Glucoformin

Glucoformin Emagrece? Para Que Serve, Efeitos Colaterais e Como Tomar

Glucoformin é um medicamento de uso adulto que pode ser indicado para pacientes com diabetes do tipo 2 sem cetoacidose, quando o controle da doença não for possível somente com a dieta ou quando houver falha primária ou secundária das sulfonilureias (classe de remédios antidiabéticos). O remédio pode ser usado sozinho ou associado a uma sulfonilureia.

Ele também pode ser utilizado para complementar a insulinoterapia em casos de diabetes insulino-resistentes e também pode ser usado na síndrome do ovário policístico.

Trata-se de um medicamento de uso adulto, que pode ser comercializado somente com a apresentação da prescrição do médico.

Glucoformin emagrece?

Agora que já sabemos o que é e para que serve o medicamento, chegamos à parte em que vamos tentar descobrir se Glucoformin emagrece ou não.

Pois bem, é possível afirmar que Glucoformin emagrece porque a sessão de “Reações Adversas” da bula do medicamento informa que o medicamento normalmente tende a promover a diminuição do peso.

Assim, se você perceber que emagreceu, principalmente se isso acontecer de maneira expressiva, informe o seu médico a respeito do ocorrido. Lembre-se de que o baixo peso e a perda de peso significativa também podem representar problemas para a saúde.

Tenha em mente ainda que você jamais deve utilizar o remédio somente com o objetivo de emagrecer – o medicamento tem usos específicos como aprendemos acima e deve ser utilizado somente quando houver a indicação do médico.

Automedicar-se é uma atitude extremamente perigosa – você corre o risco de usar um remédio que é contraindicado para a sua saúde (Glucoformin tem uma série de contraindicações, como você confere mais abaixo neste texto), expõe o seu organismo a efeitos colaterais desnecessários e pode utilizar uma dosagem prejudicial para a sua saúde, já que não terá a orientação de um médico para definir que dose é adequada para você.

Se o seu objetivo é emagrecer, procure a ajuda de um nutricionista e um educador físico para encontrar uma dieta saudável que te permita perder peso e um programa de treinamento seguro que te ajude a queimar mais calorias.

Caso você tenha dificuldade para perder peso, consulte um médico, que indicará o que mais pode te ajudar neste sentido e se você realmente deve fazer uso de algum medicamento para ajudar a emagrecer.

Efeitos colaterais de Glucoformin

Agora que já vimos se o uso de Glucoformin emagrece ou não, podemos analisar que o medicamento pode provocar os seguintes efeitos colaterais, de acordo com sua própria bula:

  • Intolerância digestiva com náusea, vômitos e diarreia de intensidade leve e que costumam desaparecer quando o medicamento é tomado durante ou depois da ingestão de alimentos;
  • Acidose lática, uma complicação metabólica que pode trazer sintomas como mal-estar, mialgias (dores musculares), sonolência incomum, dispneia (dificuldade para respirar e desconforto abdominal inespecífico), descrita como rara e relatado em casos em que não houve a observação das contraindicações do medicamento;
  • Hipoglicemia (baixa nos níveis de açúcar no sangue) em pacientes que seguem uma dieta hipocalórica (de baixo teor calórico), que praticam exercícios físicos e não repõem as calorias de maneira eficiente e usam agentes hipoglicemiantes (que diminuem as taxas de glicose no sangue) como sulfoniluréias, insulina ou etanol. Os sintomas da hipoglicemia incluem: dor de cabeça, fome intensa, náuseas, vômitos, fadiga, distúrbios do sono, agitação, agressividade, falta de concentração, vigilância e tempo de reação reduzida, depressão, confusão mental, distúrbios da fala ou visão, tremores, distúrbios sensoriais, tontura, sensação de impotência, sudorese, pele úmida, ansiedade, batimentos cardíacos acelerados ou irregulares, aumento da pressão arterial, dor súbita intensa no peito que pode irradiar para regiões vizinhas (angina pectoris). Se os níveis de açúcar sanguíneo continuarem a reduzir, pode ocorrer confusão maior (delírio), convulsões, alterações de comportamento, dificuldade de respiração, batimentos cardíacos mais lentos e inconsciência. Casos os sintomas não forem tratados podem evoluir para sonolência, perda de consciência e até mesmo coma. Em caso de hipoglicemia prolongada ou grave, incluindo a hipoglicemia temporariamente controlada pela absorção de açúcar, deve-se entrar imediatamente em contato com seu médico. (Com informações da Ranbaxy Farmacêutica);
  • Reações cutâneas;
  • Gosto metálico;
  • Diminuição da absorção de vitamina B12;
  • Resultado de falso positivo no teste de cetona urinária.

Caso você experimente algum dos efeitos colaterais mencionados neste tópico ou ainda qualquer outro tipo de reação adversa, procure rapidamente o auxílio do médico, mesmo que os sintomas não aparentem ser graves.

Isso é importante para ter certeza de qual é a seriedade da reação, tratar caso seja necessário e saber como deve proceder em relação ao tratamento com Glucoformin.

Contraindicações e cuidados com Glucoformin

O remédio não pode ser utilizado nos seguintes casos:

  • Insuficiência renal;
  • Insuficiência hepática;
  • Insuficiência respiratória avançada;
  • Insuficiência cardíaca congestiva;
  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Gravidez;
  • Período de aleitamento;
  • Cirurgias de médio e grande porte;
  • Pacientes muito idosos ou muito debilitados;
  • Quando houver o uso abusivo de álcool;
  • Acidoses metabólicas agudas ou crônicas, inclusive acidose diabética;
  • Coma hiperosmolar;
  • Qualquer condição que cause hipóxia (diminuição da concentração de oxigênio no sangue arterial ou nos tecidos);
  • Infecção grave que possa promover uma redução da perfusão tissular (introdução lenta e contínua de medicamento ou sangue nos tecidos);
  • Queimaduras e traumas graves;
  • Desidratação;
  • Uso de agente de contraste radiográfico;
  • Hipersensibilidade à metformina ou a qualquer um dos outros componentes da fórmula.

É necessário que a paciente informe ao médico caso esteja amamentando. A mulher também deve avisar ao médico sobre a ocorrência de uma gestação durante o tratamento ou depois da sua finalização.

O tratamento não deve ser interrompido sem o conhecimento do médico. O uso do remédio não exclui a necessidade de seguir uma a dieta e o programa de exercícios físicos recomendados pelo médico.

A administração do medicamento em pacientes idosos exige monitoramento cuidadoso da função renal dessas pessoas. O paciente deve evitar ingerir bebidas alcoólicas em excesso durante o tratamento com Glucoformin.

É necessário ainda informar ao médico a respeito de qualquer medicamento, suplemento ou planta medicinal que esteja usando para que o profissional verifique se não faz mal usar Glucoformin e a substância em questão ao mesmo tempo.

Também é importar informar ao profissional de saúde se estiver em tratamento com o remédio antes de realizar algum tipo de exame. As informações são da bula de Glucoformin.

Como tomar Glucoformin

A dosagem (quantidade de comprimidos), os horários de uso do medicamento e a duração do tratamento devem ser determinados pelo médico e observados pelo paciente, informa a bula do remédio.

A bula do medicamento também ensina que os comprimidos de Glucoformin devem ser ingeridos com auxílio de água, logo após uma refeição para diminuir os riscos do paciente sofrer com reações como diarreia, enjoo e náusea.

Atenção: este artigo não substitui a orientação médica e a leitura da bula do remédio. Portanto, antes de começar a usar o medicamento, converse com o seu médico e leia a bula de Glucoformin.

Você conhece alguém que tenha tomado e afirme que o Glucoformin emagrece mesmo? Tem curiosidade, mesmo sabendo que não é o propósito do medicamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*