocorre o enfraquecimento das paredes da aorta. Se esse aneurisma se romper, pode ocorrer vazamento de sangue da aorta para o resto do corpo.

Conforme o aneurisma aumenta, a dor na região do umbigo e do abdômen também pode ficar mais forte. Em casos de rompimento, a dor repentina e água pode irradiar para outras partes do corpo.

Outros sintomas de um aneurisma da aorta abdominal são pressão arterial baixa, dificuldade para respirar, desmaio, fraqueza súbita de um lado do corpo e aumento da frequência cardíaca.

Geralmente, o tratamento consiste em uma combinação de controle da pressão arterial e alterações de estilo de vida com a adoção de hábitos mais saudáveis. Em alguns casos, pode ser preciso realizar um procedimento cirúrgico.

– Pancreatite

A pancreatite é uma inflamação no pâncreas que pode causar dor no umbigo. Os sintomas podem surgir de forma repentina e a inflamação pode ser ocasionada por diversos fatores como abuso de álcool, uso de certos medicamentos, presença de infecções ou existência de cálculos biliares.

Além da dor na região abdominal, a pancreatite pode resultar em febre, náusea, vômito e aumento dos batimentos cardíacos.

Para tratar o problema, geralmente é preciso usar fluidos intravenosos e remédios para a dor. Em casos graves, pode ser necessária uma hospitalização, como nos casos em que é preciso remover um cálculo biliar, por exemplo.

Considerações

Sentir apenas dor no umbigo por alguns dias não é nada sério na maioria dos casos. O importante é ficar atento a outros sinais de desconforto que podem ser determinantes no diagnóstico. Isso significa que descobrir a causa da dor é crucial para adotar o tratamento adequado. Assim, é indispensável acompanhar e, se julgar necessário, anotar todos os sintomas para que o diagnóstico seja feito corretamente pelo médico consultado.

O diagnóstico consiste em exames de sangue, testes de urina e de fezes e em alguns casos são requisitados também exames de imagem e uma endoscopia para avaliar a situação atual dos órgãos localizados no estômago.

Uma vez que a causa for determinada, as dores no umbigo tendem a desaparecer assim que o tratamento é iniciado.

Referências Adicionais:

Você já sentiu uma dor no umbigo que representasse algum dos problemas listados acima? Qual deles e como foi o tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*