Erva-de-São-João: Para Que Serve, Benefícios e Efeitos Colaterais

Especialista:
atualizado em 03/11/2014

Erva-de-São-João é uma planta nativa da Europa, mas que pode ser encontrada em várias partes do mundo, geralmente em beiras de estrada, campos e matas. Possui flores amarelas, que são usadas junto com as folhas para fazer medicamentos.

O uso dessa planta como medicamento data dos gregos antigos, quando Hipócrates registrou o uso medicinal das flores da Erva-de-São-João.

Para que serve

A Erva-de-São-João é usada de forma popular como um anti-inflamatório, para tratar espasmos musculares, cãibras e a tensão que resulta dos espasmos. Além disso, também é usada para ajudar com palpitações, mal humor, sintomas da menopausa, transtorno de déficit de atenção, transtorno obsessivo compulsivo e depressão sazonal. Outros usos da planta incluem exaustão, ajuda para parar de fumar, fibromialgia, fadiga crônica, enxaqueca, dor de cabeça, dores musculares, dores nos nervos, síndrome do intestino irritável, câncer, HIV/AIDS e hepatite C.

Um dos usos mais comuns da Erva-de-São-João é no tratamento da depressão e outras condições que a acompanham, como ansiedade, cansaço, perda de apetite e problemas para dormir. Evidências científicas indicam que esse uso é eficaz para tratamento de depressão leve a moderada.

Benefícios

  • Depressão

Estudos sugerem que a Erva-de-São-João é mais eficaz que placebo e tão eficaz quanto antidepressivos tricíclicos no tratamento de curto prazo de depressão leve a moderada. O extrato da Erva-de-São-João também melhora o humor e diminui a ansiedade e insônia relacionadas à depressão. Algumas diretrizes até sugerem que a Erva-de-São-João seja considerada como opção de tratamento em conjunto com medicamentos antidepressivos.

Entretanto, estudos mostram que a Erva-de-São-João não é mais eficaz que placebo em casos de depressão severa. Embora os estudos sejam considerados inadequados por alguns especialistas, a evidência presente aponta que a Erva-de-São-João não é eficaz em casos de depressão severa, e até que mais estudos sejam feitos e evidências surjam, a Erva-de-São-João não deve ser usada como substituto para tratamentos convencionais.

  • Problemas de pele

O óleo da Erva-de-São-João era um remédio popular para ferimentos na pele, dores nos nervos, queimaduras e hemorroidas. Dois dos componentes da planta, hipericina e hiperforina, possuem ação anti-inflamatória e antibacteriana. Outro componente, tanino, ajuda a aliviar irritações de pele, como as resultantes de pequenos cortes.

  • Parar de fumar

Em alguns estudos laboratoriais, a Erva-de-São-João mostrou eficácia na diminuição dos sintomas causados pela retirada da nicotina do sistema. Além disso, ao ajudar a controlar a ansiedade, a planta pode ser uma boa ferramenta para ajudar a parar de fumar. Apesar de poder fazer com que deixar o cigarro seja mais fácil, as taxas de pessoas que voltam a fumar depois de pararem com a ajuda da Erva-de-São-João são as mesmas de pessoas que não usam suplementos.

  • Outros benefícios

Há outros usos da Erva-de-São-João sendo estudados, embora as evidências de eficácia ainda sejam insuficientes. Entre eles estão: transtorno obsessivo compulsivo, tensão pré-menstrual, depressão sazonal, enxaqueca, dor nos nervos, fibromialgia, fadiga crônica, dores musculares, câncer, etc.

Erva-de-São-João e Perda de Peso

Alguns estudos mostraram um potencial da Erva-de-São-João no auxílio à perda de peso, mas é necessário muito mais evidências para que sua eficácia seja comprovada. Como auxilia na diminuição da ansiedade, a Erva-de-São-João pode ajudar pessoas que comem quando se sentem estressadas ou ansiosas a perder peso. Entretanto, como pode interagir com outros medicamentos e causar alguns efeitos colaterais, não é recomendado o uso da Erva-de-São-João sem indicação ou conhecimento do seu médico, por qualquer razão que seja.

Efeitos Colaterais da Erva-de-São-João

A Erva-de-São-João é considerada segura se tomada de forma oral por pouco tempo. Ela pode causar efeitos colaterais como problemas para dormir, sonhos vívidos, inquietação, ansiedade, irritabilidade, irritação estomacal, fadiga, boca seca, tontura, dor de cabeça, maior sensibilidade ao sol, irritação na pele, diarreia e formigamento. Doses orais muito grandes não são consideradas seguras.

Mulheres grávidas e amamentando não devem tomar a Erva-de-São-João. Há evidências de que a erva causa má formação fetal em ratos. Não se sabe se o mesmo efeito é causado em humanos, mas é melhor evitar, de qualquer forma. No caso da amamentação, a Erva-de-São-João pode causar cólicas, sonolência e apatia no bebê. Portanto, não use a Erva-de-São-João se estiver grávida ou amamentando.

Além disso, a Erva-de-São-João pode causar infertilidade, portanto não tome se estiver tentando engravidar ou se tem problemas de fertilidade. Pessoas com esquizofrenia e Mal de Alzheimer também podem sofrer pioras em seus estados ao tomar a Erva-de-São-João.

Pessoas que vão fazer cirurgia ou começar quimioterapia não devem tomar a Erva-de-São-João, já que ela pode causar complicações em cirurgias e diminuir a eficácia dos medicamentos da quimioterapia.

Interações Medicamentosas

A Erva-de-São-João interage com muitos medicamentos, e não deve ser tomada em combinação com vários, entre eles: medicamentos para ansiedade, medicamentos que aumentam a sensibilidade da pele ao sol, anticoncepcionais com estrogênio, medicamentos que aumentam a quantidade de serotonina no cérebro, medicamentos metabolizados pelo fígado, medicamentos para HIV/AIDS, analgésicos, sedativos, entre muitos outros.

Devido a essas reações, sempre consulte seu médico antes de começar a tomar a Erva-de-São-João para se certificar de que ela não irá interagir de maneira adversa com algum outro medicamento que você possa tomar.

Como Tomar Erva-de-São-João

O extrato de Erva-de-São-João deve ser tomado de forma oral, com doses que variam entre 200 e 300 mg diários. A segurança do extrato a longo prazo não foi estabelecida, portanto não se deve tomá-lo por muito tempo. Quando for parar de tomar o extrato, não retire-o de uma vez, já que isso pode causar efeitos desagradáveis. Diminua a dose gradualmente até poder parar completamente.

Você já conhecia o extrato de Erva-de-São-João? Conhece relatos de que essa suplementação funcionou em algum caso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (406 votos, média: 3,74 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

92 comentários em “Erva-de-São-João: Para Que Serve, Benefícios e Efeitos Colaterais”

  1. Li alguns relatos de pessoas que usam a erva de s João com Tribulus Terrestris. Alguém sabe de informações?
    Outra dúvida: a erva de são João sobrecarrega o fígado?
    Att

  2. Sr. Souza por favor me passe mais informações. Tenho depressão e tomo menelat e LORAZEPAM, mas tem dias que estou péssimo e o médico já me passou vários antidepressivos e nada da fim a essa doença. Fico aguardando. clovispamaral@gmail.com. Desde já agradeço.

  3. Boa tarde …. tomo erva de São João… gostaria de saber se pode tomar cápsula de cafeína 350mg ….
    Tem algum problema??
    Obg

  4. godtaria de saber se alguem ja teve efeitos colaterais ao tomar erva de sao joao para vitligo?
    tipo coceira e manchas vermelhas na pele.

    • Olá… boa noite,gostaria de saber se depois q vc publicou Aki no site.q fez o uso, aliás q ia fazer o uso pro tratamento de vitiligo.gostaria de saber…se foi eficaz pra vc? É porq estou fazendo uso tbm…e gostaria de saber se é bom mesmo.se estimula e pigmentação mesmo as manchas brancas!

  5. Tenho pressão alta, a erva de São João posso tomar? Tomo tbm flouxcetina ant- depressivo tem algum problema! Desde já obrigado.

    • Bom dia lracema,vá no YouTube com dro.lair Ribeiro vc vai saber como lidar com o seu problema. Eu tenho sistema nervoso ,minha pressão vai lá nas altura nem o remédio da jeito,eu tomo chá de capim Santo e cidreira não adoça, tomo também três pingo de alho, meia banda de limão com uma colher de chá de mel, só tomo quando sobe a pressão arterial, pos se tomar demas a pressão cai .

  6. Gostaria de tirar uma dúvida: nesse artigo sobre a erva de são joão diz que essa erva é boa pra depressão leve e ansiedade, dentre outros, mas fala que tem efeitos colaterais dentre eles, causar a ansiedade; há uma contradição aí, alguém poderia me esclarecer…

    • Vale sempre a pena consultar um médico antes de ingerir qualquer substância natural. Em doses maiores, ela pode gerar o efeito contrário.

  7. Olá Solange tudo bem… Eu estou fazendo uso da erva de são João por conta própria minha irmã trouxe para eu tomar …foi através das irmãs da igreja que fazem … pois estou na menopausa e estou sofrendo com dores ..insônia… e um pouco de depressão bem leve…gostaria muito que desse certo comigo como deu para você.. são muitos sintomas e esses remédios da alopatia são fortes e com efeitos colaterais ruins… gostaria muito de chegar a esse ponto… de só tomar chás.. e fazer efeitos..um abraço.. oro muito pois cuidar do lado espiritual e fundamental… fique com Deus… 🙂

  8. Alguém ja teve algun efeito,comprei e vou começar a tomar ,mas tenho medo dos taos efeitos”alucinógenos’,depois que iniciar,quero compartilhar minha experiência

  9. Com quadro de depressão e síndrome pânico por 1. Ano, comecei a tomar erva São João e em duas semanas já estava controlado , hj está totalmente controlado, e com algo natural, sem precisar dê antidepressivos caros e fortes.

  10. Oi Ivana.Risperidona já e a substancia da Ritalina. É o mesmo remédio alopatico, indicado para autismo. Nao cura pq Autismo nao e uma doenca. Mas sim o conjunto de um grande disturbio biologico que contaminou e nos casos mais graves destruiu as celulas. Esse tratamento ai e alopatico e paliativo e nao resolve os demais. Tudo vai continuando. As ervas sao a alternativa mais longa de tempo mas que descontamina todo o organismo. Ajudando na regeneração natural das células. Por isso e bom o medico ver os exames geneticos para liberar o tratamento alopatico. A Erva de Sao Joao ajuda a controlar a hiperatividade e o TDHA. Sindromes comportamentais.Mas sem ajuda de multivitaminicos e fibras que regulam os acidos e reprogramacao celular das enzimas digestivas nao completa o tratamento biologico. Desintoxicando o organismo de tudo que desencadeia o processo. Sim e uma mudanca radical no processo de regeneracao. Por isso precisamos sempre conversar com o medico principal. Na imfancia o pediatra. Pois ele nos ajuda a como manter os desequilibrios imunologicos
    Só mude o tratamento para o alternativo com orientação médica

  11. Olá boa noite, disseram que tomando este chá podia cortar o efeito do aparelho que tenho no braço para não engravidar, é verdade ou um mito,eu tomo em saquetas o chá… obrigada

  12. Ola, alguém sabe mim informar se posso da a erva de são minha filha? Ela tem 11 anos, é autista e tem TDAH (Transtorno do deficit de atenção e hiperatividade) toma ritalina de manha e tarde. risperidona 1 compr.de manha e a noite. Será que posso dar a erva pra ela experimentar?

    • É importante consultar o médico que diagnosticou as condições e receitou os remédios sobre interações medicamentosas.

    • Oi Ivana. Só pode se vc mudar todo o tratamento alopatico dele. E forte. Meu filho de remefio alopstici so toma remedios basicos de febre, dor etc. Procure um médico para te te ajudar a trocar . Veja o grau de autismo no teu filho. Eu só dei depois de saber disso. Inclusive o meu nao tem modificações genéticas. É recuperável. .Parei alternando os dias recentemente. Não funcionou ainda voltei a dar. Funciona. Ele se acalma e se concentra. Se comporta e tudo funciona. Já esta com 8 anos. E está na 2 serie aprendendo tudo e sem intoxicar o organismo e o cérebro.

      • Oi, Polyana.
        Por favor, como você dá a erva de São João para seu filho? Chá ou cápsula? E qual a dose?
        Obrigada!