Falta de Iodo – Sintomas, Causa, Fontes e Dicas

Especialista:
atualizado em 28/03/2016

O iodo é um mineral bastante importante em nosso organismo. O fator mais conhecido de suas funções para a saúde é a produção do hormônio da tireoide, que é encarregada de regular nosso organismo. O iodo auxilia no funcionamento correto da tireoide, equilibrando seus hormônios dentro do corpo.

Além disso, esses hormônios são ligados ao metabolismo do corpo, sendo essenciais na alimentação, a fim de manter uma taxa metabólica boa. Com um bom funcionamento, portanto, eles mantêm os níveis de energia altos.

Outro aspecto positivo do iodo é o fato de ele auxiliar na saúde reprodutiva, sendo essencial em mulheres grávidas para evitar problemas com o bebê, pois ele influencia no crescimento do feto.

O iodo também ajuda na prevenção do câncer, pois ele auxilia na remoção de células que causam a doença, e promove a limpeza de resíduos, eliminando toxinas presentes no corpo. Ele também garante as funções mentais saudáveis e possui um papel fundamental dentro dos processos neuromusculares.

O corpo não produz iodo por si próprio, portanto, é importante ter uma dieta equilibrada para que haja a ingestão em quantidade exata desse mineral, diariamente. O iodo é encontrado em diversos alimentos, facilitando ainda mais seu consumo diário.

Sobre a falta de iodo

A falta de iodo no organismo é um problema global de saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que mais de dois bilhões de pessoas sofram da deficiência de iodo, sendo que 50 milhões delas podem sofrer de sintomas graves levando a danos cerebrais.

Esse problema pode estar relacionado às atuais práticas agrícolas industriais modernas e falta de minerais no solo. Além disso, poluentes ambientes, de certa forma, estão “roubando” o solo dos níveis de minerais naturais, resultando na falta de iodo nos alimentos.

Assim como o equilíbrio de iodo no organismo pode gerar vários benefícios, a deficiência do iodo pode causar inúmeros outros problemas de saúde. Confira seus sintomas abaixo:

Sintomas da deficiência de iodo

Todos os sintomas causados pela carência de iodo no organismo estão relacionados com seu efeito sobre o hormônio da tireoide. O problema da falta de iodo mais grave pode variar conforme o indivíduo, e entre eles encontramos:

  • Desenvolvimento do bócio: O bócio nada mais é que o aumento do volume da glândula da tireoide, além disso, pode haver desenvolvimentos de alguns nódulos dentro do bócio. Pessoas com esse sintoma podem sofrer de asfixia (principalmente quando deitada), dificuldade para dormir e dificuldade para respirar;
  • Hipotireoidismo: Como o mineral é essencial na produção do hormônio da tireoide, a falta de iodo pode levar ao hipotireoidismo;
  • Problemas relacionados com a gravidez: Assim como outros minerais e vitaminas, a ingestão de iodo na gravidez ou para mães que estão amamentando é de total importância. A falta de iodo na gravidez tem sido associada com abortos espontâneos, partos prematuros, retardo mental de crianças, problemas no crescimento, audição e fala e, na forma mais grave, uma disfunção da tiroide que pode levar ao cretinismo (danos permanentes no cérebro, atraso mental, estatura baixa, entre outros);
  • Desequilíbrios mentais como depressão e ansiedade;
  • Metabolismo lento: a falta de iodo pode reduzir a capacidade do corpo biossitentizar alimentos em nutrientes, fazendo com que o metabolismo fique mais lento, haja ganho de peso e leve à constipação;
  • Baixa imunidade: A falta de iodo pode levar o indivíduo a ter uma baixa da imunidade, podendo ser mais suscetível a ter gripes e resfriados;
  • Pele seca e unhas quebradiças;
  • Mãos e pés constantemente frios;
  • Retardo mental: Esse é um sintoma de caso extremo, em particular em mães que tiveram deficiência de iodo. Estudos mostraram que há relação entre a falta de iodo e função cognitiva, principalmente durante o período de gestação. No entanto, estudos feitos em 2009, revelaram que a suplementação de iodo em crianças deficientes, ajudaram a melhorar o raciocínio perceptual.

Outros problemas também têm sido associados à falta de iodo, como deficiência e problemas graves no desenvolvimento de crianças, e também está o autismo em crianças.

Causa da falta de iodo

Como a falta de outros minerais e vitaminas, a causa principal da carência de iodo pode ser a má alimentação.

Como repor o iodo

A carência do iodo é diagnosticada entre populações e não especificamente em indivíduos. Uma vez que o iodo é liberado pela urina, a melhor forma de descobrir se há a carência é por exame de urina.

Vale lembrar que a ingestão de muito iodo também pode trazer problemas, principalmente em pessoas que já têm problemas de tireoide, tais como: taquicardia, palpitações cardíacas, alta quantidade de hormônios da tiroide, entre outros.

Fontes

O iodo está naturalmente presente no solo e na água do mar, a sua disponibilidade depende de cada região do mundo. Alimentos ricos em iodo são:

  • Produtos lácteos: Queijos e leites são exemplos;
  • Saladas e vegetais: Cebola, alho, beterraba, acelga, espinafre, pepino, vagem e agrião. Vale lembrar que os vegetais do mar são muito rico em iodo.
  • Frutos do mar e Peixes: Camarão, bacalhau, mexilhão, salmão e linguado. (O camarão e o bacalhau fornecem a metade da quantidade ideal de iodo);
  • Carne;
  • Certos tipos de pães e cereais: Arroz, trigo, centeio. Um exemplo é a farinha de milho que oferece 80 mg em 100 gramas desse alimento;
  • Ovos;
  • Suplementos multivitamínicos.

Em alguns lugares e em alguns alimentos, a quantidade do iodo não é listada na embalagem, sendo difícil de identificar suas fontes.

Além disso, o melhor caso de utilizar suplementos multivitamínicos é se consultando com um médico para saber se é necessária a ingestão do mesmo e descobrir a quantidade exata.

Dicas

A principal dica é de manter uma dieta equilibrada e adequada para prevenir não somente a falta de iodo como qualquer outro problema de saúde.

Tente fazer receitas com as porções corretas de iodo por dia. Recomenda-se uma ingestão diária entre 100 a 200 microgramas de iodo por dia para adultos. Além disso, o mineral é mais que importante na dieta de gestantes e crianças, sendo necessária a ingestão de 200 microgramas para grávidas e mães que estão amamentando.

Para melhores informações e saber qual a melhor opção para você, consulte um médico.

Você acredita que possa estar sofrendo de falta de iodo no organismo? Quais sintomas tem percebido, e quais fontes alimentares pode aumentar a ingestão? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (37 votos, média: 4,08 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

12 comentários em “Falta de Iodo – Sintomas, Causa, Fontes e Dicas”

  1. Tenho mta deficiência de iodo, preciso suplementar , mas sou alergica do lugol tive varias reações. Sérias…tem outro modo de suplementar?

  2. Tenho 69 anos . Foram constatados 3 nódulos benignos, tenho quase todos os sintomas de falta de iodo. Iniciei a 10 dias ingestão de iodo. Gostaria de saber quanto tempo o iodo piora os sintomas, para depois melhorar e quais são os sintomas que podem ocorrer no início do tratamento.
    Agradeço
    Virginia

  3. oi ganhei peso entre 3 meses sem muita justificação não tomo muito leite mas como seus derivados, ovos as vezes, verduras e banana as vezes também. será que estou com hipotireodismo pois me enquadro em quase todos os sintomas.Alem estou com 47 anos chegando na menopausa. quais exames seria bom eu fazer? pois o ano passado fez de sangue geral e urina não deu nada

  4. Penso que posso estar com deficiência de iodo porque frequentemente me baixa a imunidade, o que resulta em desânimo, quero descansar, muita tosse, alergia… Além disso, mesmo com tratamento, demora a recuperação de um mês pra mais, poder estar boa novamente para as atividades cotidianas.

    • Sim, é só você ir a uma farmácia de manipulação e pedir lugol que eles manipulam para você!

  5. Acho que tenho falta de iodo porque minhas unhas estão onduladas , tenho as palpebras muito.inchadas bem.salientes mesmo e.isso tem me incomodado muito tanto que.fui.ao medico.e ele me pediu muitos exames de sangue. ,coração , urina (colhi a urina durante um dia todo ) tomei um anti alergico e nada tesolveu ou seja não se descobriu.a.causa das palpebras inchadas mas associando com a.unha ondulada e ftaca , quebradiça chego a pensat qie possa ser faita de iodo . Ja tive unha ondulafa antes e.tomei vitaminas por minha conta (A, D e B ) e melhorou a unha ,.agora voltou o sintoma. Tenho 51 anos e acho.que minha memoria podia estar melhor.

  6. estou com falta de iodo no organismo e sinto muito cansaço ,desânimo insônia,e estou ficando com a voz grave,não consigo cantar que me da tosse!!

  7. Acho que estou com falta de iodo porque estou na menopausa e sinto muito cansaço, falta de memória,
    desanimo, aumento de peso embora tenha controle alimentar. Uso levotiroxina 50 mg.

    • FUI ORIENTDO A USAR O LUGOL 5% COLOCO 2 GOTAS EM UM COPO COM AGUA
      E TOMO PELA MANHA, NO INICIO TOMEU 20 DIAS DIRETO, AGORA TOMO DE 2 A 3 VEZES POR SEMANA.