Óleo de Uva para Estrias Funciona? Como Usar?

🕐 10/02/2020

Muitas pessoas utilizam o óleo de uva para estrias por se incomodarem com o aparecimento de marquinhas de estrias na pele. Da mesma forma, é bem difícil achar quem não se anime ao conhecer um truque que promete ajudar em relação a elas. Você verá a seguir se o óleo de uva realmente funciona para acabar com as estrias.

Ou esse não é um dos benefícios do óleo de semente de uva? Fique com a gente porque é justamente a respeito disso que vamos falar no artigo de hoje!

Sobre as estrias

As estrias são definidas como uma espécie de cicatriz que se desenvolve quando a pele estica ou encolhe rapidamente. Essa mudança abrupta faz com que o colágeno e a elastina, substâncias que oferecem suporte à pele, sejam rompidas. Então, conforme a pele cicatriza, as estrias podem dar as caras.

Logo que aparecem, as estrias tendem a ser vermelhas, roxas, rosas, castanho-avermelhadas ou marrom-escuras, o que varia de acordo com a coloração a pele de cada pessoa. De início, elas podem coçar e ter uma ligeira elevação.

Com o passar do tempo, a cor desbota e as estrias afundam debaixo da pele. Ao passar a mão sobre uma estria mais antiguinha, também é possível sentir uma leve depressão.

O fato de ter pessoas na família com estrias faz com que alguém tenha mais chance de desenvolvê-las. Elas também podem surgir quando há uma flutuação nos níveis de hormônios, com a aplicação de corticosteroides na pele por um longo tempo ou por conta de problemas de saúde como a doença de Cushing e a síndrome de Marfan.

Além disso, é mais provável que uma pessoa desenvolva as estrias durante os surtos de crescimento na adolescência, na gestação, devido a uma perda de peso rápida ou a um ganho de peso rápido e quando há um crescimento muscular rápido em decorrência dos treinamentos com peso.

E então, será que o óleo de uva para estrias funciona?

De acordo com informações da AAD, assim como ocorre com qualquer cicatriz, as estrias são permanentes, embora existam tratamentos que possam fazer com que elas fiquem menos perceptíveis.

A organização alertou que as gestantes precisam consultar o médico antes de escolher um método de tratamento contra as estrias porque alguns produtos podem conter ingredientes possivelmente perigosos para o bebê. A instituição também advertiu que não existe um único tratamento contra as estrias que funcione para todas as pessoas e que muitos produtos não funcionam de modo algum.

Seria o óleo de uva um deles? Ou o óleo de uva para estrias funciona realmente? Pois bem, conforme informações, o óleo de semente de uva é composto por um ingrediente antienvelhecimento conhecido pelo nome de resveratrol.

Segundo encontramos, quando experimentado em animais, ele auxiliou a fechar feridas mais rapidamente. Entretanto, ainda não existem muitas evidências a respeita de quão eficiente o óleo de semente de uva funciona em relação às estrias.

No entanto, é possível que o óleo de uva tenha alguma utilidade no que se refere à prevenção das estrias. Isso porque,o óleo de uva forma uma película que impede que a pele perca água e, ao associar com creme, repõe-se a hidratação.

Uma pele hidratada tem mais elasticidade, o que é bom para a prevenção do aparecimento das estrias.

No mesmo sentido, ao responder um questionamento de uma internauta a respeito do uso de óleos corporais para a prevenção das estrias, a técnica em estética Isabel Luiza Piatti recomendou para o tratamento preventivo das estrias, o óleo de semente de uva, assim como o óleo de amêndoas e os óleos de rosa mosqueta como alternativas eficazes.

Por outro lado, precisamos registrar que segundo alertou a AAD, pesquisadores identificaram que nenhuma das estrias desapareceram quando as pessoas massagearam as marquinhas com óleo de amêndoas, manteiga de cacau, azeite de oliva ou vitamina E.

Mas e quanto ao funcionamento desses produtos em termos de prevenção? Conforme a organização, estudos também apontaram que o óleo de amêndoa, a manteiga de cacau, o azeite de oliva e a vitamina E não preveniram as estrias.

Portanto, o conselho que fica

Em frente às diferentes posições acerca da eficiência do uso do óleo de uva para estrias e devido ao fato de não existir uma estratégia contra essas indesejáveis marquinhas que funcione para todas as pessoas, o melhor mesmo é marcar uma consulta com o dermatologista para verificar se o óleo de uva pode ajudar de alguma maneira em relação à prevenção ou melhora das suas estrias.

A consulta com o especialista também é importante para verificar se o produto não é contraindicado para você, assim como conhecer os cuidados que você precisa ter na hora de aplicá-lo e saber direitinho como usar o produto, levando em consideração as particularidades do seu tipo de pele.

Caso o dermatologista não identifique o óleo de uva como um bom produto para prevenção ou tratamento das suas estrias, pergunte-o a respeito de qual estratégia pode auxiliar o seu caso em especial.

Como usar o óleo de uva para estrias

Para quem ficou com vontade de dar uma chance ao uso do óleo de uva para estrias e recebeu o aval do dermatologista para utilizar o produto, a gente trouxe um modo de usar o produto.

A recomendação dos dermatologistas é aplicar o óleo de uva da mesma maneira que um hidratante todos os dias nas regiões do corpo que são propensas ao desenvolvimento de estrias como as coxas, as nádegas e os seios.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia se óleo de uva para estrias funciona? Conhece alguém que possa confirmar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...

Deixe um comentário