Cloreto de sódio – Para que serve e quando faz mal

Especialista da área:
atualizado em 26/03/2021

O cloreto de sódio é o sal que vai na nossa comida e também no soro fisiológico. Entenda para que serve o cloreto de sódio e quando ele faz mal.

  Continua Depois da Publicidade  

Você já deve saber que o sal é um grande inimigo da nossa saúde. Mas calma, o sódio é importante, mas com moderação.

Além de ser importante para a saúde, o cloreto de sódio faz parte da solução salina usada no soro fisiológico hospitalar. De fato, ele é imprescindível para ajudar a repor os eletrólitos quando estamos desidratados, por exemplo.

Na alimentação, o cloreto de sódio fornece o sódio que o nosso corpo precisa para o funcionamento adequado de órgãos como o coração.

Mas então, por que se fala tanto dos malefícios do sal? Entenda por que o cloreto de sódio é um vilão e ao mesmo tempo um mocinho e saiba diferenciar quando ele faz mal.

Se você já trocou o sal comum pelo sal rosa ou está pensando em fazer essa mudança, não deixe de conferir no vídeo abaixo o que a nossa nutricionista tem a dizer sobre o sal do Himalaia:

Para que serve o cloreto de sódio

soro na veia

O sódio é responsável por várias funções vitais, como por exemplo:

  • Transmissão de impulsos nervosos;
  • Contração muscular;
  • Regulação da pressão arterial;
  • Transporte de nutrientes;
  • Equilíbrios de fluidos.

Além de ser o sal de cozinha, o cloreto de sódio também está presente no soro fisiológico usado para:

  • Limpar feridas;
  • Lavar as narinas;
  • Limpar os olhos;
  • Fazer inalação.

O uso hospitalar de solução de cloreto de sódio também é muito comum – seja na forma de soro ou para ajudar a diluir medicamentos e nutrientes na veia.

Quando o sal faz mal

sal de cozinha

Apesar dos usos importantes do cloreto de sódio, o excesso nunca é bom. De fato, o rim é o órgão que mais sofre com os efeitos do excesso de sódio no organismo.

  Continua Depois da Publicidade  

Conforme o sódio se acumula, o corpo começa a reter cada vez mais água para diluí-lo. No entanto, isso aumenta muito a quantidade de fluidos na corrente sanguínea e também para os rins filtrarem. Com isso, os rins ficam sobrecarregados – o que pode levar ao desenvolvimento da doença renal crônica.

Além disso, o excesso de sódio e a retenção de líquidos causada por ele fazem o coração trabalhar mais. Afinal, há uma quantidade maior de fluidos circulando no corpo. 

Por fim, o aumento dos fluidos pode fazer com que o corpo perca mais cálcio pela urina. Dessa forma, os ossos também sofrem os efeitos do excesso de sódio na dieta.

Ao longo do tempo, isso pode causar problemas de saúde como:

Por outro lado, a falta de sódio no organismo pode causar:

  • Suor em excesso;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Desidratação;
  • Dor de cabeça;
  • Problemas no coração;
  • Má absorção de nutrientes.

Felizmente, a falta de sódio é muito rara. Assim, o equilíbrio na dieta é fundamental para evitar ao máximo a ingestão exagerada de sódio.

O problema está no excesso

Certamente, o cloreto de sódio é importante para oferecer parte do sódio da nossa dieta. No entanto, o excesso é que faz mal à saúde.

Como o sódio tem propriedades que ajudam a conservar os alimentos, ele é o principal conservante alimentício.

  Continua Depois da Publicidade  

Assim, existe muito sódio nos alimentos por aí – principalmente nos industrializados. Aliás, é por isso que os médicos orientam que o consumo de alimentos processados tem que diminuir.

Além de evitar os alimentos industrializados ricos em sódio, é importante usar o sal de cozinha com moderação.

Em excesso na dieta, o sódio pode:

  • Aumentar o risco de inflamações;
  • Elevar as chances de doenças cardiovasculares;
  • Prejudicar os rins.

Mas, na medida certa, ele é um aliado da nossa saúde.

De acordo com um estudo de 2011 da revista JAMA, comer muito sal é prejudicial para a saúde. No entanto, remover todo o sal da dieta ou ingerir muito pouco também é ruim. 

Vale lembrar que cerca de 75 a 90% da ingestão de sódio vem do cloreto de sódio. Sendo assim, tente usar o cloreto de sódio da sua alimentação com moderação, mas sem excluí-lo por completo da sua alimentação.

Já os outros usos do cloreto de sódio – como na solução para lavagem nasal ou como um soro – são considerados seguros.

Fontes e Referências Adicionais

Você evita o consumo exagerado de sal na sua dieta? Comente aqui!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário