Tratamentos Para Estrias Mais Procurados em Clínicas

As estrias são formas de cicatrizes na pele que aparecem geralmente em mulheres e estão relacionadas à gravidez, mas também podem aparecer em homens na puberdade ou devido ao ganho de peso rápido, seja obesidade ou ganho de massa rápida através da musculação.

A estria se forma quando a derme, que é a camada média da pele, que dá a elasticidade, é esticada mais do que deveria, formando assim pequenas listras de estiramento. As fibras da pele quebram, interrompendo a produção de colágeno e causando assim essas desconfortáveis cicatrizes.

A cicatriz inicialmente aparece avermelhada devido ao rompimento e, após certo tempo, se não tratada, pode ficar mais profunda e esbranquiçada, sendo mais difícil de retirar. Porém, esta não causa dor, sendo apenas um problema mais estético. As únicas maneiras de reverter essa situação é através dos tratamentos para estrias.

Estatísticas

Muitas pessoas podem sofrer com estrias, sejam homens ou mulheres, mas a maioria dos casos de estrias estão ligados à gravidez. Três em cada quatro mulheres terão estria durante ou após a gravidez, isso é estatístico e comprovado.

Geralmente as estrias aparecem na barriga, que é a região que mais se estende, mas podem ocorrer em outras regiões do corpo, sendo necessário realizar os tratamentos para estrias para remoção dessas imperfeições. Pessoas que perderam peso rapidamente ou que ganharam massa rapidamente, como fisiculturistas, podem dar origem também as estrias.

Causas

Como já mencionado, tanto homens quanto mulheres estão sujeitos a desenvolver estrias em determinados momentos da vida devido às situações do cotidiano. As partes do corpo mais comuns são: coxas, quadris, braços, nádegas, abdômen, seios e parte inferior das coxas. Algumas causas relacionadas à estria são a genética, puberdade, musculação, corticosteroides e etnias. Entenda melhor cada uma delas:

  • Genética: As mulheres são mais propensas a ter estrias do que os homens, principalmente devido à gravidez. Se a mãe dela teve estrias durante a gravidez ou se a mulher tem tendência a ter efeito sanfona (rápido ganho e perda de peso), ela pode vir a ter estrias facilmente;
  • Puberdade: Um crescimento abrupto durante a puberdade relacionado ao aumento dos hormônios no organismo pode desencadear estrias tanto em homens quanto em mulheres. Isso ocorre pois a pele e sua elasticidade não consegue acompanhar o rápido crescimento do corpo;
  • Musculação: O rápido desenvolvimento de massa muscular pode gerar o esticamento da pele mais do que o normal;
  • Corticosteroides: O uso prolongado ou exagerado dos corticosteroides orais pode estimular o aparecimento de estrias;
  • Etnia: Pessoas de pele mais morena ou afrodescendentes têm menos chances de desenvolver estrias do que pessoas de peles mais claras.

Áreas do corpo

As estrias podem afetar qualquer área do corpo, sendo que as mais comuns são o abdômen, mas podem surgir em outras regiões que sofram um alongamento incontrolável. Qualquer região que esteja sujeita a expansão do tecido pode desenvolver estrias, sendo que aquelas partes que ficam mais visíveis tendem a incomodar mais do que regiões escondidas, como bumbum, costas e coxas.

Porém, pessoas que têm estrias geralmente evitam praias, clubes ou locais que obriguem a uma exposição maior do corpo. Essa vergonha e insatisfação com o corpo pode levar a quadros de depressão graves, por isso, muitas vezes é importante realizar os tratamentos para estrias adequados acompanhados de um psicólogo para que recupere a autoestima perdida.

Tratamento natural

Um dos tratamentos para estrias mais simples e que não se caracteriza como invasivo é o uso de cremes, loções e mudança de hábito de dieta, além da prática de exercícios físicos regularmente. Existe atualmente uma variedade grande de produtos no mercado que prometem remover estrias, mas isso pode ser uma solução a longo prazo. Além disso, esses produtos estéticos geralmente apenas surtem efeito se forem utilizados logo no início do aparecimento, quando as estrias ainda estão avermelhadas e destacadas.

Uma alimentação balanceada, rica em verduras e legumes, assim como a prática de atividades físicas contribuem para esse processo, além de evitar o aparecimento de novas estrias. Esses produtos podem ser uma alternativa para quem não possui renda suficiente para realizar tratamentos mais caros e podem ser encontrados em lojas online ou físicas.

Remoção a laser

Esse método é mais eficaz do que o anterior. Nesse tratamento, um feixe de luz remove camadas finas da pele no entorno das estrias. Alguns lasers queimam e cortam as áreas afetadas da pele, gerando certa dor e muito tempo de repouso para recuperação. Outros, mais sofisticados, podem utilizar a alta energia para romper as ligações moleculares do tecido da pele, fazendo com que se desintegre através da abrasão. Com esse laser, a recuperação é mais rápida, com a renovação da pele de forma mais eficaz e saudável.

Após a aplicação dessa técnica é normal que a área fique avermelhada; isso ocorre devido à extração da pele, cicatrização e renovação do tecido por um mais saudável, livre de estrias. Certas bolhas ou ferimentos de queimadura podem aparecer, o que é normal, e logo serão cicatrizados. A recuperação pode ocorrer em alguns dias ou semanas, dependendo do caso e da profundidade das estrias. Os custos desses tratamentos para estrias podem ser elevados, vale a pena pesquisar clínicas dermatológicas diferentes.

Remoção cirúrgica

Essa técnica é a mais invasiva, entretanto é a única maneira de remoção permanente das estrias. Os outros tratamentos podem camuflar ou diminuir a aparência e profundidade das estrias, mas a única solução que as elimina de uma vez por todas é a cirurgia. A cirurgia para pacientes que possuem estrias no abdômen chama-se abdominoplastia e apenas pode ser realizada por pacientes com boa saúde, não fumantes e com excesso de pele acima do estômago. Esse é o mais caro dentre todos os tratamentos para estrias, mas o custo varia de acordo com o nível de gravidade da cirurgia.

Remoção não cirúrgica

Dermatologistas têm trazido novas propostas de redução das estrias com tratamentos menos invasivos, como peelings químicos, microdermoabrasão e terapia de luz azul. Essas são ótimas opções para quem quer reduzir as estrias sem se submeter a cirurgias de risco e também são mais baratas do que as cirurgias a laser.

Quais tratamentos para estrias parecem ser os mais indicados para você? Você necessita mesmo buscar um? Onde situam-se as estrias que mais te incomodam? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...

1 comentário em “Tratamentos Para Estrias Mais Procurados em Clínicas”

Deixe um comentário