Babosa para Estrias Funciona?

Especialista:
atualizado em 05/07/2020

Que mulher gosta de descobrir que ganhou estrias novas no corpo? Pois são justamente elas que mais sofrem com esse tipo de problema. Confira se utilizar a babosa para estrias funciona e como usar.

As estrias costumam ser longas e finas e geralmente começam com uma coloração vermelha ou roxa para depois descolorir-se gradualmente para uma tonalidade branco-prateada.

Elas podem aparecer em qualquer ponto onde a pele foi esticada, porém, geralmente atingem regiões onde ocorre o armazenamento de gorduras como o abdômen, as mamas, os antebraços, os glúteos, as coxas e os ombros (em fisiculturistas).

Há também os casos em que as estrias podem aparecer nas costas, particularmente em garotos adolescentes. Isso sem contar as estrias provocadas pela chamada síndrome de Cushing (níveis elevados do hormônio cortisol no sangue), que tendem a ser mais amplas e largas e podem surgir no rosto.

Além de problemas de saúde como a síndrome de Cushing, outros fatores associados ao surgimento das estrias são: gravidez, rápido ganho de peso, puberdade, histórico familiar de estrias e a utilização inapropriada ou prolongada de medicamentos corticosteroides.

Veja dicas de como acabar com as estrias e algumas receitas com babosa para a pele, cabelo e saúde que podem ser ótimas para aproveitar os benefícios da planta.

Será que usar babosa para estrias dá certo?

Quem sofre com as estrias está sempre em busca de uma solução simples, caseira e barata para o problema. Porém, antes de classificar o uso da babosa para estrias como uma solução do tipo, é preciso certificar-se de que o truque realmente funciona.

Ainda que a babosa seja considerada um agente natural de cura/cicatrização e um suavizante para a pele, existem poucas evidências clínicas que confirmam a planta como uma cura para as estrias.

E o gel de babosa? Será que ele funciona?

O gel de babosa é um produto obtido quando as folhas da planta são quebradas e espremidas ou fabricado ao lado de outros ingredientes suavizantes.

Ele foi classificado como “C” no quesito habilidade para curar lesões como as estrias, em uma escala que ia de A até F. Os estudos sobre a efetividade do gel parecem ter resultados mistos, já que a Mayo Clinic afirma que alguns geraram resultados positivos, enquanto outros não mostraram nenhum benefício visível ou mesmo uma piora potencial das lesões.

A falta de evidências conclusivas torna incerto se a aplicação regular gel de babosa realmente pode auxiliar a curar as estrias. Enquanto terapias alternativas e alguma evidência informal afirmam que o gel de babosa para estrias pode ajudar a reduzir a percepção das mesmas, é importante manter expectativas realistas.

A melhor forma de lidar com as estrias

Recorrer ao auxílio médico profissional para receber um diagnóstico apropriado em relação ao seu quadro de estrias é sempre melhor. Assim, você pode saber qual o tipo de tratamento que mais pode te auxiliar a se livrar do problema, sem representar perigos para a sua saúde.

Em outras palavras: antes de testar o uso de babosa para estrias, consulte o dermatologista para se certificar de que a estratégia realmente ajuda pelo menos a amenizar o seu tipo de estria, em particular, e conferir se ela não pode fazer mal de alguma maneira para você.

Vale destacar que quando as estrias atingem a coloração branca, a pessoa deve procurar fazer um tratamento mais aprofundado e que, mesmo no caso desses tratamentos, a melhora não é 100% garantida.

Para não correr riscos, enfatizamos a importância de procurar um médico dermatologista antes de se submeter a esses tratamentos e de fazer os procedimentos apenas com profissionais confiáveis, qualificados e autorizados a executá-los.

Cuidados com a babosa

A utilização interna da babosa é contraindicada para crianças, mulheres que estejam grávidas, mulheres que se encontrem em período de amamentação de seus bebês, pacientes que sofrem com inflamações nos úteros ou ovários, hemorroidas, fissuras anais, pedras na bexiga, varizes, apendicite, prostatite (inflamação da próstata), cistite (inflamação da bexiga), disenteria e nefrite (inflamação de estruturas dos rins).

Entretanto, por questões de segurança, é fundamental que qualquer pessoa consulte o médico antes de começar a usar a babosa – interna ou topicamente. Isso é importante principalmente para os integrantes de outros grupos como adolescentes, idosos e pessoas que sofrem com qualquer tipo de doença ou condição de saúde.

Por exemplo: para quem tem problemas de pele, vale a pena checar com o dermatologista se pode aplicar a babosa ou o gel da planta na pele.

Caso você faça uso de qualquer tipo de medicamento, suplemento ou outra planta, verifique com o médico se não existem riscos de interações prejudiciais ao organismo entre a babosa e a substância em questão.

Enquanto a babosa purificada (com pouco antraquinona) é considerada segura, a babosa não purificada (com teor mais alto de antraquinona) pode trazer efeitos colaterais como diarreia, cólicas, adenoma no cólon (tumor benigno) e câncer de cólon em decorrência do uso em longo prazo (raro, mas pode acontecer).

Assim, ao comprar a sua babosa, certifique-se de que está adquirindo uma versão purificada – e segura – da planta. É preciso certificar-se de que a babosa adquirida seja do tipo Barbadensis miller, que é a mais indicada para o uso humano, já que os outros tipos são tóxicos e, portanto, não devem ser utilizados.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já experimentou usar babosa para estrias? Tem curiosidade de provar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 4,25 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário