Mesoterapia Capilar – O Que é, Como Funciona, Antes e Depois, Efeitos Colaterais e Dicas

Você conhece a mesoterapia capilar? Esse método usado atualmente no tratamento da alopecia promete evitar a perda de cabelo por meio da injeção de substâncias específicas no couro cabeludo.

Além de explicar como funciona a mesoterapia capilar, mostraremos quais são os riscos e os benefícios da técnica para que você avalie se esse é o tratamento certo para o seu caso.

Mesoterapia capilar – O que é?

Antes de mais nada, vamos explicar o que é a mesoterapia de uma forma geral. A mesoterapia é uma técnica desenvolvida pelo médico francês Michel Pistor em 1952 para aliviar dores. No entanto, hoje em dia a técnica foi popularizada nos mais diversos usos que focam principalmente no rejuvenescimento e fortalecimento da pele.

Na mesoterapia, são aplicadas injeções na pele para deixá-la mais saudável e bonita através da remoção do excesso de gordura e de flacidez, por exemplo. As substâncias injetadas variam de caso a caso e, assim, a injeção pode conter compostos como vitaminas, hormônios, enzimas, extratos de plantas e alguns medicamentos.

Os principais usos da mesoterapia são para:

  • A redução da celulite;
  • O clareamento da pele;
  • O tratamento da alopecia, condição que causa a perda de cabelo;
  • A suavização de rugas e de marcas de expressão;
  • A redução da flacidez;
  • A remoção de gordura em excesso em locais como as coxas, as nádegas, os quadris, as pernas, os braços, a barriga e o rosto;
  • A melhoria do contorno do corpo.

No caso específico da mesoterapia capilar, a técnica é usada para prevenir a queda de cabelo e tratar a alopecia. Há relatos de que o método é capaz de promover o crescimento do cabelo em alguns casos ou de melhorar a qualidade dos fios já existentes.

Um procedimento de mesoterapia capilar bem-sucedido pode evitar a necessidade de um implante capilar em pessoas que sofrem de calvície ou de perda massiva de cabelo.

Como funciona

Agulhas muitos finas são usadas na mesoterapia para injetar as substâncias na camada intermediária da pele, conhecida como mesoderme. Os compostos injetados têm como objetivo fornecer nutrientes, hormônios ou medicamentos que melhorem a circulação sanguínea e reduzam a inflamação além de regular as proteínas, vitaminas e fatores de crescimento no couro cabeludo.

Os compostos presentes nas injeções podem incluir:

  • Hormônios como a calcitonina e a tiroxina;
  • Remédios para tratar a perda de cabelo como o minoxidil e a finasterida;
  • Medicamentos prescritos como os vasodilatadores e os antibióticos;
  • Nutrientes como vitaminas e minerais;
  • Enzimas como a colagenase e a hialuronidase;
  • Extratos de ervas.

É esperado que a injeção de compostos como os mencionados acima ao redor do folículo piloso é capaz de:

  • Promover o crescimento e fortalecer o folículo capilar;
  • Estimular a circulação sanguínea no local, o que aumenta a entrega de nutrientes;
  • Neutralizar o excesso do hormônio DHT (di-hidrotestosterona), detectado em altas concentrações em casos de calvície.

Antes do procedimento, pode ser aplicado um anestésico para reduzir a dor causada pelas picadas da agulha. Essa etapa vai depender da sua sensibilidade à dor, pois como as agulhas são muito finas, elas não causam grande desconforto.

As injeções são aplicadas em profundidades que variam de 1 a 4 milímetros dependendo do problema que está sendo tratado. Para agilizar o procedimento, pode ser que o profissional acople uma espécie de pistola mecânica à agulha para que várias injeções possam ser aplicadas ao mesmo tempo.

Podem ser necessárias várias sessões de aplicações – que podem variar de 3 a 15 – antes dos resultados serem observados. No início do tratamento, as injeções são aplicadas em um intervalo de 7 a 10 dias e conforme o tratamento vai surtindo efeito, esse intervalo se torna maior e o paciente retorna ao consultório a cada 2 semanas ou apenas uma vez por mês.

Antes e depois

Pessoas que fizeram o procedimento de mesoterapia capilar afirmam que a técnica gera bons resultados. De acordo com essas pessoas, a mesoterapia:

  • Melhora a circulação do sangue;
  • Fornece nutrientes ao couro cabeludo e ao cabelo;
  • Corrige desequilíbrios hormonais dentro e ao redor do folículo capilar.

Logo abaixo é possível observar fotografias de antes e depois de pessoas que se submeteram à mesoterapia capilar e ter uma noção melhor do que a técnica é capaz de proporcionar ao paciente.

Efeitos colaterais

Como nem tudo são flores, alguns efeitos colaterais podem ser observados depois da mesoterapia capilar, tais como:

  • Dor;
  • Sensibilidade;
  • Inchaço;
  • Vermelhidão;
  • Coceira;
  • Náusea;
  • Infecções;
  • Cicatrizes;
  • Erupções cutâneas;
  • Manchas escuras.

Como se trata de um procedimento feito no couro cabeludo, qualquer cicatriz ou mancha que possa surgir será imperceptível. Mas no caso de desconfortos físicos como dores e inchaço no local, é importante procurar o profissional que realizou o procedimento para reavaliar a situação e prescrever algo aliviar os sintomas.

Por ser um procedimento minimamente invasivo, a recuperação tende a ser bem tranquila e a pessoa pode retomar as atividades normalmente assim que o procedimento terminar. Se houver muito inchaço e dor, é indicado descansar pelo resto do dia.

Contraindicações

Pessoas com doenças de pele ou queimaduras no couro cabeludo não devem se submeter a uma mesoterapia capilar. Pacientes com hemofilia que fazem uso de anticoagulantes, diabéticos, gestantes e lactantes também não são encorajados para esse tipo de tratamento já que podem ocorrer complicações de saúde.

Aqueles diagnosticados com câncer ou doenças que afetam o sistema imunológico também devem ficar longe da mesoterapia capilar.

Dicas

As dicas abaixo servem para evitar complicações e também como um norte para te ajudar na decisão de realizar uma mesoterapia capilar:

– Consulte um dermatologista

Antes de se submeter a uma mesoterapia capilar, é fundamental que um dermatologista avalie o seu couro cabeludo para verificar se ele pode receber as injeções. Além disso, pode ser possível testar outros tipos de tratamento menos invasivos antes de optar pela mesoterapia.

– Informe-se sobre o que pode e não pode ser feito antes do procedimento

Pode ser necessário evitar usar anti-inflamatórios não esteroides como a aspirina por pelo menos uma semana antes da mesoterapia para evitar hematomas ou sangramentos desnecessários, já que medicamentos como esses podem afetar a coagulação do sangue.

Também pode ser requerido lavar o couro cabeludo com algum produto especial no dia da mesoterapia.

– Reveja suas expectativas

Não há como ter certeza que a mesoterapia capilar surtirá o efeito desejado, pois além da variedade de substâncias que podem ser usadas no tratamento, poucos estudos foram desenvolvidos sobre a técnica.

Além disso, o grande leque de substâncias que podem ser injetadas no couro cabeludo faz com que os tratamentos variem muito de um médico para outro. Dessa forma, é prudente ter bastante cuidado na escolha do profissional para evitar efeitos adversos e obter um bom resultado final.

Aliás, de acordo com uma publicação do International Journal of Trichology em 2010, não existem estudos consistentes sobre a eficácia da mesoterapia capilar e a maioria das substâncias que são injetadas no couro cabeludo como os extratos de plantas e vitaminas não foram criticamente estudadas sobre seu impacto na regeneração dos fios.

Apenas a finasterida e o minoxidil parecem surtir algum efeito para tratar a queda de cabelo, mas ainda assim é necessário desenvolver estudos mais detalhados sobre o tema.

Por fim, até o momento a FDA (Food and Drug Administration) não aprovou nenhum tipo de tratamento para a mesoterapia capilar.

– Pese os benefícios e riscos envolvidos

A mesoterapia capilar é uma técnica que permite a entrega de nutrientes ou substâncias que ajudam a fortalecer o couro cabeludo de uma forma localizada e eficaz. No entanto, se a queda de cabelo ocorrer devido a algum tipo de deficiência nutricional, por exemplo, é essencial que a pessoa mantenha uma dieta saudável para prolongar os resultados alcançados com a mesoterapia.

Além do cuidado com a saúde, um bom resultado vai depender de vários outros fatores incluindo a causa da perda de cabelo, o estado do couro cabeludo e a escolha de um profissional sério para conduzir o procedimento.

Dessa forma, antes de tomar uma decisão, avalie todos os benefícios e riscos da mesoterapia capilar e só se submeta ao procedimento depois de se informar bem sobre o assunto e de tirar todas as suas dúvidas com os profissionais envolvidos no processo.

Referências Adicionais:

Você já conhecia a mesoterapia capilar? Conhece alguém que já tenha feito esse procedimento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 4,75 de 5)
Loading...

Deixe um comentário