Os 4 Melhores Exercícios de Baixo Impacto para Fazer ao Ar Livre

Especialista:
atualizado em 05/07/2020

Esses 4 exercícios de baixo impacto ao ar livre vão ajudar a manter o bombeamento do sangue correto sem sobrecarregar o corpo, além de aproveitar as maravilhas que a natureza nos proporciona. Além de uma melhor circulação, você vai melhorar sua flexibilidade, fortalecer os músculos, pulmões e coração, e além de melhorar o seu humor!

Portanto, prepare-se para sair no seu horário preferido, escolha as melhores vestimentas para se exercitar e não se esqueça de aplicar protetor solar, mesmo que em sua cidade o Sol ainda não esteja castigando nesta época do ano. E não deixe que o frio te espante se estiver no inverno! E o mais importante, uma garrafa d’água é primordial para se hidratar durante o exercício.

1. Andar de bicicleta

Arrume um capacete e dê uma volta ao redor do bairro ou na ciclovia da praia ou do parque perto de onde você mora. Se você não anda de bicicleta há muito tempo em poucos meses, verifique o estado de seus pneus. Leve-a para uma manutenção, se necessário. Caso contrário, desafie-se a desfrutar das brisas ao ar livre da sua cidade enquanto você pedala em prol de uma saúde fortalecida.

Andar de bicicleta é um dos exercícios de baixo impacto ao ar livre perfeitos para quem tem problemas no joelho, muito mais suave para as articulações do que correr ou caminhar longas distâncias.

2. Natação ou hidroginástica

Uma das maneiras mais agradáveis e refrescantes de se exercitar ao ar livre é dando um mergulho na piscina. Escolha a piscina de um clube perto de casa ou do seu próprio condomínio, se existir, e experimente dar o número de voltas que você conseguir ou inscreva-se numa aula de hidroginástica na sua própria academia para um dos melhores exercícios de baixo impacto que ainda trabalha a sua resistência ao mesmo tempo. Natação e hidroginástica podem te ajudar a ficar livre de dores, especialmente se você sofre de artrite.

3. Pilates

Pilates pode ser um dos exercícios de baixo impacto ao ar livre, basta você escolher um local arejado no seu quintal ou na praça perto de casa e levar sua esteira consigo. Se você é iniciante, consulte o seu médico antes de iniciar um programa de treino, e ter aulas com um instrutor de Pilates certificado é o ideal para aprender a forma correta, fluxo, movimentos e sequências exatos para a prática.

Atividade que remonta ao final dos anos 1800, Pilates tem sido aderido para reduzir o estresse, promover um sistema imunológico saudável, melhorar a postura e aliviar dores nas costas, entre muitos outros benefícios. Experimente um treino de Pilates para iniciantes e veja se você gosta!

4. Caminhada

Se correr é muita exigência para o seu corpo, experimente subir escadas e caminhar para permanecer ativo. É uma das maneiras simples para melhorar a sua saúde diariamente – tudo que você precisa é de uma garrafa d’água e tênis confortáveis para caminhar!

Tente contar 10.000 passos por dia ou caminhar pelo menos 30 minutos (tendo curtas pausas se for preciso), a fim de colher todos os benefícios da caminhada para a saúde. Construa a sua rotina e continue a traçar novas metas, uma vez que tenha conseguido um novo marco. Se você enjoar do trajeto ou da prática, altere o seu percurso a pé, recrute um amigo para caminhar com você, e use um pedômetro para acompanhar os seus passos. Uma boa ideia é levar seu pet para passear, também!

Lembre-se, não importa o que você for praticar, ouça o seu corpo. Se você se sentir fraco, encontre um local fresco com alguma sombra para descansar por alguns minutos. Certifique-se de se manter hidratado e comece devagar, especialmente se você está começando a praticar uma nova atividade ou retomando um exercício depois de alguns meses parado.

Você tem o costume de se exercitar frequentemente? O que achou desses exercícios de baixo impacto ao ar livre? Quais são seus preferidos? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário